Gabrielli:destacado por Lula na festa de Rui

=============================================================

DEU NO BLOG DE JORNALISTA GERSON CAMAROTTI (G1)

Não foi por acaso que o ex-presidente Lula fez rasgados elogios ao ex-presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, em passagem pela Bahia nesta segunda-feira. De forma reservada, Gabrielli se queixava de ter se transformado em bode expiatório da crise política envolvendo a Petrobras e já tinha dito que não ia aceitar que sua gestão fosse alvo de críticas da presidente Dilma Rousseff.

Ao lado do governador Jaques Wagner, Lula jogou a responsabilidade das acusações aos adversários, classificando as críticas de inverídicas e descabidas. Foi uma forma de defender e afagar Gabrielli ao mesmo tempo.

===============================================

BOA TARDE, SE POSSÍVEL FOR.

DEU NO CORREIO DA BAHIA

DEU NO CORREIO DA BAHIA

Da Redação

A Polícia Federal iniciou na manhã desta terça-feira (13) a Operação 13 de Maio, que irá combater crimes de desvio de recursos públicos e corrupção praticados em prefeituras de 20 municípios baianos. Dois prefeitos e seis ex-prefeitos estão entre os suspeitos e tiveram prisão determinada pela justiça.

Segundo a PF, pelo menos R$ 30 milhões foram desviados nos municípios investigados. Cerca de 400 agentes federais, 45 servidores da CGU e 45 da Receita Federal, cumprem 29 mandados de prisão temporária e 83 mandados de busca e apreensão, decretados pela Justiça Federal. Sete pessoas foram afastadas de suas atividades e cargos públicos.

Além dos prefeitos, quatro vereadores, cinco secretários municipais e nove funcionários públicos também tiveram a prisão decretada. Os desvios foram identificados nas cidades de Fátima, Heliópolis, Ipecaetá, Aramari, Banzaê, Ribeira do Pombal, Sítio do Quinto, Água Fria, Novo Triunfo, Itiruçu, Ourolândia, Santa Brígida, Paripiranga, Itanagra, Quijingue, Sátiro Dias, Coração de Maria, Cícero Dantas, Lamarão e São Francisco do Conde.

Organização criminosa

Segundo investigação da Polícia Federal, funcionários públicos e empresários integram uma organização criminosa que existe há mais de 10 anos. Eles desviavam recursos públicos que ficavam em uma conta do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Recursos de origens federais, estaduais e municipais também foram desviados.

Empresas de fachada e laranjas eram contratados para a realizar serviços de engenharia, de transporte escolar e realização de eventos sociais para o grupo. Os envolvidos devem responder por crimes de responsabilidade, malversação de recursos públicos, lavagem de dinheiro, peculato, organização criminosa, uso de documento falso e crimes da lei de licitações.

A operação, que também é realizada em Aracaju (SE) e Brasília (DF), conta com o apoio da Controladoria Geral da União (CGU), da Receita Federal e da Assessoria de Pesquisa Estratégicas da Previdência Social

DEU NO JORNAL PÚBLICO, DE PORTUGAL

Aviões espiões dos Estados Unidos sobrevoam o Norte da Nigéria, à procura das mais de 200 adolescentes raptadas em Abril pelo grupo Boko Haram.

“Partilhámos imagens de satélites comerciais com os nigerianos e efetuamos voos de espionagem, de vigilância, e de reconhecimento, com pilotos, sobre a Nigéria, com autorização do Governo”, informou um alto responsável da administração norte-americana.

Jen Psaki, porta-voz do Departamento de Estado norte-americana, tinha anunciado na segunda-feira, em conferência de imprensa, que os Estados Unidos estavam dando apoio às autoridades nigerianas a nível de informação, vigilância e reconhecimento.

Dois responsáveis norte-americanos citados pela Reuters sob anonimato, admitiram que os EUA estavam a ponderar o deslocamento para a Nigéria de drones, aparelhos aéreos não tripulados.

Especialistas norte-americanos estão também a analisar “à lupa” um vídeo do Boko Haram obtido na segunda-feira pela AFP, que mostra as estudantes raptadas.

No vídeo, o Boko Haram propôs trocar as adolescentes, entre os 12 e os 17 anos, que mantém sequestradas desde meados de Abril pelos seus militantes que as autoridades da Nigéria têm presos. A proposta foi rejeitada pouco depois. “Não cabe ao Boko Haram impor condições”, disse à AFP o ministro do Interior, Abba Moro.

O líder do grupo, Abubakar Shekau, afirma que as raptadas se converteram ao islamismo. “Essas jovens com que tanto se preocupam, de fato já as libertámos […] e sabem como as libertámos? Essas adolescente tornaram-se muçulmanas”, afirma, sorrindo. “Só as vamos libertar depois de libertarem os nossos irmãos.” Noutra passagem, declara, porém, que a troca só incluiria as “que não se converteram ao Islão”.

Num vídeo anterior, Shekau disse que as estudantes seriam tratadas como escravas e ameaçou “vendê-las no mercado” e casá-las à força. As declarações provocaram indignação a nível internacional.

Além dos Estados Unidos, Reino Unido e França enviaram especialistas para colaborarem nas buscas. China e Israel ofereceram auxílio. No domingo, o Presidente francês, François Hollande, propôs uma cimeira sobre a segurança na Nigéria em que também participariam Chade, Camarões, Níger e Benim.

A 14 de Abril foram raptadas 276 adolescentes e no início de Maio outras 11 em Chibok, estado de Borno, nordeste da Nigéria. Do grupo de 276, dezenas conseguiram fugir mas 223 permanecem, segundo a polícia, nas mãos do Boko Haram. Os ataques do grupo islamistas começaram em 2009 e já causaram milhares de mortos – só este ano já são mais de dois mil.

maio
13
Posted on 13-05-2014
Filed Under (Artigos) by vitor on 13-05-2014


============================================================
Amarildo, hoje, na Gazeta Online


Lula no ato de apoio a Rui em Salvador

==============================================================

DEU NO SITE DA CBN-SALVADOR

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu apoio da militância petista nesta segunda-feira (13) para reeleger a presidente Dilma Rousseff nas eleições de outubro. Durante evento do PT em Salvador para lançar a pré-candidatura de Rui Costa para governador da Bahia, Lula defendeu a candidata petista para governar o país.

“Uma mulher presidente da República é demais para eles. Não se engane! Vocês terão que trabalhar tanto ou mais porque nós vamos fazer a Dilma ficar mais quatro anos como presidente”, disse Lula.

O encontro também marcou a aliança entre o PT e o PDT no estado e deu partida ao apoio de Lula a Dilma no Nordeste.

“Nós temos o melhor time, o melhor programa, as melhores propostas e visto o que nós fizemos, podemos fazer muito mais. Eu conheço a Dilma, o [Jaques] Wagner conhece ela muito bem, poucas vezes esse país teve a sorte de ter uma pessoa com o caráter, com a idoneidade e com a seriedade da Dilma”, ressaltou o ex-presidente.

Ao final do evento, Lula disse que está bem de saúde e vai participar do apoio às campanhas eleitorais do PT pelo Brasil.

“Eu que tô 100% de saúde, não se preocupem. Eu me sinto como um menino de 17. Nunca estive tão preparado em minha vida. E se os adversários acharam que eu tava cansado, pode tirar o cavalinho da chuva Eles não sabem que o nordestino não desanima nunca”, disse em tom de brincadeira.

Petrobras e Gabrielli

Durante o discurso, Lula ainda rebateu críticas à polêmica compra da refinaria de Pasadena, no Texas (EUA) pela Petrobras em 2006, época em que a estatal era presidida por José Sérgio Gabrielli, atual secretário de Planejamento da Bahia.

“As perssoas perguntam: ‘Pasadena quando foi comprada era um mau negócio?’. Era um bom negócio! Olha, você compra hoje uma fábrica, pode ser um bom negócio ou pode ser ruim. A Petrobras, ela fez um bom negócio, porque no momento era muito interessante. Se teve problema no petróleo, paciência”, explicou Lula.

A refinaria, que em 2005 valia US$ 42,5 milhões, foi adquirida pela Petrobras por US$ 1,2 bilhão após uma disputa judicial com a antiga sócia. Recentemente, Dilma, na época presidente do Conselho de Administração, disse que não teria aprovado a compra se soubesse de cláusulas lesivas do contrato, que na época não foram apresentadas ao conselho pela diretoria da estatal.

Para o ex-presidente, o foco da oposição na Petrobras é uma forma de “fazer caixa de campanha”. Ele contou que quando era presidente, recebia ameaças de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). “Quando era presidente tinha gente que andava com papelzinho no bolso dizendo: ‘olha a CPI, olha a CPI’, ameaçando. Quer fazer, faça! E vai pagar o preço de fazer se tiver as coisas certas”, falou.
Ao defender Gabrielli, Lula disse que muitos duvidaram da capacidade de administração. “Quando coloquei esse moço [Gabrielli] na tesouraria da Petrobras diziam: ‘Lula tá colocando um cara que não conhece nada, um cara de fora’. Dois anos depois, ele era eleito o diretor financeiro de todas as empresas de petróleo do mundo, o mais competente diretor financeiro”, afirmou.

O ex-presidente Lula foi o último a falar no evento, que ainda contou com a participação de Marcelo Nilo, presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, do governador Jaques Wagner, do ex-ministro e presidente do Partido Democrático Trabalhista (PDT), Calos Lupi, além dos candidatos a governador e vice, Rui Costa e João Leão, respectivamente.
Jaques Wagner, João leão, Otto Alencar e Lula em evento político em Salvador. (Foto: Maiana Belo / G1 Bahia)Jaques Wagner, João leão, Otto Alencar e Lula em evento político em Salvador. (Foto: Maiana Belo / G1 Bahia)


Campos, Eliana e Lídice: com estudantes em Conquista

=============================================================

DEU EM A TARDE

VITÓRIA DA CONQUISTA (BA) – O pré-candidato à presidência da República, Eduardo Campos (PSB) demostrou indignação com a forma de governo de Dilma Rousseff ao falar para uma plateia de estudantes e professores numa universidade da cidade baiana de Vitória da Conquista. “Votamos nela, mas ela frustrou o Brasil, pois nós sempre fomos abertos ao diálogo, sempre tivemos uma postura de respeitar a democracia, de apostar no entendimento e no respeito de quem não pensa como a gente, nós sempre pensamos no desenvolvimento econômico e a gente sempre respeitou o dinheiro público, e isso começa quando não se coloca bandido para ser auxiliar no governo”, atacou Campos.

Ele esteve na manhã desta segunda-feira, 12, no interior da Bahia para um encontro com a juventude. Acompanhado das pré-candidatas do seu partido ao governo estadual, Lídice da Mata, e ao Senado, Eliana Calmon, Campos desembarcou em Vitória da Conquista, a 512 km de Salvador, por volta das 10 horas e seguiu direto para uma faculdade privada.

O presidenciável encontrou o auditório da faculdade ocupado por cerca de trezentas pessoas, entre jovens universitários e lideranças políticas do PSB da região de Conquista. Recebido com palmas e aclamado como “presidente”, principalmente pelos militantes do PSB, Campos debateu temas como educação, mobilidade urbana, combate a drogas e corrupção.

Lembrando sempre das reivindicações que levaram a juventude para as ruas no ano passado, o pré-candidato se apresenta como a mudança e diz que vai passar por várias cidades do Brasil para dialogar com os jovens. “A juventude brasileira foi a primeira a se rebelar e temos que aproveitar essa energia. Queremos visitar o maior número de cidades brasileiras possível, essa é uma etapa importante da construção do nosso projeto de governo. Vamos usar a nossa indignação para mudar o Brasil”, disse.

O ex-governador pernambucano e ex-aliado do governo federal teceu críticas à presidente Dilma e ao que ele chama de “velha política”. Segundo Campos, “o governo federal está fazendo um enorme esforço de marketing para deixar tudo para depois da eleição, todos os problemas estão sendo jogados para debaixo do tapetão. Dilma pegou o Brasil crescendo a 7,5% e hoje cresce a menos de 2%. Ela foi eleita para continuar melhorando o Brasil e não conseguiu dar conta disso e o Brasil começou a piorar. A gente tem que tirar esse arranjo e esse time para botar um time que faça efetivamente o país melhorar”, afirmou.

Sobre a manchete do Estadão relacionado com o suposto uso indevido do fundo partidário, declarou: “o recurso de fundo partidário tem objetivo claro e definido por lei e não é o caso de usar para patrocinar a defesa de quem quer que seja, muito menos a defesa de quem é acusado de ter cometido crime contra a ordem pública, a economia pública, recursos públicos. É preciso que, se comprovado isso, quem fez seja punido, como são punidos outros gestores”.

Vitória da Conquista – A cidade é administrada pelo PT desde 1997 e foi um dos municípios baianos em que o candidato do PSDB, José Serra, venceu a presidente Dilma Rousseff no segundo turno das eleições de 2010. Vitória da Conquista é o terceiro maior colégio eleitoral do estado, com 215.299 eleitores (2012).

===========================================================

No vídeo, cenas do filme de Allen gravadas na Radio City Music Hall, de Nova Iorque.

Allen fala que ter ido ao local na infância foi uma das mais extraordináras experiências da sua vida.

Da minha também, muitos anos depois, ao visitar NY e ficar em um hotel quase defronte do imponente Radio City Hall.

BOM DIA!!!

(Vitor Hugo Soares)


Aécio, Cidadão Soteropolitano, exibe Diploma

===============================================================.

DEU NO CORREIO DA BAHIA

O senador Aécio Neves (PSDB) recebeu na noite desta segunda-feira (12) o título de cidadão de Salvador, concedido pela Câmara Municipal de Salvador. O título foi aprovado em 2008 pela Mesa Diretora da Câmara e retomado este ano pelos vereadores Paulo Câmara (PSDB) e Leo Prates (DEM).

Para Câmara, a decisão se justifica pelas contribuições de Aécio quando era deputado federal para aprovar emendas que beneficiavam a Bahia, além do seu papel como governador de Minas Gerais para revitalizar a bacia do Rio das Velhas, maior afluente do rio São Francisco. “Essa iniciativa promoveu o uso sustentável dos recursos naturais e beneficiou diretamente o Estado da Bahia, porquanto dos sete estados abrangidos a Bahia ocupa 48,2%”, justificou.

O vereador Leo Prates acredita que a cidadania soteropolitana para o senador mineiro é justificado pelo esforço de Aécio em prol da Bahia, sobretudo Salvador, com verbas federais.

Aécio agradeceu a generosidade baiana e disse estar orgulhoso por agora ser mais soteropolitano. “Este título é um dos momentos que levarei na alma como um dos mais importantes da minha trajetória política”.

Estavam presentes à sessão o prefeito ACM Neto ( que fez um dos discursos mais aplaudidos da solenidade), deputado federal Antônio Imbassahy, o ex-goverenador Paulo Souto, o ex-ministro Geddel Vieira Lima e outros.
publicidade

  • Arquivos