============================================================

DEU NA TRIBUNA DA BAHIA

Acusações feitas ao candidato Paulo Souto, do DEM, pela candidata do PSB (Lídice da Mata) e do PRTB (Da Luz) deram início ao debate entre os postulantes do governo da Bahia, nesta terça-feira (30/9). O debate dos candidatos baianos foi mediado pelo jornalista William Waack, âncora do Jornal da Globo.

Logo no primeiro bloco, Da Luz acusou Paulo Souto de ser o responsável pelas mortes em assaltos, na Bahia. “São as crianças que em seu governo não tiveram educação, que estão hoje assaltando”, disse o candidato do PRTB.

Souto respondeu que nos últimos 4 anos de governo Jaques Wagner foram registrados 170 assaltos a bancos, na Bahia, e 38 mil mortes violentas. “5 dos 10 municípios mais violentos do País estão na Bahia”, disse.

Lídice da Mata, por sua vez, igualou os governos de Paulo Souto e de Wagner. “Em nenhum dos dois a educação foi prioridade.”.

Segundo ela, o PT e o DEM pensam da mesma forma no que diz respeito à segurança pública. “Preferem investir em armamentos do que construir uma rede de proteção social”.

No governo Souto, disse Lídice, a Polícia Militar tinha os piores salários do país.

Segundo bloco

As propostas dos candidatos começaram a aparecer com mais intensidade no segundo bloco, de temas livres, embora o debate continuasse marcado pelas acusações feitas pelos candidatos ao candidato do DEM.

Mais uma vez Da Luz acusou o candidato do DEM de ter falhado no combate à violência, e de ter desvalorizado o trabalho da Polícia Militar, fato rejeitado, na réplica, pelo ex-governador. Ele disse ter criado o grupamento aéreo da PM e prometeu valorizar a corporação, “mas com um diálogo franco, sem enganá-los”.

Lídice da Mata ressaltou o que considera um descontrole das contas públicas, durante o governo do PT, e denunciou atraso no pagamento de fornecedores.

E Marcos Mendes, candidato do PSOL, criticou a privatização da Coelba e do Baneb, que segundo ele causou “um rombo nas finanças do Estado”.

Rui Costa (PT), prometeu criar programas “Saúde para Todos” e “Educação para Todos” e acusou o adversário do DEM de ser “medalha de ouro em violência”, pois segundo ele no governo Souto “20 mil jovens morreram vítimas da violência”.

Ao responder a pergunta de Marcos Mendes sobre o combate à estiagem, Rui Costa disse que o abastecimento de água chegou a 4 milhões de baianos durante o governo do PT na Bahia e prometeu água para todo o Norte da Bahia. “Ao final de 4 anos, todo baiano terá água potável para consumir”, garantiu.

“Perfuramos mais de 5 mil poços e construímos mais de 200 mil cisternas”, disse o candidato do PT.

Terceiro bloco

Coube ao candidato Marcos Mendes levantar o tema “corrupção”. O candidato do PSOL acusou o ex-governador de beneficiar empresas ligadas ao partido, o que foi rejeitado por Souto, que disse preferir utilizar o debate para discutir ideias, mas em seguida passou a reclamar da segurança pública durante o governo do PT. E ao fazer uma pergunta a Lídice da Mata, manteve as críticas.

Lídice da Mata defendeu a construção de maternidades em regiões-chave do Estado e anunciou o programa “Mãe Coruja”, de apoio às parturientes.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos