Prisco na Papuda:diretora diz que é irregular

=================================================


DEU NO PORTAL R7

A Diretora do Sistema Penitenciário Federal, em Brasília, Diana Calazans Mann, oficiou o juiz federal Antônio Oswaldo Scarpa, da 17ª Vara Federal, que indeferiu relaxamento de prisão do vereador e soldado Marco Prisco, sobre a impossibilidade de manutenção de vereador em Presídio Federal, segundo informações da Aspra (Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares no Estado da Bahia).

O indeferimento da diretoria, que tem por base o fato de a prisão do vereador não preencher requisitos legais para manutenção dele em presídios federais, foi encaminhado à Justiça antes de Prisco passar mal e ser internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital de Base, em Brasília.

Segundo documento formulado pela diretora prisional, a situação fática retratada no pedido de inclusão não comprova existência de nenhum dos referidos quesitos.

(…) O preso em questão não é membro de organização criminosa, não praticou de crimes violentos ou mediante grave ameaça.

O desembargador do Tribunal Regional Federal da Primeira Região, relator convocado Carlos Augusto Pires Brandão, deferiu o pedido dos advogados da Aspra (Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares no Estado da Bahia), e desbloqueou as contas das entidades de classe que participaram dos movimentos reivindicatórios de 2012 e 2014, esta semana.

Na decisão judicial, Brandão citou o movimento paredista.

— A cessão do citado movimento paredista esvazia, no presente momento, o objeto da medida deferida, que, como visto visava à preservação da ordem pública então abalada pela ação de grupos de policiais militares.

O coordenador da Aspra, Fábio Brito, defende que, com base na própria sentença do desembargador, inexiste de motivo para a manutenção da prisão do edil já que o próprio relator do TRF (Tribunal Regional Federal), se manifestou no sentido de reestabelecimento da ordem pública.

Prisão:

Prisco foi preso no dia 18 de abril, a pedido do MPF-BA (Ministério Público Federal da Bahia). O pedido de prisão preventiva ajuizado pelo MPF foi concedido pela Justiça Federal em 15 e a prisão foi realizada pela PF (Polícia Federal), com o auxílio da PRF (Polícia Rodoviária Federal) e Aeronáutica em um resort em Costa do Sauípe, no Litoral Norte.

============================================================

Que dona Jandira , onde estiver ( ao lado de Alaôr e Davi) , olhe nestes dias de trompaços para o filho primogênito e os irmãos que aqui estão, saudosos e cada vez mais fiéis aos seus exemplos e à sua memória.

(Vitor Hugo Soares)


Gérard Depardieu representa o papel de Dominique Strauss-Kahn
Depardieu no papel de Dominique Strauss-Kahn
Foto Eric Gaillard – Reuters

=====================================================


DEU NO DIÁRIO DE NOTÍCIAS, DE LISBOA

O co-produtor de “Welcome to New York”, filme realizado por Abel Ferrara, denunciou pressões na França para que o filme inspirado no caso de Dominique Strauss-Kahn no hotel Sofitel de Nova Iorque não seja lançado.

Vincent Maraval, o co-produtor do muito aguardado filme de Abel Ferrara “Welcome to New York” (lançado exclusivamente na Internet a 17 de maio em França e não em salas de cinema), inspirado no caso de Dominique Strauss-Kahn (ex-diretor-geral do FMI), denunciou este domingo várias pressões em torno do seu lançamento.

“Não sou adepto das teorias da conspiração, mas os fatos falam por mim e há três anos que existe uma relação incestuosa entre as elites, os políticos e os meios de comunicação deste país”, afirmou Vincent Maraval ao ‘Journal du Dimanche’.

“Em qualquer parte do mundo se podem fazer filmes como “O Caimão”, de Nanni Moretti, sobre Silvio Berlusconi ou “Fahrenheit 9/11″ sobre George W. Bush (…), mas na França não gostamos de abordar a nossa história recente”, lamenta Maraval, afirmando que “nenhum canal televisivo francês quis financiar o filme”.

Segundo Vincent Maraval, “a UGC (um dos maiores grupos europeus da área do cinema) tenta impedir o lançamento do filme na Bélgica, colocando grande pressão sobre os operadores, e dois grandes parceiros nossos dos media mandaram-nos retirar os seus logótipos dos cartazes, o que me espanta”, lamenta o produtor do filme, que terá como protagonista principal o ator Gérard Depardieu.

Na apresentação do filme, a produtora de “Welcome to New York” afirmou que “este filme é inspirado num processo judicial em que as fases públicas foram filmadas, transmitidas e comentadas pela comunicação social de todo o mundo. Mas as personagens do filme e as cenas que as mostram na sua vida privada são ficcionadas”. Também Abel Ferrara, realizador, Vincent Maraval, produtor, e Gérard Depardieu, intérprete da personagem do ex-diretordirector do FMI, já tinham dito em várias entrevistas que este não é um filme biográfico de Dominique Strauss-Kahn; o filme usa nomes fictícios, mas vai ao pormenor dos factos, a ponto de filmar nos cenários reais, como a prisão de Harlem.

maio
11
Posted on 11-05-2014
Filed Under (Artigos) by vitor on 11-05-2014


=================================================
Clayton, hoje, no jornal O Povo (CE)

==================================================

DEU EM O GLOBO

WASHINGTON — No lugar do marido, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, Michelle Obama aproveitou o discurso semanal da Casa Branca, neste sábado, para classificar como “ação irresponsável” o sequestro de mais de 270 estudantes na Nigéria, há mais de três semanas. O discurso, feito pela primeira vez pela mulher de Obama, acontece na véspera do Dia das Mães, no domingo. Como mãe de duas adolescentes, a primeira-dama destacou a “indignação” que ela e o presidente sentem pelo sequestro das estudantes em uma escola na aldeia de Chibok, no Nordeste do país, pelo grupo extremista islâmico Boko Haram.

— Barack e eu vemos nelas as nossas filhas. Vemos as suas esperanças, os seus sonhos e só podemos pensar na angústia que os pais podem sentir neste momento. Este ato irresponsável foi cometido por um grupo terrorista determinado a impedir que estas jovens recebam uma educação.

Michelle afirmou ainda que espera que a coragem das estudantes sirva de inspiração para cada jovem no país, para que se comprometam com a educação.

— O que se passou na Nigéria não é um incidente isolado: é uma história que sofrem todos os dias jovens em todo o mundo que arriscam as suas vidas para cumprir as suas ambições.

Michelle também citou o caso de Malala Yousafzai, jovem paquistanesa ferida gravemente pelo Talibã por sua defesa ao direito de educação para as mulheres no país.

— A coragem de Malala e de garotas como ela ao redor do mundo deveria servir como um chamado à ação —, disse, antes de destacar que mais de 65 milhões de meninas em todo o mundo não estão na escola. — Isto acontece, apesar de sabermos que garotas que recebem educação têm salários melhores, vidas mais saudáveis e famílias mais saudáveis.

Governo recusou ajuda

O presidente da Nigéria, Goodluck Jonathan, recusou ajuda internacional durante semanas para procurar as jovens, numa série de erros que levaram à crescente indignação contra o governo. O Ministério das Relações Exteriores do Reino Unido revelou ontem que ofereceu cooperação nas buscas logo no dia seguinte ao rapto. Os EUA também disseram que mostraram disposição a ajudar “desde o primeiro dia” da crise, de acordo com o secretário de Estado, John Kerry. Apenas na semana passada, porém, a Nigéria aceitou colaboração internacional, liderada atualmente por EUA, Reino Unido, França e China.

Ontem, a Nigéria também destinou duas divisões do Exército à busca das jovens, que foram sequestradas numa escola no povoado de Chibok pelo grupo islamista Boko Haram. Os soldados foram deslocados à região fronteiriça com Camarões, Chade e Níger, e trabalharão com outras agências de segurança, disse o general Chris Olukolade.

“O maior desafio é que parte da informação recebida foi equivocada. Mas isso não vai desencorajar os esforços de colaboração, disse Olukolade em comunicado.

Cooperação americana

No início da semana, o presidente americano afirmou em Washington que fará “todo o possível” para ajudar a Nigéria na busca pelas adolescentes. Na sexta-feira, sete militares americanos, entre especialistas do Departamento de Justiça e do FBI (a polícia federal dos EUA), chegaram ao país. Por enquanto, não há planos para enviar tropas de combate — eles ficarão responsáveis por dar suporte nas investigações Espera-se ainda a chegada de mais sete funcionários dos EUA.

As Nações Unidas também anunciaram que enviarão um representante para acompanhar a busca e o Conselho de Segurança emitiu um comunicado exigindo a imediata libertação das jovens sequestradas. De acordo com o Alto Comissariado da ONU para Refugiados (Acnur), o sequestro “aparentemente faz parte de uma série de outros similares” nos últimos dois meses, o que fez com que aumentasse o deslocamento da população local.

MÃE é MÃE, SALVADOR!!!

BOM DOMINGO DE TODAS AS MÃES.

(Gilson Nogueira)

maio
11
Posted on 11-05-2014
Filed Under (Artigos) by vitor on 11-05-2014


Erasmo e Alexandre juntos no palco do Som Brasil (2008)

=========================================

DEU NO IG

Alexandre Pessoal, filho de Erasmo Carlos, está internado desDe quarta-feira (07) na CTI, depois de sofrer um grave acidente de moto.

Neste sábado (10), o cantor da Jovem Guarda usou seu Twitter para dar notícias sobre o estado de saúde do filho. “Ele está em coma induzida e seu estado é estável… Pensamento positivo sempre!”, escreveu Erasmo, que mais cedo escreveu: “Força meu filho…seu pai estará sempre com você”.

Antônio Carlos, músico que se apresenta com Alexandre no Bloco Fica Comigo, usou a página pessoal do grupo para dar mais notícias sobre o músico, conhecido entre eles como Gugu. “Ele chegou em estado grave, e está desde então no CTI, mas o corpo está reagindo bem, gerando muito otimismo entre os médicos e todos nós. Nos próximos dias os traumas terão reduzido e os médicos poderão dar um melhor diagnóstico”, escreveu o músico, que pede para que os amigos façam orações e mandem boas energias para o amigo.

  • Arquivos