DEU NO SITS BAHIA 277

Na entrevista que foi levada ao ar pela equipe do Jornal Nacional na noite de ontem, apenas a fala que cria certo atrito com a presidente Dilma Rousseff, sobre uma cláusula que obrigava a Petrobras a adquirir 50% da belga Astra na refinaria de Pasadena, foi destacada; entrevista integral ressalta aspectos da operação que não foram apontados pela Globo; “a refinaria está em pleno funcionamento e dando lucro”, disse Gabrielli; edição alimentou intriga; vídeo

21 de Março de 2014 às 17:00

247 – Presidente da Petrobras na época em que a estatal adquiriu a refinaria de Pasadena, no Texas (Estados Unidos), em 2006, José Sérgio Gabrielli defendeu a negociação na noite desta quinta-feira, em entrevista ao Jornal Nacional. O trecho de sua fala que foi ao ar na Globo, porém, dá a impressão de que ele foi contrário ao que defendeu a presidente Dilma Rousseff sobre o caso.

Gabrielli disse na entrevista que a compra foi “adequada” se for analisado o cenário da época, quando o mercado brasileiro estava “estagnado em termos de crescimento de consumo”. Olhando de hoje, ou até mesmo do ano passado, a situação mudou para algo que não podia ser previsto em 2005, explica ele. “A refinaria está em pleno funcionamento e está dando lucro”, chegou a defender Gabrielli.

O ex-dirigente da petroleira também negou que tenha havido “um grande impacto na vida financeira da Petrobras” com o negócio, como menciona a jornalista. “Olha, não há como um valor desse (a estatal gastou quase US$ 1,2 bilhão na compra da refinaria) comprometer uma empresa que vale o valor que a Petrobras vale”, disse Gabrielli.

Segundo ele, “não há dúvida que há um impacto importante”, mas “é preciso levar em conta o que este ativo produziu durante esse período. Esse ativo produziu derivados, que foram vendidos no mercado tradicional. Hoje, continuam sendo vendidos e pertencem ao patrimônio da Petrobras”, acrescentou.

Na entrevista que foi levada ao ar pela equipe do Jornal Nacional, foi destacada apenas a fala que cria certo atrito com a presidente Dilma, sobre uma cláusula que obrigava a Petrobras a adquirir 50% da belga Astra na refinaria de Pasadena. Em nota divulgada na última quarta-feira, a presidente afirmou que desconhecia a cláusula. Gabrielli afirmou na entrevista que esta é uma prática comum no mercado. Assista a íntegra abaixo:

===========================================================

DEU NO PORTAL EUROPEU TSF

O editor da revista Aviation International News Safety entende que uma eventual emergência a bordo pode ter deixado a tripulação do Boeing da Malaysia sem condições e que o avião teria seguido em piloto automático até ficar sem combustível.

«Se olharmos para o local onde o avião foi visto pela última vez no radar e, agora, para onde os destroços foram encontrados, é quase uma linha reta», diz Robert Mark, que é piloto comercial, ouvido pelo Daily Mail.

Para Mark, uma falha mecânica ou uma emergência parecem ser cenários mais credíveis.

Este especialista admite que é possível o avião ter voado em piloto automático durante cinco ou seis horas desde a sua última localização conhecida na costa oeste da Malásia, até de ficar sem combustível.

http://youtu.be/r9-CrDMSm6U


BOA TARDE!!!

mar
21
Posted on 21-03-2014
Filed Under (Artigos) by vitor on 21-03-2014


==========================================================
Sid, hoje, no portal de humor A Charge Online

DICA DA JORNALISTA MARIA OLÍVIA SOARES PARA OS LEITORES DO BAHIA EM PAUTA

De ontem, dia 20, até 22, o Quarteto em Cy canta e encanta em Salvador, no Café-Teatro Rubi, espaço situado dentro do Sheraton da Bahia Hotel, no Campo Grande. Os shows estão marcados para as 20h30 e serão em homenagem a Vinicius de Moraes.

Intitulado “Como Dizia o Poeta Vinicius”, sobe também ao palco Georgiana de Moraes, filha do poeta.

As meninas estão há 50 anos na estrada, com mais de 30 discos lançados. Cybele, Cynara, Cyva e Sonya esperam por você, no repertório tem músicas de Toquinho, Dorival Caymmi, Chico Buarque, Tom Jobim, além, claro, de Vinicius, considerado o padrinho do grupo.
(Maria Olívia Soares)

================================================

Dá-lhe, Bethânia!

BOM DIA!!!

DEU NO G1

Em cenário mais provável, Aécio teria 13% e Eduardo Campos, 6%.

Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (20) atribui 40% das intenções de voto para a presidente Dilma Rousseff se a eleição presidencial fosse hoje. O segundo colocado é o senador Aécio Neves (PSDB-MG), que aparece com 13%, e o terceiro, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), com 6%. Pastor Everaldo (PSC) registrou 3% e o senador Randolfe Rodrigues (PSOL), 1%. Os demais possíveis postulantes – Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB) e Mauro Iasi (PCB) – não pontuaram.

Nesse cenário, o mais provável, Dilma venceria no primeiro turno porque a soma das intenções de voto dos adversários não supera o percentual que ela obteve. A pesquisa – a primeiro com oito possíveis candidatos à eleição presidencial deste ano – indica que 12% dos entrevistados não responderam ou não sabem em quem vão votar. Os que disseram que votarão em branco ou nulo somaram 24%.

