http://youtu.be/foNqaRLZ4Fo



Vive les Bleus !!! Vive La France!!!

A música vai dedicada ao saudoso amigo e compadre Pedro Milton de Brito. Advogado dos maiores em competência e coragem na Bahia,presidente da seccional baiana da OAB e conselheiro federal da Ordem com honra e destaque, defensor das melhores causas da democracia e da liberdade de expressão,que amava ardentemente França e Bahia.

Comemorava aniversário neste mês de junho.

Pena ter partido tão precocemente, bem antes de poder vibrar com o magnífico espetáculo do triunfo da França contra a Suíça esta tarde na Fonte Nova , ouvir e cantar a Marselhesa (como ele tanto gostava) , em coro de milhares de pessoas.

Vai lá para cima, a lembrança, a saudade e o abraço do amigo e compadre.

(Vitor Hugo Soares)


Benzema:artilheiro chuta para marcar
quarto gol da França na Bahia

===========================================================

DEU NO IG

Quer gritar gol? Vá para Salvador! A França foi mais uma beneficiária da atração da Fonte Nova por bola na rede nesta Copa do Mundo ao atropelar a Suíça por 5 a 2, na tarde desta sexta-feira. Nenhuma cidade-sede do torneio viu mais gols do que a capital baiana até no momento: foram 17 em três partidas.

Com o resultado de 6 a 2, os franceses chegaram a seis pontos em dois jogos pelo Grupo E. Basta um empate contra o Equador no próximo dia 25, no Maracanã, para que os comandados por Didier Deschamps ratifiquem a primeira colocação da chave. Os suíços encaram Honduras em Manaus ainda com chances de chegar à próxima fase.

O início de campanha da França no Brasil, que estreou batendo Honduras por 3 a 0, traz boas lembranças. A última vez que a seleção europeia venceu dois jogos seguidos na fase de grupos foi em 1998, ano em que conquistou seu único título mundial. Na ocasião, fez 3 a 0 na África do Sul e 4 a 0 sobre a Arábia Saudita.

E ainda perdeu pênalti…

O lance mais perigoso dos dez minutos iniciais envolveu Von Bergen. Atingido no rosto por Giroud, o zagueiro suíço sofreu um sangramento no rosto e teve de ser substituído por Senderos.

Com mais posse de bola, a França precisou de pouco mais de um minuto para encaminhar sua segunda vitória na Copa. Aos 16, Valbuena cobrou escanteio pela direita e Giroud abriu o placar de cabeça. Na saída de bola, Behrami errou o passe no meio de campo e armou contra-ataque que fez Benzema achar Matuidi na área. O meia francês bateu no contrapé do goleiro e fez 2 a 0. Benzema ainda despediçou um pênalti, mas Cabaye deu ainda mais azar, acertando a trave com o gol vazio no rebote.

A Suíça quase diminuiu. Seferovic bateu de fora da área, Lloris rebateu para frente mas Shaqiri desperdiçou o rebote. Atrás do marcador, a postura óbvia dos suíços foi adiantar a marcação, mas os espaços deixados para o contragolpe decretaram o terceiro gol francês. Pela esquerda, Giroud avançou sozinho e cruzou rasteiro para Valbuena ampliar.

Avassalasor

A entrada de Dzemaili no intervalo deixou a Suíça mais forte ofensivamente, e estava claro que o pedido do técnico Ottmar Hitzfeld era anotar gol logo no início para ter alguma chance de reação. Mas as chances desperdiçadas aumentaram o desespero suíço, e os espaços para a França contra-atacar. E foi na base do contragolpe que Benzema e Cissoko ampliaram, e outras duas chances quase esticaram ainda mais o placar.

Com a vitória assegurada, a França freou o ímpeto e deixou o rival ter mais posse de bola, o que resultou em dois gols suíços, com Dzemaili – o primeiro em cobrança de falta nesta Copa – e Xhaka. Ainda deu tempo para Cabaye forçar o cartão amarelo para cumprir suspensão contra o Equador, e não entrar pedurado nas oitavas de final, e Benzema não conseguir se isolar na artilharia do Mundial por uma fração de segundos. Ele chegou a marcar um golaço, que seria o quarto dele no torneio, mas o árbitro holandês Bjorn Kuipers encerrou o jogo antes da finalização.

jun
20
Posted on 20-06-2014
Filed Under (Artigos) by vitor on 20-06-2014


Sponholz, hoje, no Jornal da Manhã (PR)

jun
20
Posted on 20-06-2014
Filed Under (Artigos) by vitor on 20-06-2014

===================================================

DEU NA VEJA ONLINE

Marcela Mattos, de Brasília

Nova pesquisa eleitoral CNI/Ibope sobre a eleição presidencial mostra que a presidente Dilma Rousseff tem 39% das intenções de voto. Aécio Neves, do PSDB, tem 21% e Eduardo Campos, do PSB, 10%. Os votos brancos e nulos somam 13%. Como os dez concorrentes de Dilma têm, somados, 40% das intenções de voto, haveria segundo turno. A aprovação do governo Dilma é a menor registrada desde que a petista assumiu a Presidência, 31% – e se iguala à de julho do ano passado, na sequência dos protestos que sacudiram o país.

No levantamento anterior, divulgado em 22 de maio, Dilma aparecia com 40% das intenções de voto. Aécio tinha 20% e Campos, 11%. A pesquisa divulgada nesta quinta também simula um eventual segundo turno. Nesse cenário, Dilma venceria Aécio Neves com 43% dos votos, ante 30% do tucano. Os votos brancos e nulos somam 19%. Se a disputa fosse com Campos, Dilma manteria os 43% de votos, contra 27% do adversário. Nesse caso, os votos brancos ou nulos sobem para 21%. A margem de erro é de dois pontos porcentuais, para mais ou para menos.

