============================================================

DEU NO JORNAL DO BRASIL (ONLINE)

Luiz Orlando Carneiro

O ministro Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal, não é mais o relator da ação penal do mensalão e dos processos de execução das penas dos 24 sentenciados. Ele anunciou, nesta terça-feira (17/6), que renunciou aos encargos, às vésperas de formalizar a sua aposentadoria, acusando “vários advogados” dos processos de atuarem “politicamente”. A manifestação de Barbosa – que deve formalizar a sua aposentadoria na próxima semana – foi feita no processo de execução penal do ex-presidente do PT e ex-deputado federal José Genoino. Por sorteio, o novo relator é o ministro Roberto Barroso.

Na noite desta segunda-feira (16/6), o ministro entrou com representação, na Procuradoria da República no Distrito Federal, contra o advogado Luiz Fernando Pacheco, um dos patronos de José Genoino, por desacato, injúria e difamação. Pacheco foi retirado à força da tribuna do plenário do tribunal, aos gritos, por seguranças, na sessão da última quarta-feira, depois de um bate-boca sem precedente com Barbosa, ao insistir que fosse apregoado naquela sessão o julgamento mais um recurso do ex-deputado, condenado a 4 anos e 8 meses de prisão (regime semiaberto), que não conseguiu ainda voltar a cumprir a pena em casa, tendo em vista o seu estado de saúde.

A manifestação de Barbosa

A renúncia de Joaquim Barbosa à relatoria da AP 470 e das consequentes execuções penais será redistribuída, a critério do ministro RiCardo Lewandowski, vice-presidente do STF e sucessor de Barbosa na presidência. Barbosa comunicou a sua decisão na seguinte manifestação, no corpo do processo executório:

“Vários advogados que atuam nas execuções penais oriundas da AP 470 deixaram de se valer de argumentos jurídicos destinados a produzir efeitos nos autos e passaram a atuar politicamente, na esfera pública, através de manifestos e até mesmo partindo para os insultos pessoais, via imprensa, contra este relator.

Este modo de agir culminou, na última sessão plenária do Supremo Tribunal Federal, em ameaças contra minha pessoa dirigidas pelo advogado do condenado José Genoino Neto, dr. Luiz Fernando Pacheco, OAB 146.449-SP, que, para tanto, fez uso indevido da tribuna, conforme se verifica nos registros de áudio e vídeo da sessão de 11 de junho de 2014.

Em consequência disso, formalizei representação criminal na data de ontem contra o mencionado causídico.

Assim, julgo que a atitude juridicamente mais adequada neste momento é afastar-me da relatoria de todas execuções penais oriundas a AP 470 e dos demais processos vinculados à mencionada ação penal, na forma do artigo 97 do CPP e 277 do RI STF. Encaminhe-se os autos da AP 470 e de todos os processos a ela conexos ao vice-presidente desta Corte, para que proceda a livre redistribuição dos feitos”.

Imediatamente depois de tomar conhecimento da renúncia de Joaquim Barbosa, o vice-presidente do STF, ministro Ricardo Lewandowski, divulgou despacho no qual transcreve a decisão do até então relator da ação penal do mensalão, e conclui: “Considerada a decisão supra, determino a livre distribuição dos autos. À Secretaria para providências urgentes” (Documento assinado digitalmente).

http://youtu.be/A-j287El8kg

BOA TARDE!!!


Foto: Aurélio Martins -A Tarde

=============================================================

DEU NO JORNAL A TARDE

Patrícia França

Depois de oficializar a candidatura ao governo da Bahia, em evento que trouxe a Salvador, no sábado, os pré-candidatos à presidência da República e à vice do PSB, Eduardo Campos e Marina Silva, a senadora Lídice da Mata (PSB) disse, ontem, estar preparada para enfrentar o pouco tempo – cerca de dois minutos – que terá no horário de propaganda eleitoral na TV.

Ocupando a segunda posição na pesquisa divulgada em maio pelo Ibope, com 11% das intenções de voto, a candidata admitiu que o seu desafio será grande, mas que “vai falar com o coração” ao eleitor e recorrer a outros instrumentos de comunicação.
Entre os quais, a candidata listou as redes sociais, plenárias com a militância e encontros com a sociedade civil organizada, como forma de ampliar os espaços de divulgação da sua proposta de governo para o Estado.