Os candidatos que disputarão a eleição serão oficialmente conhecidos em junho, quando os partidos terão de realizar convenções para definição dos nomes.

O Ibope ouviu 2.002 eleitores entre 13 e 17 de março. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento está registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TSE) sob o protocolo nº BR-00031/2014 – as normas eleitorais determinam que todas as pesquisas realizadas no ano da eleição sejam registradas no TSE.

Marina Silva
O Ibope também simulou um cenário em que o candidato do PSB é a ex-senadora Marina Silva, atualmente cotada para ocupar a posição de vice na chapa de Eduardo Campos.

Nessa hipótese, Dilma teria os mesmos 40% e também venceria no primeiro turno; Aécio soma 13%; Marina, 9%; Pastor Everaldo, 2%; Randolfe, 1%; e Eymael, Levy Fidelix e Mauro Iasi, 0%. Brancos e nulos somariam 23% e os que não sabem ou não responderam, 11%.

Com três candidatos (Dilma, Aécio e Campos)
Outro cenário experimentado pelo Ibope reúne como candidatos somente Dilma, Aécio e Campos. Nesse caso, o resultado apurado pelo instituto foi: Dilma, 43%; Aécio, 15%; Eduardo Campos, 7%; brancos e nulos, 25%; não sabem/não responderam: 11%.

mar
21


===========================================================

DEU NO UOL

O ex-jogador da seleção brasileira Bellini morreu nesta quinta-feira em decorrência de complicações causadas por parada cardíaca. Capitão na conquista da Copa do Mundo de 1958, Bellini, de 83 anos, sofria de Mal de Alzheimer em estado avançado. Ele havia sido internado em 18 de março no hospital Nove de Julho, em São Paulo, mas não resistiu aos problemas respiratórios que teve.

O velório de Bellini acontecerá no Salão Nobre do Estádio do Morumbi, na capital paulista. O corpo será velado entre às 7 e 15 horas desta sexta-feira. Na sequência, o ex-jogador seguirá para Itapira, onde será enterrado no Cemitério Municipal da cidade, que fica a 170 km da capital.

“Não sabemos muita coisa ainda, não conversei com meu filho sobre. A notícia nos pegou de surpresa, a gente não esperava essa notícia nesta tarde”, disse Giselda Bellini, mulher do ex-jogador, ao UOL Esporte.

Segundo a mulher de Bellini, a morte aconteceu por volta das 16h30 desta quinta-feira devido à insuficiência respiratória e falência múltipla dos órgãos.

“Realmente foi duro, ele vinha sentido essa dor há algum tempo, com essa doença agravada há algum tempo. Ele era uma pessoa com relação boa com todos, tinha um amor pela terra natal dele, aqui em Itapira. Era uma paixão dele vir para Itapira, já fazia muito tempo que ele não vinha, a gente já vinha convivendo com isso. Sabíamos que a qualquer momento poderia acontecer, mas sempre fica aquele sentimento que podia ter uma melhora. Infelizmente, não aconteceu, a gente tem de aceitar. Pedir a Deus que reserve um lugar de paz com muita tranquilidade por tudo que ele representou para nossa família, dedicada com a família. Uma perda muito grande, vai ficar um vazio”, disse Toninho, sobrinho de Bellini.

De acordo com Toninho Bellini, o ex-zagueiro sofria com o Mal de Alzheimer há 10 anos e estava entubado em sua residência antes de ser levado ao hospital. Em virtude da doença, Bellini não reconhecia mais ninguém, inclusive sua mulher.

“Há três anos que ele não reconhecia mais ninguém. É uma pena, porque era uma pessoa tão querida, simples e atenciosa. Ele já não estava bem antes de ser internado. Já não se comunicava e estava entubado”, declarou Toninho Bellini, sobrinho e ex-prefeito de Itapira.

O ex-jogador havia sido internado outras vezes por problemas respiratórios.

O primeiro a levantar a taça

Nascido em Itapira em 1930, o capitão da seleção em 1958 imortalizou o gesto de levantar o troféu após conquista em campo. “Não foi nada programado”, disse, posteriormente. “Os fotógrafos pediram que eu levantasse a taça.”

Esse foi o primeiro Mundial do zagueiro, que voltaria a ser campeão com a seleção no Mundial de 1962, no Chile; nesta Copa, ele foi reserva. O capitão era o titular da zaga Mauro Ramos de Oliveira.

Bellini disputou sua última Copa em 1966, quando jogou as duas primeiras partidas da seleção que acabaria eliminada com uma derrota para Portugal.

Nos clubes, Bellini fez história como zagueiro do Vasco entre 1952 e 1962, conquistando três Campeonatos Cariocas (1952, 1956 e 1958) e um Torneio Rio-São Paulo (1958). Depois, foi para o São Paulo, onde atuou por 1962 e 1968 e substituiu Mauro Ramos como ídolo da defesa são-paulina. Ele se aposentou no Atlético Paranaense, em 1969.

Em virtude do Mal de Alzheimer, Bellini se distanciou dos amigos de Itapira. Seus últimos anos de vida foram em uma residência em São Paulo.

“Já tinha muito tempo que o Bellini enfrentava essa doença. Era uma pena, porque era um ouro de pessoa. Ele se afastou porque já não conhecia mais as pessoas”, relembra Flávio Boretti, ex-presidente do Itapirense e amigo de Bellini.

  • Arquivos