DEU NO PORTAL EUROPEU TSF

O editor da revista Aviation International News Safety entende que uma eventual emergência a bordo pode ter deixado a tripulação do Boeing da Malaysia sem condições e que o avião teria seguido em piloto automático até ficar sem combustível.

«Se olharmos para o local onde o avião foi visto pela última vez no radar e, agora, para onde os destroços foram encontrados, é quase uma linha reta», diz Robert Mark, que é piloto comercial, ouvido pelo Daily Mail.

Para Mark, uma falha mecânica ou uma emergência parecem ser cenários mais credíveis.

Este especialista admite que é possível o avião ter voado em piloto automático durante cinco ou seis horas desde a sua última localização conhecida na costa oeste da Malásia, até de ficar sem combustível.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos