Shmidt:”É função do Bahia pagar pela “transmissão de jogos?
Me poupem”

=================================================================

DEU NO TERRA MAGAZINE

POR BOB FERNANDES

Às vésperas do término oficial do verão, tempo quente na Bahia. Mais precisamente, no Esporte Clube Bahia. Devassa nas contas da gestão anterior. E o Bahia expôs, publicamente, relações comerciais do clube com setores da crônica esportiva local durante a turbulenta presidência de Marcelo Guimarães Filho – 2009 a 2013.

A investigação inicial foi consequência da intervenção decretada pela Justiça em 2013, ação esta acompanhada pelo ministério público federal e estadual. Já a divulgação de uma lista com 21 radialistas que teriam sido beneficiados, em gastos com “marketing” e despesas várias, se deu, segundo o atual presidente do Bahia, Fernando Schmidt, porque assim determinam “o Estatuto do Bahia, a lei de acesso à informação e a Constituição”.

Nessa conversa com Terra Magazine, Schmidt fala sobre os “absurdos” na relação entre o ex-presidente do Bahia, Marcelo Guimarães Filho, e porções da crônica esportiva local. E expõe exemplos dos “absurdos”:

– Um dos gastos, pagos pelo Bahia, é com a “transmissão de jogos”…ora, me poupem! É função do Bahia pagar pela “transmissão de jogos”?

-…. passagens aéreas, hospedagens, despesas como, por exemplo, R$ 16 mil num único jantar com amigos numa churrascaria…

Provocado, Schmidt aborda também grandes questões do futebol brasileiro.

Ao ser eleito, em setembro, Schmidt conversou com Terra Magazine. Disse então que tentaria renegociar direitos do Bahia com a Tv Globo. Indagado a respeito, seis meses depois, o presidente do Bahia resume:

– Hoje, no futebol brasileiro, o que há é uma bagunça, vários atores mexendo nisso e em tudo ao mesmo tempo, e não há confluência para um mesmo objetivo. A Globo mexe, a CBF mexe, as federações, o Bom Senso, o ministério mexe, as arenas…uma bagunça…

Abaixo, a entrevista completa do dirigente do Bahia:

O que levou o Esporte Clube Bahia a abrir suas contas, como fez essa semana, e exibir gastos de R$ 865 mil com comunicação, com crônica esportiva, radialistas? Gastos das gestões de Marcelo Guimarães Filho…e por que agora?

Fernando Schmidt: Na verdade, essa e a consequência do seguimento de uma ação. Quem pediu uma auditoria no Bahia foi o juiz que decretou a intervenção no ano passado, juiz Paulo Albiani. A auditoria foi feita, houve uma complementação a ela, pedida pelo próprio clube, e aquela auditoria inicial descobriu irregularidades graves: crimes contra o sistema financeiro nacional, apropriação indébita, por ai afora…

E qual a consequência disso?

..há investigações no âmbito do ministério Público, o federal e o estadual, e um ou outro, ou ambos, poderão, deverão oferecer denúncia…

Como e porque se chegou à cidadela da comunicação, da Mídia, ao jornalismo esportivo?

Nas investigações. E se concluiu que foram gastos R$ 865 mil. Isso em passagens aéreas, hospedagens, despesas…despesas como, por exemplo, R$ 16 mil num único jantar com amigos numa churrascaria. Há despesas com gente de empresas de comunicação, mas não apenas: também há aluguel de automóvel com parente, tem os amigos etc. Em relação a radialistas, ao jornalismo esportivo propriamente, há absurdos…

Por exemplo…

…por exemplo, contratos com empresas a título de divulgação da marca do Bahia, para ações de marketing… que marketing, que divulgação de marca? Há seis meses, quando houve a intervenção, o Bahia tinha 600 sócios enquanto hoje já tem 23 mil….aquilo não era marketing, não era divulgação, era outra coisa…

É algo que, aí na Bahia, se chama “comer na mão do dono”?

É isso. Ora, me poupem! Isso é diferente de anúncio, nada tem a ver com se fazer publicidade. Fazemos e faremos campanhas publicitárias nos meios de comunicação, campanha por mais sócios, o que for, mas não isso, dessa forma. Isso não é marketing nem divulgação de marca…

Quantos são citados nessa investigação?

… 21 radialistas, e há as despesas com terceiros, nas viagens, hospedagens, gastos altíssimos em restaurantes …e o absurdo dos absurdos…

Leia a íntegra da entrevista no site do Terra Magazine
http://terramagazine.terra.com.br

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos