mar
05
Postado em 05-03-2014
Arquivado em (Artigos) por vitor em 05-03-2014 19:51


Unidos da Tijuca festeja vitória no Rio

=======================================================

DEU NO UOL

Marcelo de Jesus

A Unidos da Tijuca é a campeã do Carnaval 2014 do Rio de Janeiro. A escola que fez um tributo a Ayrton Senna, e encerrou os desfiles do Grupo Especial do Rio de Janeiro na madrugada de terça-feira, conquistou 299,4 pontos, um décimo à frente da Salgueiro, segunda colocada. Esse é o quarto título da agremiação (1936, 2010 e 2012) e o terceiro em cinco anos com o carnavalesco Paulo Barros à frente da escola.

A Império da Tijuca, primeira a desfilar no domingo, foi rebaixada para o Grupo A com 291,6 pontos. A escola recebeu apenas um dez dos jurados, no quesito evolução.

Segundo informações da CBN, houve confusão no momento do anúncio do vencedor porque a Liesa (Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro) não queria muitos integrantes no palco. Integrantes da Unidos da Tijuca e seguranças da Liesa chegaram a trocar agressões, mas a confusão foi resolvida minutos depois.

A campeã de 2014

“Estamos atrás do penta. Desde o começo a gente tinha convicção de que ia ganhar. Foi um Carnaval perfeito, uma vitória do conjunto. Ganhou o melhor, mas foi muito apertado”, disse ao UOL Fernando Horta, presidente da Unidos da Tijuca. “É uma emoção muito grande porque é um trabalho muito difícil e a disputa, acirrada. Temos que agradecer aos segmentos da comunidade que saíram na escola. Eu não ganhei sozinho, é um conjunto da escola administrada por mim. Eu apenas coloco as peças no lugar e tem dado certo”.

Para a rainha da bateria, a atriz e ex-BBB Juliana Alves, a comemoração vai longe. “Agora não tem cansaço. Vou comemorar na quadra até de manhã. É uma emoção inenarrável estar na bossa da Pura Cadência”, disse ela, referindo-se ao nome da bateria da escola, comandada por Mestre Casagrande.

A Unidos também trouxe uma novata na escola entre suas musas: a modelo Ana Paula Evangelista, que foi acolhida pela agremiação duas semanas antes do Carnaval. “Deus sabe o que faz. Estou emocionada porque cheguei e fui campeã. Depois de ter sido descartada como rainha, o que poderia ter sido o pior Carnaval tornou-se o melhor da minha vida”, disse ela. Ana Paula perdeu o posto de rainha de bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel após uma crise política dentro da escola, que resultou no afastamento do então presidente Paulo Vianna. No lugar dela, foi coroada a atriz Mariana Rios.

Priscila Mota, coreógrafa da comissão de frente da escola, disse que foi um alívio. “Depois de muito estresse, dedicação e preocupação, o dever foi cumprido. Em cinco anos, foram três campeonatos. Isso não é para qualquer um. Foram três meses ensaiando intensamente, praticamente sem dormir”. A integrante da ala das baianas, Alcenir Ferreira, de 68 anos, comentou ao UOL a emoção pela vitória. “É indescritível. Estou muito feliz, foi um título mais do que merecido”, disse ela, que desfila pela escola há 40 anos.

Com personagens da velocidade, a Unidos da Tijuca fez seu desfile em 1h06, tempo mínimo da duração regulamentar, que é entre 1h05 e 1h22. Além representar a Fórmula 1 com carros da McLaren de Ayrton Senna, o enredo “Acelera, Tijuca” trouxe outros personagens da velocidade, como Sonic, Speed Racer, Papalégua, The Flash, Penépole Charmosa, Dick Vigarista e o corredor Usain Bolt, para disputar a pole position na Sapucaí. Animais como o Falcão Negro e invenções do homem, como o trem bala e a internet, também fizeram parte do enredo.

Ampliar
Unidos da Tijuca119 fotos
84 / 119
4.mar.2014 – A Unidos da Tijuca fecha os desfiles na Marquês de Sapucaí com o enredo “Acelera, Tijuca!”, um tributo aos 20 anos da morte de Senna no acidente do Grande Prêmio de San Marino, na Itália Leia mais Marco Antonio Teixeira/UOL

Apuração

Todas as escolas cumpriram os regras e não sofreram penalizações. No quesito enredo, as escolas mais bem avaliadas foram Salgueiro, União da Ilha, Imperatriz Leopoldinense e Unidos da Tijuca –todas receberam dez pontos dos quatro jurados.
RESULTADO FINAL

UOL

Veja placar com todas as notas

Em fantasias, a União da Ilha foi a única escola receber só notas dez. Em alegorias e adereços, Grande Rio liderou os votos, recebendo apenas notas dez. A Vila Isabel, que tinha alas inteiras sem figurino por conta de problemas na entrega, conseguiu notas mais altas do que escolas que estavam completas.

As duplas de mestre-sala e porta-bandeira da Imperatriz (que levou estandarte de ouro) e da Unidos da Tijuca foram as que mais agradaram os jurados –todos eles deram nota dez. Os jurados do samba-enredo foram rigorosos e distribuíram poucas notas máximas, destacando somente a Portela.

Na harmonia, a Salgueiro saiu melhor frente aos jurados, recebem apenas notas dez. Em evolução, União da Ilha e Unidos da Tijuca foram as melhores avaliadas pelos jurados. No quesito conjunto, Portela e Unidos da Tijuca ficaram com as melhores avaliações.

Nenhuma escola tirou apenas notas dez no quesito comissão de frente, mas as que melhores se saíram para os jurados foram Salgueiro e Unidos da Tijuca. Na bateria, Beija-Flor e Unidos da Tijuca lideraram a preferência dos jurados.

A São Clemente só conquistou um jurado com a nota máxima em mestre-sala e porta-bandeira. A Beija-Flor e a Mocidade só foram receber suas primeiras notas dez no quesito mestre-sala e porta-bandeira. Cada quesito foi avaliado por quatro juízes com notas de 9,0 a 10 –a menor nota em cada quesito é descartada.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos