Renata Campos, com os filhos e Paulo Câmara,
candidato eleito ao governo de Pernambuco
– Foto: Clelio Tomaz/Frame

DEU NA COLUNA #NOTA QUENTE DO ESTADÃO

Not´cias de bastidores da campanha eleitoral

———————————————————————–

Liga pra mim

O ex-presidente Lula não tinha ligado até a noite de segunda-feira, 6…

… para a viúva de Eduardo Campos, Renata. Enquanto isso, o diretório do PSB em Pernambuco decidiu apoiar Aécio Neves no segundo turno. Essa decisão foi tomada após conversa dos dirigentes do partido com a família Campos. Pernambuco foi um dos dois Estados no qual a ex-ministra saiu vencedora nesta eleição, contando com o apoio dos parentes do ex-governador.

DEU NO UOL/FOLHA DE S. PAULO

Em terceiro lugar na disputa pela Presidência da República, Marina Silva (PSB) emitiu nota nesta terça-feira (7) em que afirma que anunciará sua posição sobre o segundo turno das eleições na quinta-feira (9).

“Na quinta-feira, dia 9, Marina Silva e as demais lideranças dos partidos aliados participarão de encontro para construir um posicionamento comum da coligação sobre a continuidade da disputa pela Presidência da República”, diz o texto publicado na página da rede social Facebook da ex-candidata ao Planalto.

A nota diz ainda que os resultados de 5 de outubro “refletiram uma posição de insatisfação com as condições existentes no Brasil, expressando sentimentos de mudanças”. Assim como o discurso público de Marina no domingo (5), em que disse que o Brasil “está cansado do que está aí”, o texto é um aceno do apoio da ex-senadora à candidatura de Aécio Neves (PSDB).

Cortejada também pelo PT, Marina decidiu declarar apoio ao tucano, mas quer impor condições como a inclusão de pontos de seu programa de governo às propostas de Aécio, entre elas, a reforma política, com o fim da reeleição, ações de sustentabilidade, e educação de tempo integral.

A reunião de quinta-feira marcará a junção dos posicionamentos de todas as siglas da coligação. O PSB se reúne nesta quarta-feira (8), em Brasília. A Rede, grupo político de Marina, tem encontro marcado para esta terça.

No entanto, Marina já avisou a interlocutores que, se não houver entendimento entre os dois grupos, tomará uma posição individual pró-Aécio.

out
07
Posted on 07-10-2014
Filed Under (Artigos) by vitor on 07-10-2014


Da esquerda para a direita: Shuji Nakamura, Isamu Akasaki
e Hiroshi Amano

====================================================


DEU NO PORTAL DW

Trio de pesquisadores do Japão e dos EUA ganha prêmio duas décadas após invenção do diodo de luz azul, que permitiu obter fonte econômica de luz branca e contribuiu para reduzir consumo mundial de energia.

Os pesquisadores Isamu Akasaki e Hiroshi Amano, do Japão, juntamente com Shuji Nakamura, dos Estados Unidos, ganharam o Nobel da Física de 2014 pela invenção do diodo emissores de luz (LED) azul, anunciou o júri da premiação nesta terça-feira (07/10).

Os consagrados foram reconhecidos pela invenção desta tecnologia, que proporciona uma fonte econômica de luz branca e permite significativas reduções no consumo energético.

Os pesquisadores iniciaram uma transformação na tecnologia de iluminação quando, nos anos 1990, produziram luz azul a partir da energização de semicondutores, algo que vinha sendo tentado por cientistas há décadas. Combinados com LEDs verdes e vermelhos, os LEDs azuis levaram à invenção das lâmpadas de LED que emitem luz branca.
[Lâmpada de LED é uma fonte fontes de luz branca com alta eficiência energética e longa vida útil]

Lâmpada de LED é uma fonte de luz branca com alta eficiência energética e longa vida útil

“Os LEds vermelho e verde já existiam, mas o azul estava faltando”, disse Per Delsing, membro do comitê da premiação. “Quando se combinam essas cores, se obtém luz branca. Isso é algo que Isaac Newton já havia mostrado em 1671. Graças ao LED azul, podemos obter fontes de luz branca com alta eficiência energética e longa vida útil.”

