DEU NO PORTAL EUROPEU TSF

Hoje,31/3, as autoridades da Malásia voltaram a fazer uma tentativa para sossegar os familiares, mas mesmo com reforço de meios, não há nada que permita provar que o avião caiu no mar.

Um reforço na coordenação das buscas e uma promessa que a Malásia não desistirá. É tudo o que há de novo na longa procura para desvendar o mistério do voo 370 das linhas aéreas da Malásia.

Uma operação multinacional, sem precedentes. Meios navais, aéreos e vontades de mais de uma dezena de países. Hoje mesmo foi criado um novo centro de comando operacional, numa base aérea australiana, nos arredores de Perth.

A operação é comandada por um general na reserva, que chefiou há tempos, a defesa aérea da Austrália.

O ministro dos transportes da Malásia, Hishamuddin Hussein, explicou esta manhã, que é compreensível o desespero dos familiares dos passageiros e tripulantes, ao olhar para provas reais da queda do avião.

«Compreendemos que tem sido um tempo difícil para todas as famílias e reconhecemos a vontade de verem as provas que o voo MH370 terminou no Índico Sul», disse.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos