Greve: prefeito comanda mesa de emergência

=========================================

CORREIO DA BAHIA

Da Redação

Os motoristas de ônibus que não aderiram ao movimento grevista contarão com a segurança de policiais militares para circular pelas ruas de Salvador. O prefeito ACM Neto, o secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Salvador (Steps), Horácio Brasil, e o superintendente da Transalvador Fabrízzio Muller se reuniram no Palácio Thomé de Souza, na manhã desta terça-feira (27), para definir estratégicas para garantir a manutenção de 70% da frota de ônibus em circulação.

O secretário de segurança garantiu que fornecerá policiais militares para acompanhar os rodoviários. Segundo a Prefeitura, o Setps está realizando o levantamento dos coletivos que estão nas garagens das empresas e podem voltar a circular ao longo do dia.

Durante a reunião, o prefeito também telefonou para o presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), Valtércio de Oliveira, para pedir agilidade no julgamento do dissídio coletivo, antes previsto para a próxima sexta (30) e antecipado para esta quinta-feira (29).

Na segunda-feira (26), o TRT determinou que uma frota mínima com 70% dos ônibus circule por Salvador nos horários de picos. Caso a decisão não seja cumprida, o sindicato da categoria deverá pagar multa diária de R$ 100 mil.

A decisão é uma liminar que foi pedida por dois sindicatos do setor de transporte para garantir a circulação dos ônibus e evitar manifestações que possa interferir no trabalho dos rodoviários que não optarem por parar.

É entendido como horário de pico o período das 4h30 às 8h30 e das 17h às 20h. Nos demais horários, deve ser mantido um mínimo de 50% da frota.

Grupo de acompanhamento

A reunião desta terça-feira (27) resultou na criação de um grupo de acompanhamento e ação formado por representantes da SSP, Secretaria Municipal de Urbanismo e Transportes e Setps, que se reunirá sempre às 9h no Palácio Thomé de Souza, até o fim da greve.

Esse grupo vai avaliar os rumos do movimento e tomar as medidas necessárias para garantir, dentro do que determinou o TRT, a prestação do serviço de transporte público na cidade. Além disso, no final do dia haverá outra reunião de avaliação da Prefeitura.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos