ago
28

==================================================================

DEU NO CORREIO DA BAHAI

EU NO CORREIO DA BAHIA

Da Redação

A forma impactante como William Bonner conduziu as entrevistas com os candidatos à presidência da República repercutiu em todo o país nos últimos dias. Na rede, muitos questionaram uma suposta postura ofensiva do âncora do Jornal Nacional e nesta quinta-feira (28) ele resolveu comentar o assunto de uma forma subliminar.

Pelo Twitter, o apresentador agradeceu aos presidenciáveis pela aceitação em serem questionados sobre assuntos “polêmicos e desconfortáveis”, afirmando que todos demonstraram compreender a “necessidade de as entrevistas serem como são”.

“Agradeço aos entrevistados, que aceitaram ser confrontados com questões polêmicas e desconfortáveis diante de milhares de eleitores. Todos demonstraram compreender perfeitamente a importância e a necessidade de as entrevistas serem como são. Diferente da propaganda deles”, escreveu.

William Bonner ainda comentou o vídeo que tem circulado na internet onde o candidato Pastor Everaldo aparece soltando um “pum” barulhento durante a entrevista. O apresentador confirmou que trata-se de uma montagem.

“Esclareço, agora que terminou a rodada de entrevistas com os candidatos do primeiro turno no #JN. Sabe aquele vídeo estranho? É montagem”, avisou.

Reportagem iBahia

Be Sociable, Share!

Comentários

rosane Santana on 28 agosto, 2014 at 16:11 #

Volto a insistir, o problema do Bonner nao sao as perguntas incomodas. E o tom intimidatorio e o querer que o entrevistado responda aquilo que ele entende deva ser a resposta. Isso nao existe em jornalismo.


rosane Santana on 28 agosto, 2014 at 16:17 #

E nessa tentativa de impor a sua agenda, alem de deselegante, ele toma tempo da resposta do entrevistado. Se pegasse um Brizola pela frente, tinha recebido uma descompostura no ar. Um ACM, então….


rosane Santana on 28 agosto, 2014 at 16:21 #

Numa entrevista, quando a pessoa não responde aquilo que o jornalista espera, a regra e pular para a frente, baixar a guarda, retornando com a pergunta depois com nova formulação. Do contrário, e’ luta de box. Na televisão, essa regra e’ melhor ainda, porque o telespectador não e’ burro e sabe quando o entrevistado resta fugindo da resposta.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos