Rio 40 graus:armamento pesado na invasão da Maré

====================================================

DEU NO PORTAL EUROPEU TSF

No Brasil, a Polícia e o Exército ocuparam, esta manhã, o Complexo da Maré, um conjunto de favelas consideradas as mais perigosas do Rio de Janeiro. Já foram detidas cerca de cem pessoas.

A dois meses e meio do início do Mundial de Futebol, mais de 1200 policias e militares entraram esta manhã no Complexo da Maré, apoiados por 14 blindados da Marinha e da Polícia Militar, além de aviões não tripulados das Forças Armadas e da polícia Federal.

O Complexo da Maré é um conjunto de 16 favelas, com mais de 120 mil habitantes, e é considerado um dos locais mais perigosos do Rio de Janeiro. E, por estarem junto ao aeroporto internacional, são também um ponto estratégico para a segurança do campeonato do mundo de futebol.

A rede Globo diz que a operação já levou à detenção de uma centena de pessoas. Esta ocupação do Complexo da Maré acontece no âmbito do processo de “pacificação”, iniciado em 2008 com a instalação de 38 Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) em 174 favelas.

A polícia justifica a intervenção como uma medida de pacificação, a 74 dias do Mundial de futebol.

Be Sociable, Share!

Comentários

luiz alfredo motta fontana on 30 Março, 2014 at 9:52 #

Sob o patrocínio da Dona Dilma, a que sonha em ser comandante em chefe.

Forças armadas nas ruas, o sonho de qualquer ditador desta pobre américa latina. Aqui vendidas como garantia da copa.

A segurança pública, efetiva e constante, como característica de um país civilizado, aqui continua mera quimera, item obrigatório de campanha política, um velho e conhecido estelionato de cunho eleitoral.


luiz alfredo motta fontana on 30 Março, 2014 at 10:51 #

Millor dizia: “livre pensar é só pensar”

Por mais relevante que possa ser o tal “Complexo da Maré” no submundo do tráfico, ela só representa um pequeno percentual deste “comércio”, abastecendo apenas viciados que detém acesso por proximidade geográfica.

Já nossas fronteiras abandonadas nutrem o universo dos viciados tupiniquins, e ainda servem de entreposto para outros países consumidores. Nela o atacado do tráfico é abastecido diuturnamente.

Pergunta-se: qual o esforço efetivo, nos últimos anos para interromper esse fluxo? Nenhum é a resposta, contentam-se as ditas autoridades em efetuarem aleatórias apreensões em nossas rodovias.

Quem cuida de fiscalizar os fluxo enorme de dinheiro traduzido pelo comércio destes entorpecentes? Devemos acreditar que o dinheiro não passe pelos bancos? Teriam os traficantes o absurdo hábito de guardar dinheiro em colchões?

Mas… melhor fingirmos que o varejo de alguns pontos no Rio de Janeiro, feito por meliantes tão descartáveis para os barões do tráfico, como são suas indefectíveis tatuagens e bermudas, seja o único alvo a ser combatido? Pior é que nem assim, com esta visão míope e equivocada, nem esta miudeza do tráfico mostra sinais de refluxo.

Já o ovo da serpente, o fascínio por colocar as forças armadas nas ruas, a necessidade primal de demonstrar força excessiva, embora inútil quanto ao resultado a ser obtido, parece ser atração irresistível para quem passou os últimos anos posando de gerentona.

Em nome da “Copa das Copas”, instintos inconfessáveis são expostos ao observador atento.

Valei-me Iansã!!!


luiz alfredo motta fontana on 30 Março, 2014 at 11:25 #

E como tudo tem sua moral…

Já que justificamos a mobilização das forças armadas contra meliantes tatuados e de bermuda, nada mais previsível do que avaliarmos o uso de tropas contra cidadãos que ousem protestar em manifestações durante a sagrada “Copa das Copas”. Assim reza a cartilha de Dona Dilma.

Valei-me Xangô!


luiz alfredo motta fontana on 30 Março, 2014 at 14:08 #

Soem as trombetas!

Rufem os tambores!

As Forças Armadas, em resposta ao chamado imperial de Dona Dilma, em ação em solo hostil, denominado “Complexo da Maré”, foram vitoriosas.

Saldo da operação histórica: Mais de uma centena de indivíduos vestidos de bermudas e tatuados, também denominados “inimigos”.

E como troféu inesperado, ela, talvez o maior símbolo da criminalidade que afronta a segurança nacional, ela….Daiane Rodrigues, ex-namorada do Menor P, aquela mesma envolvida no caso de espancamento de conhecido jogador de futebol.

Dona Dilma pode agora discursar e garantir a tranquilidade na “Copa das “Copas”. Talvez até, após reunião com seu assessor “Marco top top Garcia”, exigir a entrada definitiva do Brasil no Conselho de Segurança da ONU.

O país, por hora, está salvo!

Cabral também.


luiz alfredo motta fontana on 30 Março, 2014 at 21:27 #

Caro Vitor

A farsa durou menos 24 horas

Veja a notícia do Estadão:

“Adolescente morre após confronto entre facções no Complexo da Maré

O confronto entre as facções ocorreu na divisa das favelas Baixa do Sapateiro e Nova Holanda
30 de março de 2014 | 19h 17

RIO – A Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro confirmou a morte de um menor 15 de anos, após um confronto entre duas facções no Complexo da Maré na tarde deste domingo, 30, mesmo após a ocupação do local pelas forças policiais. De acordo com informações da secretaria, o jovem, identificado como Vinicius Guimarães, já chegou morto à Unidade Pronto Atendimento (UPA) da Maré, para onde foi encaminhado.

O confronto entre as facções ocorreu na divisa das favelas Baixa do Sapateiro, dominada pela facção Terceiro Comando Puro, e Nova Holanda, controlada pelo Comando Vermelho. O conflito teve início após provocações entre os dois grupos e se transformou em uma guerra de pedras. O confronto acabou quando um jovem sacou uma arma e efetuou os disparos, provocando a morte de Vinicius.”

Tradução: nada mudou fora o apelo eleitoral.

Será didático ouvir as possíveis notas do Ministério da Defesa, já que tropas participaram da suposta ocupação.

Até quando?


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos