set
22
Postado em 22-09-2014
Arquivado em (Artigos) por vitor em 22-09-2014 01:16

===================================================================

=============================================================

DEU NO DIÁRIO DE NOTÍCIAS, DE LISBOA

George Gershwin, Cole Porter ou Irving Berlin são alguns dos compositores americanos que Tony Bennett e Lady Gaga recuperaram no seu álbum conjunto, Cheek to Cheek, que mostra uma faceta bem diferente da cantora

É verdade que Tony Bennett e Lady Gaga são dois nova-iorquinos de gema mas imaginar até ao dia de hoje uma conjugação destas duas vozes parecia algo nada menos que improvável. O primeiro, quase nonagenário, é uma voz lendária do jazz, enquanto a segunda é uma das mais mIdiáticas cantoras pop da atualidade, tendo pautado o seu percurso por uma ambiciosa extravagância. A solenidade dos standards de jazz não seria, de saída, um território que se associasse à voz e à personalidade de Lady Gaga mas, ao lado de Tony Bennett, transformou-se na diva que a partir de hoje se poderá ouvir no álbum Cheek to Cheek.

Cole Porter, Irving Berlin, George Gershwin ou Duke Ellington são alguns dos compositores do cancioneiro americano que Bennett e Gaga recuperaram neste disco conjunto. A cantora chega mesmo a cantar sozinha Lush Life, um standard dos anos 1930, da autoria de Billy Strayhorn. E é nela que recaem a maior parte das atenções, talvez por este ser um território virgem para a cantora. Neste conjunto de canções Stefani Joanne Angelina Germanotta (o seu nome de nascença) teve de se despir de todos os artifícios, deixar para trás todo o barroquismo que tem distinguido o seu percurso e revelar de uma forma mais clara as suas potencialidades vocais.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2014
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    2930