Grupos políticos se estapeiam no 2 de Julho na Bahia
=========================================

DEU NO PORTAL A TARDE

Grupos que acompanhavam as comitivas do governo e da oposição entraram em confronto duas vezes nesta quarta-feira , durante o cortejo do 2 de Julho. Em um primeiro momento, o conflito foi entre democratas e petistas. Em seguida, o bloco do PC do B, aliado do PT, parou na altura do Largo da Soledade, impedindo a passagem da comitiva do DEM que vinha logo atrás.

O grupo que apoia a candidatura do ex-governador Paulo Souto tentou passar e houve um princípio de confusão. Um membro do bloco do PC do B, que estava vestido com uma camisa vermelha, chegou a xingar os democratas.

Após a situação resolvida, Souto reclamou do comportamento dos adversários e disse que o 2 de Julho é uma festa da democracia, onde não cabia esse tipo de atitude.
PT e DEM

Presidenciável

Além das comemorações cívicas, todos os anos o cortejo de 2 de Julho é marcado pelo desfile dos partidos. Em ano de eleição, a participação política ganha força. O candidato do PSB à Presidência, Eduardo Campos, aproveita o “palanque” do evento de comemoração da Independência da Bahia.

Nordestino, o ex-governador de Pernambuco lembrou que o Nordeste elegeu a presidente Dilma Rousseff no pleito de 2010 e que ele pretende conquistar esses votos esse ano. Campos participa da comitiva da candidata do PSB para o governo estadual, a senadora Lídice da Mata.

Campos disse que o período de propaganda eleitoral contribui com o debate. “É fundamental para que a gente possa divulgar nossas ideias, nosso programa, falar da escola em tempo integral, do que fizemos para reduzir violência em Pernambuco. Falar da reforma tributária que vai fazer com que esse país pela primeira vez tem governo que não aumenta tributos. Ai começa o debate, porque já vi muita gente ganhando nas pesquisas e perder na eleição. Eu sempre comecei perdendo nas pesquisas e ganhei as eleições que disputei”.

O ex-governador de Pernambuco disse que não se incomoda que a candidata a vice-presidente da sua chapa, Marina Silva, tenha mais destaque que ele. “(Lido) de maneira tranquila, (acho) natural, porque ela disputou eleição presidencial. Tem grande prestígio, é uma mulher admirável, firme na proposta em relação a valores que estão sendo reclamados no Brasil. Estamos juntos para vencer eleição e fazer o Brasil vencer”.

2 de Julho

Mas Campos não falou apenas nas eleições, ele lembrou a importância da data cívica. “O 2 de julho é uma data marcante para a construção da história da nação”, disse comparando a luta pela independência da Bahia com a revolução pernambucana, que lutou em 1817 pela emancipação da então província de Pernambuco.

O candidato do PT para o governo, Rui Costa, também lembrou a importância do 2 de Julho para a independência do Brasil, comemorada em 7 de Setembro. “O 2 de Julho é uma data muito especial porque é a principal festa cívica da Bahia, que consolidou a independência do Brasil”.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos