===========================================================

DEU NO UOL/FOLHA

MARINA DIAS
DE SÃO PAULO

A candidata do PSB ao Palácio do Planalto, Marina Silva, afirmou nesta sexta-feira (5) que “talvez seja tarde” para a sinalização da presidente Dilma Rousseff (PT) em relação à troca do ministro da Fazenda, Guido Mantega, caso a petista vença as eleições de outubro.

De acordo com a ex-senadora, a sociedade brasileira vai “mudar” Dilma e, assim, sua equipe econômica.

“Hoje a presidente Dilma sinaliza que vai mudar sua equipe econômica, mas talvez seja tarde para o movimento que ela está fazendo. A sociedade brasileira vai mudá-la e, mudando-a, a equipe econômica será outra”, afirmou Marina após a inauguração de um comitê voluntário de sua campanha, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

Durante entrevista em Fortaleza, nesta quinta-feira (4), Dilma foi questionada especificamente sobre o futuro de Mantega. “Eleição nova, governo novo, equipe nova”, respondeu a presidente.

Diante das críticas que vem recebendo dos adversários desde que despontou nas pesquisas, Marina disse que se sente “injustiçada” e convocou os eleitores para ajudá-la a fazer “uma campanha de limpeza na campanha”.

“Enquanto nossos adversários fazem uma campanha de difamação e destruição do processo político legítimo, nós respondemos pedindo apoio e solidariedade de toda a população”, declarou a candidata.

Marina disse que tem sido vítima de uma “indústria de boatos e mentiras que estão sendo lançados na internet pelos partidos da polarização, PT e PSDB”.

A ex-senadora usou de exemplo a caminhada que foi convocada pelo PT no Rio em defesa do pré-sal e do modelo de distribuição dos royalties de petróleo, da qual a Dilma deve participar.

A iniciativa petista acontece após reportagem publicada nesta sexta pelo jornal “O Dia” afirmar que Marina é favorável a projeto de lei que tira recursos de Estados produtores de petróleo, como Rio e Espírito Santo. A campanha da candidata desmente e entrou com pedido de direito de resposta.

O programa de governo da candidata do PSB virou foco de crítica dos petistas porque dá prioridade a fontes de energia limpa e renovável para ampliar a matriz energética do país.

“O que está sendo dito no Rio de Janeiro é uma onda de boatos e mentiras pelo medo que os nossos adversários têm da nossa campanha”, disse Marina.

“Nosso compromisso é com a exploração do pré-sal sem prejuízo dos Estados produtores em relação aos royalties”, concluiu.

Be Sociable, Share!

Comentários

Elias Machado on 5 setembro, 2014 at 19:32 #

Marina:
São tantas marcas que já fazem parte do que és agora, mas já não importa, basta poder te ajudar. Eu estou te esperando, vê se não vai demorar. (Lanterna dos Afogados)


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2014
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    2930