=======================================================

Portugal 2 a 1 Gana. Foi pouco , Ronaldo e companhia limitada. Os Estados Unidos fizeram um pouco mais e permanecem na próxima etapa da Copa 2014.
Boa Viagem de volta a Lisboa, e até a próxima.
Que o maravilhoso fado de Carlos do Carmo sirva de boa companhia no retorno.
(Vitor Hugo Soares)

=================================================================

DEU NO UOL/FOLHA

A mordida de Suárez em Chiellini, na vitória do Uruguai por 1 a 0 sobre a Itália, não saiu barata para o uruguaio. A Fifa suspendeu o atacante por nove partidas e, asim, o tirou do restante da Copa do Mundo. Além disso, o jogador do Liverpool está suspenso por quatro meses de qualquer atividade futebolística, o que respinga no clube inglês.

O comitê disciplinar da Fifa decidiu que o jogador infringiu o artigo 48, parágrafo 1, e a artigo 57, ao cometer ato antidesportivo. Suárez cumpre suspensão a partir do confronto diante da Colômbia, pelas oitavas de final. A Federação Uruguaia pode recorrer da decisão da Fifa.

A punição foi anunciada pela porta-voz da Fifa Delia Fischer, em comunicado lido no briefing da entidade. Segundo o texto, Suárez “está proibido de participar de qualquer atividade do futebol” pelos próximos quatro meses. O veto inclui até mesmo a entrada em qualquer estádio no qual a seleção uruguaia esteja jogando.

A Federação Uruguaia deverá ainda pagar uma multa de 100 mil francos suíços (RS 250 mil) pela mordida do jogador.

Relembre o caso

Destaque do Uruguai na Copa, Luis Suárez mordeu o ombro do zagueiro italiano Giorgio Chiellini durante o segundo tempo da vitória uruguaia por 1 a 0 sobre a Itália, na última terça-feira.

O árbitro mexicano Marco Rodríguez nada viu e não puniu o uruguaio. Mais tarde, Godín marcou o gol da vitória uruguaia, que garantiu a classificação da seleção sul-americana para as oitavas de final.

“Ele me mordeu como já tinha feito antes. Eu gostaria de saber se a Fifa terá coragem de tomar providências para esse tipo de coisa. Acredito que não tiveram coragem de definir na hora, porque foi algo que o juiz não viu”, disse o zagueiro após a partida.

A defesa do atacante, alegou que Suárez não chegou a morder Chiellini na vitória do Uruguai sobre a Itália. Eles ainda disseram que o defensor italiano já tinha a lesão no ombro.

Depois da apresentação da defesa, os 19 membros do Comitê Disciplinar da Fifa, presidido pelo suíço Claudio Sulser, se reuniram no Rio de Janeiro, na noite de quarta-feira, para tomar uma decisão sobre o caso.

Não foi a primeira vez que Suárez morde um adversário em campo. O uruguaio fez o mesmo com Ivanovic, em um duelo do Liverpool contra o Chelsea pelo Campeonato Inglês, no ano passado. Antes, ainda pelo Ajax, a vítima foi o atacante Otman Bakkal, do PSV, em partida disputada em 2010.

jun
26
Posted on 26-06-2014
Filed Under (Artigos) by vitor on 26-06-2014


================================================
Alex Ponciano, hoje, no Expresso Popular(SP)

===========================================================

Para Regina, beleza, personalidade e talento, no seu dia (25), a paz deslizando em Nuvens! Saravá, amiga!

(Gilson Nogueira)


Dilma e Cesar: PR desfaz laços

===============================================================

DEU NO JORNAL O GLOBO

Por Fernanda Krakovics e Danilo Fariello

Para garantir o apoio do PR à sua reeleição, a presidente Dilma Rousseff cedeu à pressão do partido e vai substituir César Borges por Paulo Sérgio Passos no Ministério dos Transportes. Borges será transferido para a Secretaria de Portos, onde também terá status de ministro. Antonio Henrique Silveira, atual ministro dos Portos, permanece na pasta, mas como secretário-executivo.

À noite, a Presidência da República divulgou nota confirmando a dança das cadeiras. “A presidenta Dilma Rousseff anunciou hoje mudanças no seu ministério. O Ministério dos Transportes passa a ser ocupado pelo ex-ministro Paulo Sérgio Passos. O ministro César Borges passa a ocupar a Secretaria Nacional dos Portos”, afirmou.

Paulo Sérgio Passos assumiu o cargo anteriormente após a “faxina” do setor que tirou do posto o senador Alfredo Nascimento (PR-AM). Após pressões do PR, Passos deixou o ministério no ano passado para seu lugar ser ocupado por Borges, também como indicação do partido. Insatisfeito com Borges, o PR agora aceita a volta de Passos.


