PSB espera chegada dfe Aécio

=======================================================

DEU NO PORTAL IG

O Partido Socialista Brasileiro (PSB) decidiu nesta quarta-feira (8) apoiar a candidatura de Aécio Neves (PSDB) à Presidência da República.

A reunião encerrou-se há instantes em Brasília e o apoio dos socialistas aos tucanos contou com 21 votos de um total de 28 integrantes da Executiva Nacional que participaram do encontro. Sete integrantes do partido votaram pela neutralidade e uma apenas um defendeu o apoio à reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). Esse voto partiu do senador João Capiberibe cujo filho, Camilo, concorre ao governo do Amapá.

Revolta

A ex-prefeita de São Paulo Luiza Erundina, que defendia a neutralidade, deixou o encontro contrariada. “Ela [a candidatura do PSB] não conecta com essa farsa. Eu defendi a liberação da bancada. Isso [o apoio a Aécio] é contraditório com a nossa motivação de lançar um candidato como lançamos e depois foi substituído pela Marina. Me sinto desconfortável [com a decisão] porque me sinto confortável com a minha consciência. Não vou subir no palanque de candidatos que são contrários ao nosso projeto”.

No mesmo encontro, a Executiva Nacional do PSB liberou os estados do Amapá e Paraíba a decidirem quem apoiar na eleição nacional. Nesses estados, PSB e PSDB são adversários no segundo turno.

Aécio é aguardado na sede do PSB para a formalização oficial do apoio socialista a sua candidatura ao Planalto.


Eduardo Jorge: reforço verde a Aécio

=======================================================

DEU NO PORTAL TERRA

Em reunião ocorrida nesta quarta-feira, o Partido Verde (PV) oficializou apoio no segundo turno à candidatura de Aécio Neves (PSDB) à Presidência da República. Em votação, a decisão de apoiar o tucano obteve 33 votos favoráveis e 3 contrários. O candidato do PV à Presidência no primeiro turno, Eduardo Jorge, foi um dos que defenderam o apoio.

Eduardo Jorge obteve 0,60% dos votos no primeiro turno. Durante sua campanha, o candidato ficou marcado por defender a legalização das drogas e do aborto, além de ser constantemente visto se locomovendo de bicicleta em São Paulo. Eduardo Jorge foi secretário do Verde e do Meio Ambiente na cidade de São Paulo, de 2005 a 2012, durante as administrações de José Serra (PSDB) e Gilberto Kassab (então DEM)

out
08


================================================================

DEU NO DIÁRIO DE NOTÍCIAS, DE PORTUGAL

Thomas Eric Duncan, o primeiro paciente diagnosticado com ébola nos Estados Unidos, morreu num hospital do Texas. Duncan havia também recebido a vacina contra a doença, ainda em fase de testes.

“É com profundo pesar que temos de informar da morte de Thomas Eric Duncan esta manhã. O senhor Duncan sucumbiu a uma doença terrível, o ébola”, anunciaram os responsáveis do hospital Presbiteriano de Dallas, onde o paciente estava internado.

Duncan, de 42 anos, vivia na Libéria, mas em setembro foi aos Estados Unidos para assistir à festa de final de curso do filho, Karsiah. Foi diagnosticado com ébola a 28 de setembro, uma semana depois da sua chegada à América.

out
08

BOA TARDE!!!


Francisco, Malala, Snowden: favoritos
na bolsa de apostas do Nobel 2014

================================================================

DEU NO PÚBLICO, DE LISBOA

Como todos os anos, os rumores circulam a grande velocidade em Oslo sobre a quem será atribuído o Prêmio Nobel da Paz na próxima sexta-feira, 10: há muitos nomes circulando boca a boca mas nenhum se destaca pelo seu favoritismo.

Desde a jovem paquistanesa Malala, já dada como finalista no ano passado, ao controverso Edward Snowden, passando por um grupo de pacifistas japoneses, opositores russos ou ainda o Papa Francisco, a lista de candidatos é vasta.

“A política russa na Ucrânia, com a anexação da Crimeia e a violação das fronteiras, mas também o tratamento reservado aos críticos do Kremlin não pode passar despercebida ao comitê Nobel”, considera Antoine Jacob, jornalista francês autor de História do Prêmio Nobel.

Para o presidente do comitê Thorbjoern Jagland, “sancionar Moscou seria também um meio de demonstrar que atua de forma independente, apesar de ser secretário-geral do Conselho da Europa, de que a Rússia faz parte”, explica Jacob.

Fundado pelo ex-presidente soviético com o cheque que recebeu pelo Nobel da Paz que lhe foi dado em 1990, o jornal Novaïa Gazeta, raro meio de comunicação ainda independente e que já viu vários dos seus jornalistas serem assassinados, está entre os possíveis laureados.

Apostar num vencedor torna-se ainda mais difícil para este ano, já que o comitê Nobel recebeu um número recorde de 278 candidaturas, cuja identidade é mantida secreta por um período mínimo de 50 anos.

Os analistas e apostadores só têm por instrumento de trabalho os nomes que são divulgados publicamente pelos patrocinadores das candidaturas. E esses não são muitos

Herói para um, traidor para outros, o ex-consultor da Agência de Segurança Americana (NSA), Edward Snowden, que revelou a magnitude do programa de vigilância norte-americano, foi proposto para o Nobel da Paz por um grupo de deputados noruegueses.

Refugiado em Moscou, ele próprio diz não acreditar que vá ser o escolhido na sexta-feira. “É pouco provável que o comitê Nobel apoie uma coisa deste gênero”, disse recentemente numa videoconferência.

Observador atento das escolhas do Nobel, o diretor do Instituto de pesquisa sobre a paz de Oslo (Prio), Kristian Berg Harpviken, aposta na vitória de um grupo “japoneses que defendem o artigo 9”.

Estes militantes dizem-se empenhados em preservar o pacifismo que está consagrado na Constituição nipônica (no artigo 9), à qual o primeiro-ministro japonês Shinzo Abe introduziu uma nova interpretação que permite a participação das forças de autodefesa do país em operações militares externas de apoio a países aliados.

“Podemos considerar que as guerras entre estados fazem quase parte do passado depois do fim da Guerra Fria, mas os acontecimentos na Ucrânia e as tensões que estão a fermentar na Ásia Oriental recordam-nos que elas podem ressurgir”.

A adolescente paquistanesa Malala Yousafzai, que se tornou a besta negra dos talibans, é a preferida , um trio de historiadores especialista do Nobel, pelo seu combate a favor da educação das adolescentes no mundo. Mas a sua juventude poderá, ainda este ano, jogar contra ela, por o comitê poder considerar que o Nobel da Paz é um fardo demasiado pesado para ser carregado por uma moça de 17 anos.

Entre os outros candidatos, encontram-se os “habitués”, como o médico congolês Denis Mukwege, que trata há 25 anos de mulheres vítimas de violência sexual utilizada como arma de guerra na República Democrática do Congo, e o militante bielorrusso dos direitos humanos, Ales Beliatski, libertado da prisão no passado mês de Junho.

As casas de apostas dão o Papa Francisco como o seu favorito.

out
08
Posted on 08-10-2014
Filed Under (Artigos) by vitor on 08-10-2014


Jarbas, hoje, no Diário de Pernambuco


Arcebispo D. Murilo condenou a violência
na cerimônia de sepultamento do Padre Francisco

———————————————————-

DEU NO CORREIO DA BAHIA

Da Redação

A Polícia Civil informou ontem (7), que as investigações sobre a morte do padre Francisco Carlos de Souza, 45 anos, encontrado morto perto do Centro de Formação de Líderes da Arquidiocese de Salvador, na praia de Itapuã, estão avançadas. Apesar disso, o delegado Marcelo Sansão, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), não quis passar muitos detalhes, apenas afirmou que há “90% de chance de ser homicídio”, e não latrocínio. Ele afirmou que um padre amigo da vítima disse em depoimento que ele se sentia inseguro porque tinha sido furtado.

Apesar do comentário do padre Francisco, a polícia não conseguiu localizar nenhuma queixa de furto recente feita por ele – foram localizadas uma de 2006 e uma de 2008, quando ele deu por falta de um talão de cheque. Mas a polícia considera que ambas as ocorrências, pelo tempo e relativa pouca gravidade, não têm relação com a morte do padre.

A polícia recebeu um primeiro chamado sobre o corpo do padre encontrado perto do Centro de Formação de Líderes às 13h15 de domingo e, por isso, acredita que o crime tenha ocorrido por volta das 13h. O corpo foi localizado pouco depois, com o instrumento usado na morte, uma espécie de vergalhão usado como faca, abandonado ao lado. O padre tinha 18 perfurações pelo corpo. “Acredito que o local tenha sido premeditado pelos criminosos”, disse Sansão.

Testemunhas viram o padre discutindo com dois homens. Segundo Sansão, ele teria sido perseguido pela dupla, até que um deles o alcançou e o outro o atacou. O carro do padre, um Fox, ainda está desaparecido, mas o celular do religioso foi encontrado no bolso da roupa.

A Arquidiocese de Salvador informou inicialmente que o padre saiu de casa, em um condomínio no bairro Costa Azul, às 15h30 para seguir para uma missa às 16h. O horário não batia com o divulgado pela polícia. Hoje, Irmã Miriam, da Paróquia, afirmou que ao procurar o padre na casa dele, depois que ele não apareceu para missa, foram informados de que ele saíra de casa por volta das 13h30. Sansão acredita que haja uma confusão nesses horários porque as pessoas nem sempre são precisas. “Ninguém está vivendo e olhando pro relógio”.

Familiares do padre, que vieram de Minas Gerais para o enterro dele nesta terça, ainda não foram ouvidos pela Polícia Civil. Uma missa de corpo presente marcou a despedida do padre na tarde de hoje no Cemitério Campo Santo. O Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger,
realizou a cerimônia.

out
08
Posted on 08-10-2014
Filed Under (Artigos) by vitor on 08-10-2014

============================================================

OPINIÃO

DEU NO BLOG POR ESCRITO

LUIS AUGUSTO GOMES (EDITOR)

Para quem estava disposta a ser a responsável pelas decisões mais importantes do país, Marina Silva tem uma à altura para tomar nestes dias: o candidato que apoiará no segundo turno da eleição presidencial.

Em 2010, no calor da emoção de uma votação consagradora, ela ficou neutra entre Dilma Rousseff e José Serra. Este ano, é possível que vá por caminho diferente, já que está evoluindo no trato político e dsabe que o isolamento não lhe será útil no futuro, a menos que esteja aposentando-se.

Muitas variáveis, entretanto, interpõem-se nesse processo. Diz-se, por exemplo, que ela preferiria o PT, por estar mais próximo ideologicamente de sua história, não fosse ela própria uma ex-petista que representou o partido em altos cargos da República.

É uma hipótese não automaticamente factível, haja vista que no pleito anterior ela não levou em conta esse amor antigo.
Além disso, embora não seja fator determinante nas alianças políticas, Marina atacou duramente o governo em sua campanha, especialmente a presidente Dilma, com quem, em certos momentos, chegou à última fronteira da proximidade física. Teria, portanto, de encaixar um discurso muito elaborado para anunciar um eventual apoio.

Por esses aspecto, seria menos traumática a opção por Aécio Neves, que a confrontou legitimamente como adversária a ser derrotada no primeiro turno, usando o argumento da inexperiência administrativa e da inabilidade para construir politicamente o governo –, o que, comparando-se com ele, senador, duas vezes governador, presidente da Câmara dos Deputados, é inegavelmente verdade.

Foram tais conceitos, aliás, determinantes para que lá atrás, talvez mais longinquamente do que sonha nosso vão conhecimento dos meandros da política, tenha sido definido que Eduardo Campos, e não Marina, seria o cabeça da chapa.
Outro componente é a questão partidária. Frustrada na sua criação do Rede, Marina está no PSB como “hospedeira”, conforme conceituou um alto dirigente do partido. O PSB é uma legenda tradicional da “esquerda” cujo líder maior, o falecido governador Campos, sempre esteve no campo de congregação petista, tendo sido até ministro de Estado.
Sua proposta de deixar o governo e candidatar-se foi acatada com restrições, pois muitos correligionários defendiam a reeleição de Dilma, e alguns, como os irmãos cearenses Ciro e Cid Gomes, não aceitaram o rompimento e foram fundar o PROS.

Não seria incoerente que essas personalidades remanescentes no PSB, agora que o leite foi duplamente derramado – a morte de Campos e a derrota de Marina –, voltassem aos braços de Lula e companhia.
Peculiaridades regionais são outra grande influência e, certamente, conduzem a uma divisão, que a instância nacional, em sua reunião de quinta-feira, terá de esclarecer: o alinhamento compulsório para um lado ou a liberação geral.
Há Estados em que a incompatibilidade entre petistas e, digamos, socialistas não permitem nem o início da conversa, há outros onde a convergência será natural.

O termo restante da equação é o próprio Aécio, representante do “abjeto” neoliberalismo, que absolutamente não faz – este sim – a cabeça de Marina. Fala-se em agregação do programa construído orginalmente com Eduardo Campos aos compromissos do PSDB, mas isso é pura retórica eleitoral.

Uma vez vencida a eleição, com o retorno do receituário tucano à direção do país, Marina que andou dando uns passos errados no momento crucial da disputa, poderia, a depender de como a gestão de desenrolasse, sofrer sua queimação final.

Momento histórico da música em Buenos Aires: O concerto do pianista e compositor maior Mariano Mores no Teatro Ópera de Buenos Aires em 1994 com o nome de “Mariano Mores. grandes exitos en vivo” que em depois serìa editado com o título de “En vivo en el Teatro Ópera” no ano 2005.

Neste clip um dos momentos maiores do espetáculo.Incluindo o instantem em que Mercedes esquece a última parte da letra maravilhosa de Mores. Confira.

BOM DIA!!!

(Vitor Hugo Soares)

========================================================
Cristal
Composição: Mariano Mores
Voz: Mercedes Sosa

Tengo el corazón hecho pedazos,
rota mi emoción en este dia;
noches y más noches sin descanso
y esta desazon del alma mia…
Cuantos… cuantos años han pasado,
grises mis cabellos y mi vida,
loco… casi muerto… destrozado
con mi espiritu amarrado
a nuestra juventud.

II

Mas fragil que el cristal, fue mi amor junto a ti.
Cristal tu corazón, tu mirar, tu reir.
Tus sueños y mi voz y nuestra timidez,
temblando suavemente en tu balcon
y ahora solo se que todo se perdio
la tarde de mi ausencia.
Ya nunca volvere, lo se bien, nunca mas!
Tal vez me esperaras junto a Dios. Mas alla!

(Bis)

Todo para mi se ha terminado.
Todo para mi se torna olvido.
Tragica enseñanza me dejaron
esas horas negras que he vivido.
Cuantos! Cuantos años han pasado,
grises mis cabellos y mi vida
solo, siempre solo y olvidado,
con mi espiritu amarrado
a nuestra juventud.

DEU NA COLUNA CONGRESSO EM FOCO, DA FOLHA

Hícaro Teixeira

Ao deixar o evento em que o PT discutiu suas estratégias para o segundo turno, em Brasília, dois dos principais artífices da campanha petista falaram rapidamente ao Congresso em Foco. O marqueteiro João Santana, acompanhado do presidente nacional da legenda, Rui Falcão, garantiu: não haverá “pancadaria” contra Aécio Neves (PSDB), com quem Dilma terá de disputar votos em 26 de outubro.

Questionado sobre a estratégia de marketing que será adotada pela campanha, o marqueteiro João Santana comentou que a campanha não vai ter “pancadaria”. Segundo ele, o objetivo “não é derrubar ninguém e sim favorecer Dilma”.

Já o presidente do PT declarou que o partido “não está contando com votos da Marina Silva, se ela e o PSB se unirem ao tucano Aécio Neves”.

Durante o primeiro turno, tanto a militância quanto a própria candidata Dilma Rousseff utilizaram dos ataques aos adversários como uma das principais armas de campanha. O alvo preferencial foi Marina, que chegou a ser acusada no horário eleitoral petista de ter como objetivo tirar comida da mesa dos trabalhadores para atender aos interesses dos banqueiros. A resposta de Marina, demonstrada por estatísticas oficiais, é que jamais o bancos tiveram tantos lucros no Brasil quanto nos governos Lula/Dilma.

Espera-se já para esta semana a definição formal de apoio de Marina a Aécio, mas sob condições – uma delas é que o senador mineiro se comprometa a não tentar a reeleição daqui a quatro anos. O PSB já promove conversas nesse sentido, apesar de o presidente nacional da sigla, Roberto Amaral, mostrar-se avesso à aliança com o PSDB. Uma reunião do partido, agendada para as 14h desta quarta-feira (8), também em Brasília, definirá os rumos do PSB no segundo turno.

Pages: 1 2

  • Arquivos