Dilma, em campanha na Bahia, toca tambor no Pelourinho

=====================================================

DEU NO PORTAL A TARDE

Biaggio Talento

A presidente Dilma Rousseff (PT) usou palavras duras para definir a postura da adversária Marina Silva (PSB) na área energética. Tachou as posições de “fundamentalista, retrógrada e obscurantista” por defender a exploração do petróleo do pré-sal não como prioritária.

“Quem acha que o pré-sal tem que ser reduzido, não tem uma verdadeira visão do Brasil. Isso é um retrocesso, uma visão obscurantista. O pré-sal, dependendo da política que você faça, transforma uma riqueza finita num passaporte para o futuro”, disse, se referindo ao fato de 75% dos royalties e 50% do fundo social pré-sal ser destinado à Educação. O que em 35 anos pode render recursos de R$ 1,3 trilhão. Ela deu essas declarações em Salvador, logo após visitar o Campus Integrado de Manufatura e Tecnologia (Cimatec), na tarde dessa sexta, 29.

Sem se referir nominalmente a Marina, Dilma continuou sua crítica na seara que, aparentemente, a adversária domina. “Não sei se é um desconhecimento da realidade supor que haja, hoje, entre as várias fontes de energia alternativas, alguma para substituir o petróleo no campo da matriz de combustíveis que move os transportes. Nesse (campo) temos algumas alternativas como o etanol, mas ele dá conta da gasolina, já o diesel (do transporte carga) quem dá conta é o biodiesel. No Brasil a fonte do biodiesel é a soja. Nem o etanol nem o biodiesel são alternativas de fato, concretas ao uso do petróleo, não substitui, complementa”, afirmou.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos