maio
29
Postado em 29-05-2014
Arquivado em (Artigos) por vitor em 29-05-2014 12:09

==========================================

O SAPO E A COPA

Gilson Nogueira

Há dias, na minha rua, dentro de uma boca de lobo, um super sapo coaxa em ritmo de ponteiro de segundos de relógio de pulso a uma altura que me faz pensar tratar-se de um daqueles bem nutridos que habitam o imaginário infantil e o de desenhistas de histórias em quadrinhos e de filmes de monstros que falam inglês.

Ouço-o, agora, a mais de duzentos metros, já na hora da Voz do Brasil. O sapão coacha desde o nascer do sol e, por isso, fico a imaginar que o bicho tem muito fôlego e algo importante a dizer, como, por exemplo, fazer um pedido de socorro para que o libertem, por estar impedido de passar pelo tubo, o que o levaria a surfar nas águas pluviais desse outono com cara de verão na capital do berimbau. Será que ele está a clamar a volta da sua amada sapa, que prometeu-lhe dar um pulinho no shopping e abriu o gás? Tirou o time?

“Justo no momento em que a Prefeitura começa a dar uma melhorada na cidade, em função da Copa, minha fêmea fujona corta meu barato de dar uma chegadinha na Fonte Nova para ver França e Suíça, no dia 20 de junho. Mas, como sair daqui, já que não consigo passar pela boca de lobo e, ainda por cima, ter o lixo a impedir-me chegar à Avenida Centenário, onde poderei me safar, próximo a uma fonte de água limpa que vagabundos de plantão resolveram transformar em lavanderia e banheiro públicos?”

Vou à janela, procuro ouvir o sapo desesperado e, nada, silêncio total. O bicho deve ter cansado de tanto coaxar. Ah, tem um detalhe: “Será que ele não tem, lá dentro do seu esconderijo, uma TV de tela plana e deve estar ligado nas notícias da Seleção?”, pergunto-me, depois de ler, em O Globo, a declaração do competente Carlos Alberto Parreira. Segundo o ex-técnico do escrete amarelinho,“ estamos com uma mão na taça.”

Tomara que seu otimismo não venha a ter efeito desastroso. É melhor trabalhar a humildade, mestre, uma vez que o futebol, como alguém já disse, “ é uma caixinha de surpresas.” Até o sapo da minha rua sabe disso.

Gilson Nogueira, jornalista, é colaborador do Bahia em Pauta

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos