jun
03
Posted on 03-06-2014
Filed Under (Artigos) by vitor on 03-06-2014

==============================================

DEU NO UOL

O ex-juiz Nicolau dos Santos Neto, conhecido como “Lalau”, 85, deixou a Penitenciária 2 de Tremembé, em São Paulo, por volta das 10h30 desta terça-feira (3). Ele estava preso desde 2000, e recebeu indulto pleno, concedido aos presos com mais de 60 anos que tenham problemas de saúde e já cumpriram mais de um terço da pena.

Lalau foi condenado pelo desvio de cerca de R$ 170 milhões durante a construção do Fórum Trabalhista de São Paulo na década de 1990. À época ele era presidente do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) de São Paulo.

Concedido em 2012, o indulto só foi executado agora devido à transferência do processo da Justiça Federal para a Justiça Estadual. Nicolau cumpriu a maior parte da pena em regime domiciliar, mas foi transferido para a Penitenciária 2 de Tremembé (SP) em março de 2013.

Com o indulto, o ex-juiz se livra dos processos penais que tramitam contra ele, mas ainda é réu uma ação cível de improbidade administrativa.

“A decisão já era há muito esperada”, declarou o advogado Celmo Márcio de Assis Pereira, que defende Nicolau, em entrevista ao Estadão Conteúdo.

O patrimônio do ex-juiz quando presidente do TRT incluía uma casa luxuosa no Guarujá, um apartamento em Miami (EUA) e US$ 4 milhões (cerca de R$ 8,5 milhões) em uma conta na Suíça – todos esses bens foram confiscados pela Justiça.

Parte do montante depositado na Suíça teria sido repassada para a conta de Nicolau pelo então senador Luiz Estevão, também condenado criminalmente no mesmo processo.(Com Estadão Conteúdo)

jun
03

BOA TARDE!!!

jun
03
Posted on 03-06-2014
Filed Under (Artigos) by vitor on 03-06-2014

href=”http://bahiaempauta.com.br/wp-content/uploads/2014/06/CIDA.jpg”>

================================================

ARTIGO

Sonhos espanhóis

Maria Aparecida Torneros

Ao tomar conhecimento da abdicação do trono em fase de baixa popularidade do reí Juan Carlo da Espanha, voltei a um passado recente, nos años 80, em que editei um periódico mensal dirigido a colônia espanhola no Brasil.

Lamentável verificar que a trajetória da realeza protagonizada por ele e Sofía que tanto contribuiu para solidificar a transição da ditadura franquista para um período de prosperidade demicrática em solo ibérico, tenha se perdido e chegado a um declínio do porte que observamos. O novo Reí Felipe que tive oportunidade de conhecer numa solenidade em São Paulo quando ainda era um jovem príncipe a procura de sua princesa parece reunir qualidades que o qualificam ao posto, entretanto há em toda a Espanha um movimento questionador sobre a manutenção da monarquía ou a instalação de uma nova república que congregue suas províncias e reorganize a economia espanhola.

Altos índices de desemprego e mal estar na Comunidade Europeia agravam o estado de animo daquele povo calejado por guerra civil, ditadura e decadência social nos últimos tempos. Estejamos atentos aos sonhos madrilenhos e de todas as partes do país de Gaudi, Picasso,Dalí, Felipe González, Lorca, artistas,pensadores, poetas, politicos, escritores, das mulheres fortes e dos homens lutadores porque eles irão pressionar por um referéndum que permita aos cidadãos espanhois decidirem sobre o velho sonho Republicano, outrora sufocado e agora na iminência de se realizar.

Cida Torneros, jornalista e escritora de laços estreitos com a colônia espanhola no Brasil, mora no Rio de Janeiro, onde edita O Blog da Mulher Necessária.
=============================================

==============================================_____________________________________

jun
03
Posted on 03-06-2014
Filed Under (Artigos) by vitor on 03-06-2014


Sinovaldo, hoje, no jornal NH (RS)

============================================

DEU NO G1

O ex-vice-governador do Distrito Federal Paulo Octavio (PP) foi preso por volta das 21h desta segunda-feira (2) em Brasília por desrespeito à ordem jurídica. O político estava num dos hotéis dele, localizado no centro da capital federal.

O ex-vice-governador é suspeito de participação num suposto esquema de corrupção de agentes públicos para a concessão de alvarás. A liberação dos documentos envolve, segundo as investigações, empreendimentos imobiliários no DF. A investigação, iniciada em 2011, resultou na prisão temporária do administrador de Águas Claras, Carlos Sidney de Oliveira.

De Paris, o advogado do ex-vice-governador, Antonio Carlos de Almeida Castro, conhecido como Kakay, disse ao G1 ter sido informado da prisão, mas afirmou que também não sabia o motivo. O advogado disse que funcionários do escritório dele em Brasília estavam indo para a Deco às 22h30 para tomar conhecimento do caso.

O político e empresário foi levado para a carceragem da Divisão Especial de Repressão ao Crime Organizado (Deco), localizada no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA).
saiba mais

O Ministério Público denunciou 10 pessoas por suspeita de participação no esquema de liberação de alvarás, incluindo Paulo Octavio. Entre as obras investigadas pelo MP está um shopping do ex-vice-governador em Taguatinga.

Paulo Octavio responde, ao todo, a sete ações na Justiça pelos crimes de organização criminosa, falsidade ideológica e corrupção ativa e passiva.

Paulo Octavio também é réu no mensalão do DEM – suposto esquema de pagamento de propina que envolveu o ex-governador José Roberto Arruda (PR), deputados distritais, empresários e membros do Ministério Público.

O escândalo acabou levando à renúncia de Arruda e depois a de Paulo Octavio do governo do Distrito Federal. De acordo com o Ministério Público Federal, os desvios de verbas públicas chegaram a R$ 110 milhões. Em uma das denúncias, desmembradas em 17 ações, o MP pede a devolução de R$ 739,5 milhões, corrigidos e com multas, aos cofres públicos.

RenúnciaPaulo Octavio governou o Distrito Federal em fevereiro de 2011. Foram doze dias no cargo, em substituição ao então governador José Roberto Arruda (PR), que renunciou por causa do escândalo do mensalão do DEM. Na época, Paulo Octavio renunciou ao cargo, alegando ingovernabilidade. Ele também foi deputado e senador pelo Distrito Federal.

jun
03

DEU NO UOL/FOLHA

A poucos dias do início da Copa do Mundo, o governo conseguiu um acordo com a Polícia Federal para evitar um greve da categoria durante os jogos. O Palácio do Planalto acertou um aumento salarial de 15,8% para agentes policiais, escrivães e papiloscopistas. Será repassado 12% agora e 3,8% em janeiro.

A correção salarial terá um impacto de R$ 376 milhões na folha de pagamento da União até janeiro, segundo a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), entidade que representa mais de dez mil servidores.

Com isso, a categoria que ameaçava fazer greve durante o mundial para pressionar o Planalto a retomar as negociações de aumento e reestruturação de carreiras, decidiu suspender a ameaça de paralisação – o que impactaria principalmente os aeroportos da cidades-sede da Copa.

A PF é parte essencial do plano de segurança da Copa, cujo planejamento foi elaborado com base em uma cartilha produzida pelas Forças Armadas e a própria PF.

jun
03
Posted on 03-06-2014
Filed Under (Artigos) by vitor on 03-06-2014

========================================

DEU NO PÚBLICO, DE LISBOA

OPINIÃO EDITORIAL

Juan Carlos, rei de Espanha há 40 anos, anunciou que abdica do trono. Acontece pela primeira vez na história espanhola (e por isso provocou comoção), mas a Espanha já começava a estar isolada numa Europa onde os monarcas que restam abdicam com naturalidade a favor dos herdeiros jovens (e por isso não surpreendeu propriamente).

Além disso, Juan Carlos está debilitado política e fisicamente (foi operado oito vezes em três anos). Caminha há meses num campo de minas prontas a explodir. A caçada no Botswana, a filha Cristina que foi ouvida por um juiz, o genro acusado de corrupção, os mais de 60% de espanhóis que pediam a sua abdicação, a contestação crescente à própria monarquia.

Pena foi que num dia tão excepcional Juan Carlos tenha feito um discurso tão imemorável. Sem emoção, sem cumplicidade, sem uma frase que fique, sem uma ideia que perdure. Talvez, como aconteceu com a rainha Beatriz da Holanda, que abdicou no ano passado, Juan Carlos guarde para o último dia do seu reinado um discurso com densidade. Talvez aí escolha as palavras certas e faça um discurso com conteúdo. Ontem, Juan Carlos limitou-se a dizer que a Espanha é uma democracia integrada na Europa, que é tempo de dar o lugar aos jovens com “mais energia” para responder aos desafios do futuro e descreveu o filho com palavras previsíveis e institucionais: “estabilidade”, “maturidade”, “preparação”, “responsabilidade”. Dizer menos do que isto seria não dizer nada sobre o futuro rei de Espanha. Juan Carlos não falou sobre o que dá “substância à monarquia de hoje”, para citar o discurso de abdicação de Beatriz. Não falou dos espanhóis, nem dos desafios da Espanha e da Europa, nem de como Sofia o ajudou a ser rei.

O vazio não foi certamente casual. O rei decidiu abdicar em Janeiro. Teve cinco meses para ensaiar e reescrever o discurso que, de todos os que fez, será lido por curiosos e historiadores durante séculos. Não fez um discurso diferente porque não pôde. Juan Carlos já não tem margem – nem força – para isso. Sai, mas sai tarde de mais. Deixou fugir o momento certo de dizer adeus.

==========================================

Arriba España, com Rei ou sem Rei!!!

BOM DIA!

(Vitor Hugo Soares)

  • Arquivos