mar
30
Postado em 30-03-2014
Arquivado em (Artigos) por vitor em 30-03-2014 19:31


Foto: Reuters
=================================================================

DEU NO DIÁRIO DE NOTÍCIAS, DE LISBOA

O abraço de Javier Espinosa e do filho à chegada à base aérea nos arredores de Madrid fala por mil palavras sobre o seu regresso a Espanha, esta tarde, após seis meses de cativeiro na Síria. O jornalista do diário El Mundo e o fotógrafo freelance Ricardo García Vilanova foram libertados e entegues aos militares turcos na madrugada desde domingo. Foram sequestrados por um grupo armada da Al Qaeda em setembro de 2013.

Mais magros mas aparentemente de boa saúde, Javier Espinosa e Ricardo García Vilanova chegaram este domingo, às 16.26 (hora espanhola), a bordo de um avião militar espanhol à base aérea de Torrejon de Ardoz, perto de Madrid, onde foram recebidos pela família e amigos. Disseram as primeiras palavras públicas já no “El Mundo”, diante dos colegas, fortemente aplaudidos, segundo a AFP.

“Obrigada a todos os que se preocuparam por nós e tornaram possível o nosso regresso a casa”, disseram, após 194 dias de cativeiro. “Estamos perfeitamente”. Foram sequestrados no dia 16 de setembro.

Não podem contar nada por razões de segurança, explica o “El Mundo”, mas “é possivelmente o dia mais feliz da história deste jornal”, sublinhou o diretor do jornal, Casimiro García Abadillo, que tomou posse enquanto os jornalistas se encontravam sequestrados na Síria, sucedendo a Pedro J. Ramírez.

Ainda na base áerea militar, a número 2 do governo espanhol, Soraya Sáenz de Santamaría, declarou que “se tratava de um caso com uma grande carga humana”, aproveitando para felicitar os funcionáriso envolvidos no regresso a casa dos dois jornalistas.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos