=========================================================

DEU NO UOL/FOLHA

O ex-médico Roger Abdelmassih chegou ao aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, por volta das 15h40 desta quarta-feira (20). Ele desembarcou sob gritos de maníaco e safado. Uma mulher chegou a tentar agredi-lo, mas foi contida por policiais.

Cinco vítimas do ex-médico acompanharam a chegada de Abdelmassih e o usaram palavras como maníaco, manipulador, safado e criminoso contra ele. Depois choraram e disseram que não dormiram nem comeram só para estar no aeroporto e ver a cara dele depois de preso.

“Agora começa o processo de cura. Mas vamos atrás de quem estava acobertando ele”, disse Helena Leardini, uma das cinco vítimas que foi até o aeroporto.

“Ele reconheceu as vítimas quando chegou, mas diz que não é bem assim, que há exagero. Ele alega inocência e diz que vai reverter a situação. Mas chorou bastante lá dentro quando lembrou dos filhos”, disse o delegado Osvaldo Nico Gonçalves.

Abdelmassih foi trazido para São Paulo pela Polícia Federal e agora entregue para a Polícia Civil paulista. Ele deve passou por corpo de delito ainda na delegacia e depois vai seguir para a penitenciária de Tremembé (a 147 km de São Paulo), conhecido como “Presídio de Caras”. Isso deve acontecer ainda durante a tarde, uma vez que a unidade não recebe presos à noite.

O ex-médico foi preso na tarde de terça-feira (19) em Assunção, capital do Paraguai. Ele estava vivendo no país vizinho havia três meses, com o nome de Ricardo e pretendia viajar para o Líbano, segundo informações da Polícia Federal. Após a prisão, ele foi levado para Foz do Iguaçu, onde passou a noite em uma cela, ao lado de um contrabandista.

Segundo o delegado da Polícia Federal Marcos Paulo Pimentel, as polícias de Brasil e Paraguai entraram em um acordo para prender o ex-médico por irregularidades na migração. Abdelmassih estava no Paraguai sem permissão de entrada ou visto.

O ex-médico foi condenado a 278 anos de prisão por 48 estupros cometido contra 37 mulheres, e estava entre os dez criminosos mais procurados de São Paulo, com uma recompensa de R$ 10 mil para quem passasse informações que levassem a sua prisão.
Prisão do médico Roger Abdelmassih

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos