===========================================

===========================================================
Maravilha, Paquito. Música e letra.

(Vitor Hugo Soares)

maio
05
Posted on 05-05-2014
Filed Under (Artigos) by vitor on 05-05-2014

=======================================================

DEU NO ESTADÃO

O corpo de d. Tomás Balduíno, bispo emérito da cidade de Goiás, foi enterrado às 12h30 desta segunda-feira (5), no interior da catedral Nossa Senhora de Santana. Foi em Goiás, cidade que é patrimônio histórico nacional, situada a 140 quilômetros de Goiânia, que d. Tomás marcou sua atuação em defesa da reforma agrária, se tornando referência na região, hoje uma das maiores concentrações de assentamentos rurais de Goiás e que foi palco de intensos conflitos agrários na década de 1980. Também de lá ele partia para as aldeias indígenas pilotando seu avião para levar ajuda, orações ou simplesmente conviver com índios da Amazônia e de outras regiões.

A presidente Dilma Rousseff lamentou a morte do religioso. “Em nome do governo brasileiro, rendo, nessa hora de dor, minhas homenagens à vida de d. Tomás”, a quem, em nota divulgada no sábado, 3, ela chamou de persistente, “incansável lutador pelas causas sociais”. Dilma enviou ao velório o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho.

No domingo (4), o governador de Goiás, Marconi Perillo, decretou luto oficial de três dias pela morte do religioso, destacando o reconhecimento e o respeito internacional ao trabalho e ao pensamento do bispo. O vice-governador, José Eliton, que é de Posse, onde nasceu d. Tomás Balduíno, disse que a cidade perdeu seu filho mais ilustre. O religioso morreu em Goiânia, na noite de sexta-feira, aos 91 anos de idade, após agravamento das doenças que tinha, câncer de próstata e problemas cardíacos, que o obrigavam a usar um marca-passo há vários anos. Ele teria sofrido uma tromboembolia pulmonar após dias de internação.

Premiado por várias organizações nacionais e internacionais, d. Tomás foi fundador da Comissão Pastoral da Terra (CPT) e do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), organizações que divulgaram notas de pesar pela morte.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), durante a 52ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil, no sábado, também se manifestou: “Este nosso irmão dedicou sua vida e ministério ao serviço do povo de Deus e à defesa dos direitos humanos, especialmente à causa dos pequenos agricultores e povos indígenas. Inspirado por seu lema episcopal “Homines capiens” (Pescador de homens), aprendeu a língua dos índios Xicrin, do grupo Bacajá, e Kayapó e também se tornou piloto de avião para melhor atender as comunidades indígenas”. Houve missa em intenção a d. Tomás Balduíno durante a assembleia, no Santuário Nacional de Aparecida (SP).

De Goiânia, o corpo seguiu em cortejo no domingo até Goiás, onde a prefeita Selma Bastos decretou luto oficial e ponto facultativo durante na manhã desta segunda. Na Catedral de Nossa Senhora de Santana houve o sepultamento após emocionante cerimônia religiosa. No velório e enterro do bispo, a presença de autoridades, trabalhadores rurais sem-terra, religiosos e indígenas apontou para o ecletismo de d. Tomás.


========================================================

———————————————————————

DEU NO CORREIO DA BAHIA

Da Redação

O Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) divulgou nesta segunda-feira (5) as imagens de câmeras de segurança de dois suspeitos de matar a professora de matemática Andrea Borges Astolpho, 40 anos. Dois homens aparecem correndo nas imagens. Um deles usa bermuda branca e blusa cinza. O outro usa uma bermuda escura e blusa branca, além de carregar uma mochila e colocar a mão na cintura como se estivesse armado.

De acordo com o delegado Marcelo Sansão, titular da 1ª Delegacia de Homicídios (DH/Atlântico), a polícia já começou a receber denúncias sobre os suspeitos. Quem tiver informações que possam ajudar a polícia deve ligar para o Disque-Denúncia pelos números 3235-0000 (capital) ou 181 (interior da Bahia).

A professora morreu após ser baleada na cabeça dentro do carro, na Vila Laura, na manhã deste domingo (4). Acompanhada do filho de 6 anos, ela chegava à delicatessen Super Panilha, na Rua Raul Leite, por volta das 7h, quando foi abordada por dois homens armados. Andrea procurava vaga para estacionar o Celta, placa OUV-1470. A criança estava na cadeirinha no banco de trás e não se feriu.

A suspeita é de que o crime tenha sido uma tentativa de assalto. A polícia apura se Andrea reagiu e tentou fugir ou se assustou com a abordagem e acelerou o carro. Ela foi atingida do lado esquerdo da nuca por um tiro, que atravessou o vidro do Celta.

“Não roubaram nada. O vidro ainda estava fechado. O filho estava no carro com ela. De repente, ela tentou defendê-lo, andou (com o carro) e os bandidos, atiraram”, disse a delegada Maria Tereza Santos Silva, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O veículo seguiu descontrolado até a Rua Carlos Chenaud, onde bateu em um outro automóvel e parou. “A criança estava chorando e um policial a tirou do carro”, disse a delegada.

Os criminosos fugiram andando, sem levar nada. Ainda segundo a delegada, moradores afirmaram que a dupla de assaltantes costuma agir no local. Andrea, funcionária do Colégio Salesiano há dois anos, saiu de sua casa, no condomínio Vila Verde, que fica a cerca de 100 metros da delicatessen. De acordo com uma funcionária do local, que pediu anonimato, a professora ia diariamente à padaria.