Supremo, com Lewandowski no comando,
derruba decisão de Barbosa
==============================================================

DEU NO UOL/FOLHA

Por um placar de 9 a 1, o STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu nesta quarta-feira (25) derrubar decisão individual do ministro Joaquim Barbosa, presidente da Corte, antigo relator do caso, e conceder autorização de trabalho externo para o ex-ministro José Dirceu, que está preso desde novembro do ano passado, no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília.

O plenário também resolveu que o novo relator do processo, ministro Luís Roberto Barroso, com base nos mesmos argumentos, poderá decidir sozinho em relação aos recursos de outros condenados que já estavam trabalhando e tiveram autorização revogada, como o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares.

Barbosa havia negado pedido de outros sete condenados para deixar a cadeia durante o dia para trabalhar sob o argumento de que a lei exige o cumprimento de pelo menos um sexto da pena para conceder o benefício, o que não era o caso.

No entanto, a maioria dos magistrados entendeu que a decisão de Barbosa contrariava jurisprudência criada pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça) há 15 anos, que definiu que a regra só serve para presos em regime fechado (penas acima de oito anos) e não no regime semiaberto.

Varas de Execuções Penais de todo o país têm seguido essa jurisprudência e eventual mudança teria impacto em todo o sistema prisional.

Condenado a 7 anos e 11 meses de prisão por corrupção ativa, Dirceu cumpre a pena no presídio da Papuda, nos arredores de Brasília, desde novembro passado.

No caso de Dirceu, que pleiteia trabalho na biblioteca do escritório do advogado José Gerardo Grossi, que já foi ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e é um dos mais renomados criminalistas de Brasília, Barbosa considerou ainda que o local não seria adequado porque dificultaria a fiscalização do cumprimento do trabalho externo, além de considerar a proposta um “arranjo entre amigos”.

Pelo trabalho, Dirceu vai receber R$ 2.100.

DEU NO UOL/FOLHA

Fernanda Calgaro
Do UOL, em Brasília

Por 8 votos a 2, os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) negaram nesta quarta-feira (25) o pedido da defesa do ex-presidente do PT e ex-deputado José Genoino para que ele cumpra a pena em regime domiciliar. Com a decisão, o petista deve continuar cumprindo pena no Complexo Penitenciário da Papuda.

O novo relator do caso, ministro Luís Roberto Barroso, foi o primeiro a apresentar o voto contrário. Ele foi acompanhado por Teori Zavascki, Rosa Weber, Luiz Fux, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes, Marco Aurélio e Celso de Mello. O ministro Dias Toffoli declarou-se a favor do pedido e foi seguido pelo ministro Ricardo Lewandowski.

O presidente da Corte, ministro Joaquim Barbosa, que era relator do processo até o último dia 17, não participa do julgamento porque se declarou “impedido” após entrar com uma representação criminal contra o advogado de Genoino, Luiz Fernando Pacheco. Barbosa e Pacheco protagonizaram um bate-boca há duas semanas no plenário que resultou na expulsão do advogado.

No seu voto, Barroso citou as conclusões de laudos médicos feitos por diferentes profissionais a pedido da Corte que atestaram que o seu estado de saúde não é grave.

O relator também ponderou que dois laudos da junta médica da Câmara dos Deputados, que analisou pedido por aposentadoria por invalidez, concluíram que Genoino “não apresentava cardiopatia grave nem era portador de invalidez para atividades laborativas”.

“A situação [de Genoino] não é diversa da de outras centenas de detentos. Em rigor, há outros em situação mais dramática”, disse o ministro ao ler documento da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal em que o órgão diz ter plenas condições de fornecer tratamento regular a Genoino, listando a quantidade de presos doentes no sistema prisional e suas respectivas enfermidades, como câncer e Aids.

Barroso observou ainda que laudos de um médico particular anexados pela defesa ao processo constataram “que o ambiente doméstico seria mais adequado do que o prisional” para o seu tratamento.

Cardiopata, Genoino entrou com recurso no Supremo para que volte a cumprir a pena em casa. Preso em novembro passado após ser condenado a 4 anos e 8 meses pelo crime de corrupção ativa, Genoino foi para a Papuda, nos arredores de Brasília.

No entanto, após passar mal, foi hospitalizado e obteve autorização para cumprir a pena provisoriamente em casa. Barbosa acabou revogando o benefício após laudo emitido por uma junta de médicos da UnB (Universidade de Brasília) avaliar que seu estado de saúde não era grave.

  • Arquivos