A Academia Real de Ciências da Suécia, que concede o prêmio, ressaltou que a invenção tem apenas 20 anos, “mas já contribuiu para a criação da luz branca de uma maneira completamente nova, para o benefício de todos”. “Cerca de um quarto do consumo energético mundial é usado para iluminação, por isso, o LED contribui para salvar os recursos do planeta”, destacou o comitê.

Asaki, de 85 anos, é professor da Universidade de Meijo e professor notável da Universidade de Nagoya. Amano, de 54 anos, também é professor da Universidade de Nagoya. E Nakamura, de 60 anos, nascido no Japão, mas com cidadania americana, é professor da Universidade da Califórnia.

Como de costume, a premiação oficial será realizada na Suécia no dia 10 de dezembro, aniversário de morte do fundador do prêmio, Alfred Nobel. Os ganhadores receberão oito milhões de coroas suecas (cerca de 1,1 milhões de dólares).

MSB/ap/rtr/lusa/dpa


out
07

http://youtu.be/HW3DIEi20_g

Over The Rainbow, com Stan Kenton e sua banda, para ouvir e pensar grande!

BOA TARDE!!!

l

==========================================================

DEU NO SITE TERRA MAGAZINE E NA TV GAZETA (SP)

POR BOB FERNANDES

Sun Tzu, general, estrategista e filósofo chinês dos anos 500 antes de Cristo, ensinava: “Jamais subestime o inimigo”, o adversário.
Por décadas Lula foi, e ainda é subestimado. Com Dilma, no domingo o PT chegou à vitória no 7º turno em 4 eleições presidenciais, e está no poder há 12 anos.

Dilma, que teve vitórias pessoais com os triunfos de Fernando Pimentel, em Minas, e o Rui Costa de Jaques Wagner na Bahia, enfrentará Aécio Neves.

Há 30 anos Aécio era secretário particular do avô, Tancredo Neves, eleito presidente e morto antes da posse.

Aécio, então o “Aecinho” de 24 anos, era subestimado. Também, e não pouco, por jornalistas.

Ainda subestimado, inclusive por vários dos seus pares, Aécio tornou-se líder do PSDB na Câmara, e em seguida candidato à presidência da Câmara para o ano 2001.

Serra, pré-candidato à presidência da República, queria alguém seu na presidência da Câmara. Quando tentaram demover Aécio era tarde.

Mesmo sem o apoio do então presidente Fernando Henrique Cardoso, e de Serra, Aécio se elegeu presidente da Câmara.

Ainda visto por vários como “netinho do Tancredo”, “playboy”, Aécio elegeu-se governador de Minas por duas vezes, com votação estrondosa na reeleição, e fez o sucessor, Anastasia, agora senador como ele.

Em 2010, Serra subestimou Aécio e seu desejo de prévias para escolha do candidato tucano. Quando Serra acordou, havia perdido a eleição.

Ungidos pela providência divina, Marina e o PSB subestimaram Aécio. Quando acordaram, estavam derrotados.

Em Minas foi Aécio quem subestimou o adversário, ou superestimou sua força e esqueceu a lição de Sun Tzu:

-Onde eu estava com a cabeça, subestimar o oponente e abaixar a guarda?

Quando Aécio acordou, Fernando Pimentel já estava a caminho do governo de Minas.

Muitos no PT, em especial na sua militância, subestimaram e subestimam Aécio.

Quando acordaram, na noite do domingo, deram de cara com um duríssimo adversário, e em ascensão…

Alertava Sun Tzu: “Não há pior desgraça do que desconhecer a força do seu adversário”.

Viveremos agora um embate feroz entre duas visões e modelos de Brasil.

.

out
07
Posted on 07-10-2014
Filed Under (Artigos) by vitor on 07-10-2014



Sid, hoje, no portal A Charge Online

===============================================================

DEU NO PORTAL DO JORNAL A TARDE

por Rodrigo Aguiar

Um dia depois de ser eleito governador da Bahia, Rui Costa (PT) provocou o adversário político, prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM) que, após a derrota do seu candidato ao governo Paulo Souto (DEM) convocou seu grupo a se empenhar pela eleição de Aécio Neves (PSDB) à presidência da República no segundo turno.

— Eu acho que tem gente que acha que já está em condições de dar ordem às pessoas. A Bahia não vai voltar nunca mais ao passado. Se você tentar reeditar aquele modelo, seja em que formato for, ele não volta mais — afirmou o petista.

O governador eleito disse que a diferença partidária entre ele e prefeitos do DEM não prejudicaria a população das cidades. “Vou buscar ter com todos os prefeitos a melhor relação administrativa possível”, declarou. Principal articulador da candidatura de Souto, Neto teria, em alguns momentos durante a campanha, “misturado os papéis de gestor e cabo eleitoral”, segundo avaliação de Rui, cuja candidatura foi bancada pelo governador Jaques Wagner, inicialmente contra a vontade de setores do PT

Ao falar sobre o segundo turno presidencial, Rui disse acreditar em uma ampliação da vantagem de Dilma sobre Aécio no Nordeste e na Bahia. E aproveitou para criticar o tucano.

— Todos sabem como foi o governo do Aécio e como foi o da Dilma. Todos sabem quanto tempo ele passava em Minas Gerais e quanto tempo passava no Rio de Janeiro quando era governador. Como senador, ele tem mais passagens emitidas para o Rio do que para Minas — disse.

Rui informou que viaja nessa terça para Brasília, junto com o governador Jaques Wagner, para participar de uma reunião com a presidente, com o objetivo de organizar a campanha de Dilma no Nordeste e na Bahia. A petista deverá vir a Salvador na quinta ou sexta-feira. É cogitada uma visita à Igreja do Senhor do Bonfim, conforme Carlos Martins, coordenador da campanha de Rui.

out
07

================================================================

DEU NO JORNAL PÚBLICO, DE LISBOA

Quando ainda estava atrás de Marina Silva nas sondagens, o candidato Aécio Neves tinha anunciado o surgimento de uma “onda de razão” que o levaria à segunda volta. Aécio acertou, mas dificilmente poderia ter adivinhado que a onda desse origem a uma torrente capaz de submergir as expectativas de uma vitória fácil de que então se alimentava a cúpula do Partido dos Trabalhadores (PT).

Daqui até o próximo ato eleitoral, dia 26, Dilma Rousseff vai precisar de acrescentar à sua votação de domingo pelo menos mais nove milhões de votos, ou 9% da preferência dos eleitores. Uma tarefa ainda assim mais fácil do que a de Aécio Neves, do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), que precisa de conquistar mais 16% dos votos para poder ser o próximo Presidente do Brasil. Quer um, quer outro vão ter de disputar esses votos na herança eleitoral de Marina Silva. Derrotada na primeira volta, Marina Silva é quem tem a chave do poder no Brasil. O destino dos 22 milhões de votos que conquistou no domingo são determinantes quer para as esperanças de Dilma Rousseff, quer para as de Aécio Neves.

Ainda na ressaca da surpreendente noite eleitoral de domingo, as cúpulas do PT e do PSDB começaram a lançar as primeiras pontes para captar o apoio do eleitorado de Marina e do Partido Socialista Brasileiro (PSB), que a apoiava. O PT recordava que a política de alianças com o partido de Marina é antigo. Na sua primeira declaração na noite eleitoral, Aécio Neves manifestou ter “enorme respeito” por Marina Silva, e lembrou que, assim como ele, a ex-candidata “está disputando a oportunidade de representar a mudança”. De vários quadrantes do “tucanato” (o símbolo do PSDB é um tucano) chegaram apelos para uma aliança. O que está em causa é decisivo para a ampla frente política que combate o PT. “Nos últimos 12 anos de governo do PT é a primeira vez que as oposições têm uma chance robusta de conquistar o poder”, diz José Álvaro Moisés, professor titular de Ciência Política na Universidade de São Paulo, um dos promotores de um manifesto em favor da aliança das duas candidaturas que até ontem tinha reunido o apoio de mais de 170 intelectuais.

Marina Silva deixou no seu discurso da noite eleitoral a indicação de que não vai repetir a estratégia de 2010, quando, depois de arrecadar 19,6 milhões de votos, se absteve de apoiar os candidatos que disputaram a segunda volta, Dilma Rousseff e José Serra, do PSDB. Para muitos observadores colocou-se mais perto de Aécio Neves ao afirmar que “o Brasil sinalizou, desde 2010, claramente que não concorda com o que aí está”. Mais claro e contundente, o seu candidato a vice-presidente, Beto Albuquerque afirmou que, como gaúcho (do estado do Rio Grande do Sul), “não leva desaforo para casa”, pelo que não se vê a apoiar Dilma por causa das “calúnias e vilanias” lançadas contra a candidatura de Marina. Se é verdade que tanto Aécio como Dilma se empenharam em desconstruir o perfil de Marina quando a candidata chegou a liderar as sondagens, Aécio foi sempre mais moderado que Dilma. Fernando Henrique Cardoso, que ainda antes da eleição de domingo apelava a uma união das duas candidaturas contra o PT numa segunda volta, é tido como o artífice com melhores condições para federar os interesses dos dois blocos.

Mas, mesmo que haja um apoio formal de Marina e do PSB a Aécio, a volatilidade eleitoral no Brasil, onde os partidos são na maior parte dos casos estandartes com pouco conteúdo programático, não garante uma transferência automática de votos. Logo após o acidente aéreo que vitimou o candidato Eduardo Campos, a 13 de Agosto, Marina foi capaz de firmar “uma aliança temporária entre o eleitorado que não se sentia representado nem pelo PT, nem pelo PSDB, que representava cerca de 20% do total, e o núcleo duro dos eleitores que são sempre contra o PT”, explica Marcos Nobre, cientista político, colunista do jornal Folha de São Paulo e professor do Departamento de Filosofia da Universidade de Campinas. Só que, “após as críticas que mostraram as inconsistências de Marina, os eleitores anti-PT começaram a perceber que não havia muita diferença entre Marina e Aécio no segundo turno. Ambos tinham as mesmas possibilidades de bater Dilma e refluíram para Aécio”, continua Nobre. São os 15% de voto útil que explicam a vantagem que Aécio conquistou sobre Marina Silva no domingo. Ficam por isso em aberto os outros 20% de eleitores que, por definição, desejavam uma terceira via.

http://youtu.be/Zy8juJ4GHuk

Embarque você também nesta viagem musical. Garanto que não vai se arrepender.

BOM DIA!!!

(Vitor Hugo Soares)


Padre Francisco Carlos

==========================================================

DEU NO PORTAL DO JORNAL A TARDE

O corpo do padre Francisco Carlos Souza, de 50 anos, foi encontrado em um matagal, próximo ao Centro de Treinamento de Líderes da Arquidiocese de Salvador , no bairro de Itapuã. Ele havia desaparecido desde domingo, 5, após ter celebrado uma missa às 11h na paróquia Santuário da Mãe e Rainha, no Stiep.

Segundo informações da assessoria da Polícia Civil, o corpo foi localizado às 14h30 do domingo, mas só foi identificado na noite desta segunda. Ainda conforme a polícia, Francisco vestia bermuda e chinelos e sofreu perfurações de arma semelhante a vergalhão ou madeira.

Testemunhas disseram tê-lo visto discutindo com dois rapazes por volta das 13h, próximo ao local onde o corpo foi encontrado. A polícia ainda não levantou suspeitas. O caso está sendo investigado pelo delegado titular da 1ª Delegacia do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), Marcelo Sanção.

Pages: 1 2

  • Arquivos