Rejeição – Dilma também aparece com a candidata com maior índice de rejeição: 43% dos entrevistados afirmam que não votariam na petista de jeito nenhum. A taxa de Aécio é 32% e a de Campos, 33%. Dilma, contudo, é a candidata mais conhecida entre o eleitorado. Apenas 1% afirma que não a conhecia o bastante para opinar. Quando questionados sobre Aécio, o porcentual é de 20%. Campos é desconhecido de 25% do eleitorado.

A pesquisa foi realizada entre os dias 13 e 15 de junho, na sequência da abertura da Copa do Mundo, em 12 de junho, quando a presidente foi alvo de vaias e xingamentos no estádio Itaquerão, em São Paulo. Foram ouvidas 2002 pessoas em 142 municípios.

Na chamada pesquisa instantânea, quando os nomes dos candidatos não são apresentados, Dilma tem 25% das intenções de voto. Aécio tem 11%, Eduardo Campos, 4%, e o ex-presidente Lula, 3%. Os votos brancos e nulos somam 16%.

Aprovação do governo – A pesquisa aponta ainda a queda na aprovação do governo Dilma Rousseff: entre março e junho deste ano, o número de entrevistados que avaliam o governo como ótimo ou bom cai de 36% para 31%. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tinha 75% de aprovação ao final de seu segundo mandato. O porcentual daqueles que consideram o governo ruim ou péssimo passa de 27% para 36%. Já o índice da população que aprova a maneira de governar da presidente Dilma cai para 44%. Ao todo, 50% dos entrevistados desaprovam a maneira de Dilma governar.

A confiança na presidente também caiu: 52% não confiam na presidente, ante 47% registrados em março. O levantamento constata que, quanto maior o grau de instrução, menor o índice de aprovação ao governo. Entre os entrevistados que têm até a quarta série do ensino fundamental, 44% consideram o governo ótimo ou bom. Entre aqueles com ensino superior, o índice cai a 22%.

Os principais problemas apontados no governo Dilma são saúde (78%), impostos (77%) e segurança pública (75%). Nota-se, portanto, que o programa Mais Médicos, uma das principais vitrines do governo e promessa que integrou os cinco pactos firmados por Dilma em meio aos protestos do ano passado, não surtiu efeito na popularidade da presidente. Outro carro-chefe da campanha petista, a política de combate à pobreza, tem 53% de desaprovação. A maioria dos brasileiros desaprova a atuação do governo em relação à política de combate à inflação. Ao todo, 71% dos entrevistados desaprovam a política monetária, mesmo resultado da pesquisa anterior, realizada em março.

Ainda conforme a pesquisa, 57% desaprovam a atuação do governo Dilma no combate ao desemprego no país, mesmo índice da sondagem anterior. A aprovação em relação à política de combate ao desemprego caiu de 40% para 37%.

DEU NO DIÁRIO DE NOTÍCIAS, DE PORTUGAL

O Brasil impediu a entrada ou deportou 79 estrangeiros que tentaram entrar no país até o início do Mundial, principalmente por falta de visto ou de documentos, incluindo dois portugueses, segundo dados da Polícia Federal brasileira.

Os norte-americanos lideram a lista, com 24 pessoas impedidas de entrar no país, seguidos dos nigerianos (18) e argentinos (15).

Os motivos mais comuns que justificaram o impedimento foram problemas com a validade dos passaportes, falta de visto ou documentos falsificados. Um norte-americano acusado de pedofilia também integra a lista das pessoas impedidas de entrar no Brasil.

Entre os argentinos, foram impedidos torcedores violentes que constam em uma lista conhecida como “barra brava”, de pessoas que estão proibidas de entrar em estádios, mesmo na Argentina.

Houve ainda o caso de prisão de um traficante de droga procurado pela Interpol, identificado no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro quando tentava embarcar rumo a Fortaleza para assistir ao jogo da seleção mexicana contra o Brasil.

Entre os estrangeiros constam ainda um angolano, um espanhol e um inglês.

Na quarta-feira, 85 torcedores chilenos foram detidos após invadirem a zona de segurança e forçarem a entrada no estádio pela sala da imprensa. O governo brasileiro deu 72 horas a estes turistas para deixaram o país.

VIVA EL URUGUAI E SUA SELEÇÃO DE GUERREIROS COMANDADA POR SUAREZ.

BOM DIA!!!

(Vitor Hugo Soares)

================================================================

DA JORNALISTA E PROFESSORA DA ESCOLA DE COMUNICAÇÃO DA UFBA, ROSANE SANTANA, EM SUA PÁGINA NO FACEBOOK:

HERANÇA LUSITANA

“Em Os Donos do Poder, Vol 1 (Editora Globo, edição 1958), Raimundo Faoro afirma que, no Brasil do século XIX, os ingleses preferiam, como parceiros, os piratas aos comerciantes portugueses, dada a ganância destes. Acusados frequentemente de carestia e carência dos gêneros de primeira necessidade, cujo comércio dominavam, logo após a Abdicação de Pedro I, em 1831, com o crescimento do sentimento anti-lusitano, os portugueses foram alvo da revolta que ficou conhecida como Mata-Maroto (como eram designados à época). Esta cultura ainda hoje impregna o comércio baiano (pré-capitalista). Como explicar que uma cerveja long neck Skol custe R$ 9,00 no Pelourinho?

  • Arquivos