Um dos coordenadores da campanha da socialista, Antônio Carlos Trammi informou que a internet também será usada para angariar fundos à campanha majoritária. “Além do fundo partidário, estamos focando nas redes sociais, onde vamos lançar uma grande campanha para conseguir doações para a chapa PSB-Rede”, informou.
Até o momento, a candidata só conta com a adesão do Partido Social Liberal (PSL).
Sem mesmice À frente de uma chapa puro sangue socialista, com a ex-ministra do STJ Eliana Calmon, candidata ao Senado, e o ex-prefeito de Brumado Eduardo Vasconcelos, a vice, Lídice da Mata entende que a questão do tempo na propaganda deve ser relativizada.

Em entrevista à rádio Tudo FM, ontem de manhã, a candidata disse que “ter 10 minutos na TV e dizer a mesmice todo dia, enche a paciência do cidadão (eleitor)”, comparou, numa referência ao tempo de propaganda que terão seus opositores: o ex-governador Paulo Souto (DEM), líder na última pesquisa com 42% dos votos, e o candidato do governo, o deputado federal Rui Costa (PT), que soma 9%..
Lídice lembrou da campanha à Presidência de Marina Silva, em 2010, quando a candidata tinha o mesmo tempo seu de propaganda, e conseguiu levar a eleição para o segundo turno, ao angariar 20 milhões de votos.

“Nossa aposta é numa campanha criativa, que fala diretamente com o eleitor sobre nossas propostas para as mudanças que o povo, ao ir às ruas, cobra dos políticos”.
A candidata afirma que o fato de não ter atraído outras legendas – “porque não tinha como negociar cargos e posições no estado, como fizeram os candidatos do governo e da oposição”– , acaba sendo uma vantagem.
“Vencendo a eleição, fico mais independente, mais livre, para formar um governo baseado no mérito de cada um de seu participantes”.

Na eleição de 2010, Marina Silva usou a internet para levantar fundos e conquistar 20 milhões de votos


Aninha Franco:”os petistas estão furiosos…”

===========================================================

A pedidos, compartilhando texto postado ontem, que deveria ser publicado hoje, na Revista Muito, e não foi em razão do “tom” da colunista, e da “imparcialidade” do jornal A Tarde.
Aninha Franco

==============================================================

Não existe ódio de graça

Os petistas estão furiosos com esse “ódio” de um terço dos eleitores
brasileiros ao PT, que tampouco querem o PSDB, e buscam uma terceira
via. Acusam esse desejo legítimo de “direita”, mas quando falam das
“mudanças” instaladas no País pelo PT, em quase 12 anos, param na
diminuição da desigualdade, que não há; na diminuição da pobreza, que
não resiste sem bolsa; e nas universidades que, diante do ranking da
educação, foram criadas para marketing. Como eleitora desejosa da
terceira via, proponho pensar na gestão do PT na Bahia via Secretaria
da Justiça, Direitos Humanos e Cidadania, de Secretário afastado por
suspeita de assediar, sexualmente, funcionárias.

O primeiro secretariado de Jacques Wagner (2007-2010) recebeu
secretários impróprios aos cargos: o de Cultura, Marcio Meirelles, que em quatro anos destruiu tudo que nunca foi capaz de criar; e o de Turismo, Domingos Leonelli, que miserabilizou os negócios da pasta em oito anos. Eles são
responsáveis, acompanhados de João Henrique, pela situação de
indigência cultural da Salvador contemporânea.

Mas neste mesmo secretariado de vultos nefastos, havia Marília Muricy,
pensadora jurídica, a mais brilhante aluna do filósofo baiano Machado
Neto (1930-1977), pronta para propor soluções à sociedade delas
carente, que há pouco mais de 100 anos era legalmente escravista, e
sempre foi violenta e injusta. Em maio de 2009, Muricy foi apeada do
cargo e a sua secretaria desmontada para receber a equipe de Nelson
Pelegrino, candidato à prefeitura de Salvador em 2012, necessitado de
visibilidade que a Câmara não lhe deu. Mas deu a seu oponente.

A partir daí, nada se sabe de significativo realizado por Pelegrino na
Secretaria, até sua saída, e a entrega da pasta ao PRB, responsável
pela indicação de Almiro Sena, acusado de assédio. O PRB, aliado do
PT, é liderado, na Bahia, pelo ex-radialista Márcio Marinho, e realiza
na área de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos ações expressivas
para um presidente de associação de bairro. Pouco populoso. É só
conferir no site da Câmara os projetos de Marinho, deputado federal
pela Bahia, e seus discursos em datas comemorativas. Por que alguém de
bom senso sentir-se-ia compelido a votar nisso? Para quê?


André Setaro: “triste jornalismo baiano”

==================================================================

DO PROFESSOR DA FACULDADES DE COMUNICAÇÃO DA UFBA, BLOGUIRO E E CRÍTICO DE CINEMA, ANDRÉ SETARO, EM SUA PÁGINA NO FACEBOOK:

“O jornal soteropolitano A Tarde censurou o texto da colunista Aninha Franco na edulcorada revistinha Muito do último domingo. Ela, brava guerreira da cultura baiana (faz muito – e o ‘muito’ aqui se aplica ao contrário da publicação que atende por este nome – pelo teatro e literatura baianas, escreveu apenas boas verdades sobre o desgoverno Wagner. O medo venceu a liberdade. Triste jornalismo baiano!!!

jun
17
Posted on 17-06-2014
Filed Under (Artigos) by vitor on 17-06-2014


Sponholz, hoje, no Jornal da Manhã (PR)

jun
17
Posted on 17-06-2014
Filed Under (Artigos) by vitor on 17-06-2014

A chanceler alemã, Ângela Merkel, agradece aos aplausos do público que lotou a Fonte Nova, no jogaço Alemanha 4-0 Portugal, pela Copa do Mundo.

Além de carismática e elegante, pé quente para a sua seleção.

Um brilho a mais no 16 de junho para não esquecer em Salvador.

VIVA!!!

(Vitor Hugo Soares)


Shelley acompanhava a Copa em Salvador

======================================================


DEU NO CORREIO DA BAHIA

A vice-presidente de marketing da Coca-Cola do Japão foi encontrada morta na manhã desta segunda-feira (16), por volta das 10h, dentro de um hotel, no bairro do Rio Vermelho. De acordo com a Polícia Civil, Shelley Anna Villars, 42 anos, que é de Atlanta na África do Sul, estava em Salvador para assistir aos jogos do Mundial.

Em Salvador, Shelley se hospedou sozinha no hotel Golden Tulip. Pela manhã, um funcionário do estabelecimento teria entrado no quarto da vítima quando a viu deitada na cama. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas Shelley já estava sem vida quando a equipe médica chegou.

Segundo a polícia, médicos do Samu diagnosticaram que a sul-africana morreu de forma natural. Segundo a assessoria da Coca-cola, a morte foi em decorrência de uma parada cardíaca. A polícia confirmou que o quarto de Shelley não tinha sinais de arrombamento e a Delegacia de Proteção ao Turista (Deltur) acompanha o caso.

Antes de chegar a Salvador, Shelley estava no Japão, onde trabalha. Na noite de ontem, ela chegou a publicar fotos em seu perfil no Facebook nas ruas do Pelourinho com os amigos.


Jogadores dos estados Unidos festejam em Natal

==============================================================

DEU NO DIÁRIO DE NOTÍCIAS, DE LISBOA

Um gol no começo e outro no final foram suficientes para os Estados Unidos venceram a Gana por 2-1, em Natal, nesta segunda-feira, no outro jogo do Grupo G, que integra ainda a Alemanha e Portugal.

Depois da derrota com a Alemanha por 4-0, o resultado que mais convinha à seleção orientada por Paulo Bento no outro jogo do Grupo G era um empate, de forma a limitar as perdas. Só que os norte-americanos, já bem perto do final da partida, destruíram aquilo que chegou a estar bem encaminhado no sonho dos portugueses.

Um gol de Clint Dempsey, logo no primeiro minuto do encontro, inaugurou bem cedo o marcador para os norte-americanos. Foi o quinto gol mais rápido na história dos Mundiais e tranquilizou a equipa orientada por Jurgen Klinsmann.

Gana reagiu e, especialmente no segundo tempo, desperdiçou várias ocasiões de gol, até que, finalmente, alcançaria o merecido empate, através de André Ayew, a apenas oito minutos dos 90′.

Só que o resultado ainda sofreria uma alteração quando apenas quatro minutos mais tarde, John Anthony Brooks, na sequeência de um tiro de canto, cabeceou para o 2-1 final, garantindo os três pontos para a seleção norte-americana.

===================================================

Rola a festa em Natal, em clima de Copa! Gude naite!

(Gilson Nogueira)

  • Arquivos