O crime causou comoção entre moradores do bairro e a comunidade escolar, onde Andrea ensinava. O corpo da professora foi enterrado domingo à tarde, no Cemitério Campo Santo. A família não quis falar com os jornalistas. A professora foi descrita, em nota de pesar da escola, como uma profissional dedicada, competente e pelo seu “doce modo de tratamento”.

“Ela era incapaz de reagir, mas se assustou e a reação foi acelerar o carro”, acredita uma colega de Andrea, que não quis se identificar. Ela dava aulas de matemática para o 6º ano do ensino fundamental 2. O marido de Andrea, Antônio Araújo, é também professor do colégio e precisou ser medicado para acompanhar o enterro. O filho deles ficou em casa com familiares.

Homenagem e protesto

Na manhã desta segunda-feira (4), alunos de Andrea participaram de uma missa em homenagem à professora no Colégio Salesiano, em Nazaré. A missa foi celebrada pelo padre Anderson Avelino. Uma cruz com o nome da professora foi colocada no jardim da escola.

Já os estudantes do Colégio Estadual Brigadeiro Eduardo Gomes, na Vila Laura, onde Andrea também ensinava, realizaram um protesto na rua Raul Leite, próximo ao local do crime. Com cartazes e faixas, o grupo pediu paz e justiça.

Clip postado no You Tube.Faixa do Cd Raridades da Bahia (Pérola Negra Cds Raros)

Dá-lhe, Edil!!!

BOA TARDE

(Vitor Hugo Soares)

Ben: expulsão para toda a vida

====================================================

DEU NO DIÁRIO DE NOTÍCIAS, DE LISBOA (Com informações do TMZ)

O ator Ben Affeck foi apanhado pelos responsáveis do casino Hard Rock contando cartas para ter mais probabilidades de ganhar no ‘blackjack’. A proibição da entrada de Affleck naquela sala é para toda a vida.

Segundo conta o site TMZ, Ben Affleck estava jogando numa mesa de apostas elevadas e os serviços de segurança detectaram que o ator estava praticando uma técnica que vai contra os interesses dos casinos.

Affleck é um grande entusiasta dos jogos de cartas em casinos e em 2008 ganhou 800 mil dólares, quando apostou 20 mil, a jogar blackjack

O sistema consiste em registar as cartas altas e baixas que vão saindo para calcular o valor das apostas seguintes, em função da probabilidade de fazer blackjack com as restantes.

Apesar de contar cartas não ser ilegal, a generalidade dos casinos reservam o direito de tomar medidas quando detectam a sua utilização, principalmente a expulsão de um jogador, alegando ser um estabelecimento privado com direito de admissão.

maio
05
Posted on 05-05-2014
Filed Under (Artigos) by vitor on 05-05-2014


=================================================================
Aroeira, hoje, no jornal O Dia (RJ)

==================================================================================
Do You Tube,Tony Bennett e Vicentico, Cold, Cold Heart, para o mundo.Via BP!

BOA SEMANA!!!

(Gilson Nogueira)

=================================================================


DEU NO CORREIO DA BAHIA

Da Redação

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal descartou que o vereador de Salvador Marco Prisco (PSDB), líder das últimas greves realizadas pela Polícia Militar baiana, tenha sofrido um infarto. Ele passou por exames e está em observação na Clínica Médica do Hospital de Base do DF (HBDF).

Em nota, a Secretaria informa que Prisco está estável e será reavaliado pelo corpo médico nesta segunda-feira (5). Os primeiros exames foram realizados no Hospital Regional da Asa Norte (HRAN), na noite de sábado (3). Na manhã deste domingo (4), o vereador foi transferido para a Clínica do Hospital de Base, onde, segundo a secretaria, “há mais recursos para o atendimento”.

De acordo com Leonardo Mascarenhas, um dos advogados do vereador, que o acompanha em Brasília, a suspeita da médica que atendeu Prisco na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Sebastião era de que ele tivesse sofrido um ataque cardíaco.

O laudo assinado pela médica Fernanda Ribeiro detalha que o paciente reclamava de dores, dormência e formigamentos, além de ter relatado histórico familiar de infarto agudo do miocárdio. Ela incluiu duas interrogações ao final do laudo quando se referiu ao possível quadro de infarto.

De acordo com Leonardo, os sintomas iniciaram após o tucano ter sido ameaçado por presos por ser um ex-policial militar. “Houve uma tentativa de fuga na Papuda. Foi frustrada e os detentos o acusam de ser informante. Ele está sendo ameaçado e temos dito às autoridades que o local não é adequado para ele estar preso”, disse o advogado, que lembra que o quadro de saúde de Prisco é “frágil” e esse é um dos elementos usados pela sua defesa para o pedido de relaxamento da prisão. Aos 44 anos, o vereador é cardiopata e sofre de gastrite, de acordo com a família.

Prisco foi transferido para a Clínica Médica do Hospital de Base do DF (Foto: Divulgação)

O líder grevista estava preso desde o dia 18 de abril, quando a Polícia Federal o deteve, após o fim da greve da PM. Ele é acusado pelo Ministério Público Federal de cometer crimes contra a segurança nacional ainda durante a greve de 2012, realizada entre os dias 31 de janeiro e 10 de fevereiro daquele ano. Na época, ele também foi uma das lideranças da paralisação.

No dia 23, o ministro Ricardo Lewandowski , do Supremo Tribunal Federal (STF), negou o pedido liminar de liberdade para o vereador. Entre os sete crimes a que Prisco responde, estão os de impedir com violência ou grave ameaça o livre exercício de qualquer dos poderes da União ou dos estados e praticar sabotagem contra instalações militares, meios e vias de transporte.

  • Arquivos