==================================================================

DEU NO UOL

PAULO PEIXOTO
DE BELO HORIZONTE

O candidato do PSDB à Presidência, senador Aécio Neves, culpou a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) nesta quinta-feira (31) pelo fato de o aeroporto de Cláudio (MG) não ter sido ainda homologado.

Segundo o senador, há uma “grande demora” da agência federal nesse processo, o que fez com ele usasse inadvertidamente a pista do aeroporto, construído na terra do seu tio-avô desapropriada pelo governo do Estado, em 2008, quando Aécio era governador.

Ao ser questionado mais uma vez na sobre o aeroporto e o fato de tê-lo usado “três ou quatro vezes”, conforme admitiu, o senador repetiu que a obra foi “corretíssima e planejada como milhares de outras obras feitas em Minas Gerais”.

“O que há, na verdade, é uma grande demora da Anac para fazer essas homologações, e fui de forma inadvertida. Não me preocupei efetivamente em saber se havia ou não homologação da pista. Se isso é um erro, eu assumo esse erro”, disse Aécio.

Ele, porém, voltou a defender a obra como instrumento de desenvolvimento regional e as gestões de quase 12 anos do PSDB e seu grupo político em Minas.

“O tempo mostrará a correção da obra, a transparência com que foi feita, o Ministério Público mostrou isso. O nosso exemplo em Minas Gerais, o nosso governo, é algo para ser seguido em todo o Brasil, em absolutamente todos os aspectos”, disse.

AUTORIZAÇÃO

A Folha revelou no dia 20 de julho que o governo de Minas gastou R$ 13,9 milhões para construir o aeroporto no terreno desapropriado do tio-avô de Aécio, Múcio Tolentino, e cujas chaves ficam guardadas com um parente do senador.

No dia seguinte, a Anac se manifestou sobre o aeroporto de Cláudio para dizer que a pista não tem autorização para receber pousos e decolagens.

Segundo a agência federal, que fiscaliza todos os voos operados no país, falta documentação para que o processo seja concluído.

O processo de homologação do aeródromo de Cláudio foi iniciado em julho de 2011, mas ainda depende de toda a documentação para ser concluído.

Somente em abril passado, segundo a Anac, a pendência da outorga do aeródromo junto à Secretaria de Aviação Civil foi solucionada com a assinatura do convênio delegando o aeroporto à competência estadual.

Na ocasião, a Anac disse que investigaria eventuais pousos irregulares na pista de Cláudio e poderia punir responsáveis.

A Anac informou que a homologação do aeródromo de Cláudio, iniciada em julho de 2011, não foi concluída porque o aeródromo ainda não entregou um parecer do Comando da Aeronáutica necessário ao processo. Afirmou ainda que essa pendência foi relatada ao governo mineiro em abril de 2012.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos