jul
08
Postado em 08-07-2014
Arquivado em (Artigos) por vitor em 08-07-2014 00:03

==================================================

ARTIGO/MEMÓRIA

Encontros com Zé Dirceu

Maria Aparecida Torneros

No sábado da vitória de Lula para o seu primeiro mandato eu estava em SÃo Paulo Num shopping na Vila Mariana e ao correr para pegar um elevador trombei com um homem que saia apressado com sua filha indo em direção ao cinema. O filme era o Hable con Ella do espanhol Almodovar. Resultado da trombada eu perdi o elevador enquanto o homem se desculpava e eu exclamava que ele era a cara do politico Zé Dirceu. Ele riu. Disse que era o proprio e tivera reunio todo o dia ali perto com o presidente eleito e agora ia levar a filha ao cinema.

Ele perguntou meu nome e me revelou que seria ministro e não exerceria o mandato como Deputado. Fui incisiva dizendo que embora não tivesse votado no PT eu desejava sorte ao Brasil. Ele e a jovem caminharam rumo à bilheteria e ele me acenou mais uma vez.

Pensei no tempo passado quando o conhecera nas passeatas de 67 e 68, na luta contra a Ditadura Militar quando eu era aluna secundarista no Rio de Janeiro e o Zé vinha à nossa cidade participar dos protestos como lider estudantil.

Em 2005 me senti indgnada com a condição iindigna das crianças indigenas na reserva de Dourados e escrevi ao Presidente Lula. A resposta veio assinada pelo Ministro Chefe da Casa Civil o mesmo Zé da luta da juventude e da trombada em SP.

Ele lembrava do meu nome e iniciamos uma correspondencia constante, repleta de troca de impressoes, que foi interrompida em novembro de 2013, nas vesperas da sua prisão.
Hoje sua imagem apareceu na televisão ao sair para trabalhar cumprindo a pena que lhe dá o direito de exercer atividade fora e dormir na cadeia.

Ao observar o Zé creio que os meses na Papuda estão marcados no seu rosto e no corpo bem mais magro. Entretanto vi tambem o quanto ele continua na sua luta a despeito da repercussão ora odiosa ora desrespeitosa da midia ou dos seus desafetos.
Sua história ainda tem capitulos a serem escritos porque há uma pena a cumprir e um Brasil onde a luta continua para todos nós.

Cida Torneros, jornalista e escritora, mora no Rio de Janeiro, onde edita o Blog da Mulher Necessária.

Be Sociable, Share!

Comentários

Cida Torneros on 8 julho, 2014 at 9:33 #

Bom dia a todos. Esta foto é de um aniversario do ZD comemorado em Sampa onde encontrei seus amigos e conheci seus filhos. Dei de presente a ele uma bandeisa do Brssil. Ele completava 60 anos. Quando lancei meu livro A mulher necessaria ele icolaborou com um dos prefacios em 2008. Ali ele brinca que serei uma das autoras da sua biografia nao autorizada. Acho mesmo que a vida do Zé será objeto de muitos livros e filmes.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos