=========================================================

Beijo gay: ‘Amor À Vida’ é a 1.ª novela a ter beijo entre homens na Globo

Cena entre Mateus Solano e Thiago Fragoso
Foto: Estadão

============================================================
Karel Boehlee,piano,Hein Van De Geyn, baixo,Hans Van Oosterhout, bateria. O Karel Boehlee Trio e você na tarde de sexta-feira no BP.

(Gilson Nogueira, garimpagem e indicação, direto da Carolina do Norte, USA)

jan
31
Posted on 31-01-2014
Filed Under (Artigos) by vitor on 31-01-2014

==============================================================

DEU NO SITE 247

Romulo Faro, do Bahia 247

Pesquisa Vox Populi encomendada pela TV Band e divulgada na quarta-feira (29) aponta o prefeito de Salvador, ACM Neto, do DEM, como primeiro colocado no ranking dos gestores das capitais com atuação avaliada como ‘ótima’. Segundo o levantamento, 51% da população soteropolitana dá nota máxima ao democrata.

O segundo prefeito melhor avaliado é o de Recife, Geraldo Júlio, do PSB do governador de Pernambuco e candidato à presidência da República Eduardo Campos. Geraldo tem 39% de avaliação ‘ótima’ dos cidadãos da capital pernambucana.

Destaque negativo para o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, do PT. Ele teve o pior índice entre as capitais pesquisadas: somente 1% dos paulistanos avalia como ótima sua administração. 32% lhe avaliam como péssimo, 31% como regular, 28% acham sua a gestão do petista ruim e 9% avaliam como boa.

ACM e a sucessão de Jaques Wagner

Resultado da pesquisa Vox Populi evidencia papel importante que ACM Neto terá na disputa pelo governo da Bahia em outubro próximo. É nas mãos dele que está a decisão sobre escolher para cabeça de chapa da oposição o ex-governador Paulo Souto, do DEM, ou o peemedebista Geddel Vieira Lima.

Favorece a oposição ainda o fato de o DEM ter também o prefeito da segunda maior cidade da Bahia. Feira de Santana é administrada por José Ronaldo, eleito no primeiro turno contra o ex-prefeito Tarcízio Pimenta (PDT) e o petista Zé Neto, que teve pouco mais de 8% dos votos válidos.

Boa aceitação popular do jovem democrata será explorada ao máximo contra o desconhecido Rui Costa, candidato do PT fruto de escolha pessoal de Jaques Wagner. Governador, por sua vez, vai encerrando seus dois mandatos consecutivos com apreciação popular considerada mediana, após recuperação de imagem que ficou desgastada, sobretudo, depois das greves fatídicas de 2012.

A da Polícia Militar, cujo saldo da paralisação de 11 dias foi de mais de 140 homicídios apenas em Salvador e Região Metropolitana; e a dos professores, que durou 115 dias e atrapalha o calendário escolar até hoje (alunos ainda não concluíram ano letivo de 2013).

jan
31
Posted on 31-01-2014
Filed Under (Artigos) by vitor on 31-01-2014


===========================================================
Thiago Lucas, hoje, na Folha de Pernambuco

=====================================================

DEU EM A TARDE

Mestre Pinho Pedreira

Antonio Guerra Lima

Pinho Pedreira, que faleceu, aos 97 anos, em 22 de janeiro último, deixou uma lacuna no Clube Inglês que jamais será preenchida. Na cerimônia de cremação, ao ver Fernando Santana, na tribuna, falando em nome de todos nós, seus amigos, fiquei a imaginar quantas alegrias vivi, ao lado dele, em mais de cinco décadas, no Clube, diariamente, e nas diversas viagens ao exterior, a exemplo de seus 80 anos, que comemoramos em Paris. Antes, Alcino Felizola, Eduardo Marques, Jorge Borba e eu viajamos a Paris a fim de escolher o restaurante, onde seria comemorado, no dia 20 de outubro de 1997, os 80 anos dele. O jantar realizou-se no restaurante La Coupole.

Na hora dos parabéns, o restaurante, repleto de amigos do Clube, apagou as luzes e, em fila, os garçons, o maître à frente, com o bolo nas mãos, encaminharam-se em direção a Pinho, cantando “happy birthday to you”, acompanhados de todos nós e por um grupo de americanos que ali se encontravam. Todos os anos ele comemorava a data com lauto almoço e excelentes vinhos. Mestre Pinho, como o chamávamos, era a memória viva da Bahia e da história do Brasil.

“Mestre, quem disse tal frase ou quem exerceu este ou aquele cargo em tal ano?”. A essas perguntas, ele respondia sem vacilar, imediatamente.

No Clube Inglês, ele determinava o cardápio, a hora em que o almoço das sextas- feiras deveria ser servido, enfim, tudo que se referisse à gastronomia, a orientação era dele, sem contestação, que ninguém se ousaria, uma vez que magister dixit. Sem preocupação com dinheiro, vivia para viver a vida com os prazeres que esta oferecia, porque “matamos o tempo, e o tempo nos enterra” (Machado de Assis).

Formado em Direito em 1938, em Salvador, deixa contribuições significativas na área do Direito do Trabalho, do qual foi um dos estudiosos pioneiros no país, numa trajetória que inclui os 26 anos passados no Ministério Público e que não se encerrou na presidência do Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região. Nonagenário, assumia as atribuições de professor e não deixava de dialogar com ex-alunos e estudantes da pós-graduação da Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia.

Quero, porém, evocar o amigo. Foi um grande viajante, capaz de conquistar a amizade de donos de tabernas em Lisboa e um homem de líricas vivências na boêmia da Cidade da Bahia. Nunca se filiou ao Partido Comunista Brasileiro, mas, simpático à causa antifascista, conviveu com Jorge Amado, Giocondo Dias e Armênio Guedes. Durante a Segunda Guerra, participava das reuniões na casa de Giocondo, na Piedade, onde ajudava a organizar comícios e confabulava em defesa da declaração de guerra do Brasil contra o Eixo.

Nos anos 30, foragido da repressão da ditadura de Getúlio Vargas, o então jovem agitador comunista Carlos Lacerda encontrou nele um guia nas noites baianas, geralmente encerradas no mítico Tabaris, na praça Castro Alves.

Para os intelectuais e boêmios, tão meritória quanto a militância antifascista foi a batalha de Pinho Pedreira para salvar do fechamento o bar Anjo Azul, fundado em 1949 por José Pedreira e Carlos Bastos (em pouco tempo, o espaço virara um recanto de escritores, artistas, professores e jornalistas).

Uma tarde, na década de 50, caminhando pela rua do Cabeça, veio a surpresa: uma placa anunciava a venda do bar, que já não pertencia aos fundadores. Soube da falência e decidiu correr a cidade em busca de recursos para ressuscitar o “templo” do existencialismo baiano. Com a ajuda de Virgildal Senna, conseguiu enfim comprar o Anjo Azul e passá-lo a uma nova direção, sem qualquer proveito pessoal, salvo o de frequentador.

Na primeira vez que o vi, Pinho Pedreira possuía a pompa de examinador do vestibular. A partir de 1957, viria a ser meu professor na Faculdade de Direito e, um pouco mais adiante, o amigo permanente no Clube Inglês, sua segunda casa. No Clube, houve lágrimas e brindes em sua memória. Mestre Pinho viveu como se recomendasse apenas os brindes, e agora o relembro em sua cadeira, serenado pelos noturnos de Chopin

Advogado e ex-procurador-geral
do Estado da Bahia

========================================================

=====================================================

“Poinciana”: sugestão e garimpagem do leitor e ouvinte que assina Vangelis. BP agradece a maravilhosa indicação. E pede mais.

BOM DIA!!!

(Vitor Hugo Soares)

——————————————————-

http://youtu.be/F5aHrleTMDo

jan
31
Posted on 31-01-2014
Filed Under (Artigos) by vitor on 31-01-2014

DEU NO PORTAL EUROPEU TSF

O presidente norte-americano nomeou o vice-almirante Michael Rogers para o cargo de diretor da Agência de Segurança Nacional, anunciou esta quinta-feira o chefe do Pentágono.

Em comunicado, Chuck Hagel chamou à atenção para o fato de este ser um «momento capital para a NSA» e de este vice-almirante da Marinha ter as «competência excepcional e únicas para este poste».

Hagel, que recomendou Rogers para este cargo, está convicto de que o novo responsável da NSA tem a «sabedoria necessária para ajudar a encontrar um equilíbrio entre as necessidades em termos de segurança, proteção da vida privada e liberdade na era do digital».

Se a nomeação de Michael Rogers, de 53 anos, for confirmada pelo Senado, este vice-almiramte da Marinha acumulará as funções de diretor da NSA com as líder do Cyber Command, que trata dos assuntos relacionados com a guerra cibernética.

  • Arquivos