Sucessão baiana e nacional no terreiro de Oxumaré

=============================================================

DEU NA COLUNA TEMPO PRESENTE, DO JORNAL A TARDE, EDIÇÃO DESTA QUINTA-FEIRA, 16, DA LAVAGEM DO BONFIM. NAS BANCAS

Sob as bênçãos de Oxumaré

O clima de congraçamento no terreiro Ylê Axé Oxumarê, tombado ontem pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, contagiou os políticos presentes. O governador Jaques Wagner (PT) e o prefeito ACM Neto (DEM) conversavam descontraídos degustando o acaçá, comida do ritual do candomblé feito de milho branco e coco. Ao ser informado de que se trata da comida de Oxalá, orixá da paz, Wagner, que é judeu, surpreendeu os presentes: “Então está tudo certo, que eu sou de Oxalá”.
Neto é de Ogum, o mesmo do avô ACM, que é o orixá guerreiro. Indagado sobre as novidades, brincou: “Quer saber quem será o próximo governador?” Wagner estava próximo e ao ouvir, se antecipou: “Só tem dois, vai ser o meu (candidato) ou o dele, e apontou para Neto”. Alertado pela repórter Patrícia França sobre a terceira opção, Wagner indagou: “Quem?”. “Lídice da Mata (PSB)”, retrucou a repórter. A senadora também estava presente no local.
Lídice é regida pelo orixá Oxum, a deusa das águas doces, da diplomacia. Não por acaso sentou-se ao lado do prefeito, neto do governador que perseguiu o seu governo de prefeita. Trocaram palavras gentis. Neto perguntou como estava a campanha, Lídice disse que estava animada e mostrou o polegar para o alto.

============================================================

DEU NO PORTAL DE A TARDE

Da Redação,

informações de Anderson Sotero e Fernando Duarte

Diversas autoridades e políticos marcaram presença na festa do Senhor do Bonfim, nesta quinta-feira, 16, em Salvador. O prefeito ACM Neto, que realiza o percurso de oito quilômetros todos os anos, e a vice-prefeita Célia Sacramento foram os representantes do poder público municipal que seguiram da Conceição da Praia com destino à Colina Sagrada.

Do lado do governo estadual, o governador Jaques Wagner iniciou o desfile acompanhado pela mulher, Fátima Mendonça, e pela ministra da Cultura, Marta Suplicy. Entretanto, o governador abandonou o cortejo no Mercado Modelo e retornou na altura da Vila Militar, para assim subir a Colina Sagrada.

“É uma grande demonstração de devoção e fé. Creio que esta é uma das maiores do Brasil, ainda mais agora que foi reconhecida como Patrimônio Imaterial. Vim pedir energia, proteção e esperança, para que a gente possa caminhar em 2014 e fazer um ano melhor para os baianos. Essa é a força da fé, que movimenta tanta gente assim. Parabéns aos baianos, ao padre Edson e a nós, que caminhamos para pagar os pecados afirmou o governador.

O prefeito de Salvador, protagonista na decisão sobre o nome que concorrerá ao governo, foi muito cortejado por populares e políticos presentes.

No início do desfile, os principais nomes cotados, o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB), o ex-governador Paulo Souto (DEM), o ex-prefeito de Mata de São João, João Gualberto (PSDB), além do secretário municipal de Urbanismo e Transporte de Salvador, José Carlos Aleluia (DEM) acompanharam o prefeito de Salvador na caminhada.

ACM Neto, que sempre parava para tirar fotos com populares, manteve o clima de indefinição no ar. “Só depois do Carnaval que vamos anunciar o candidato”, disse, brevemente.

Ao chegarem à Igreja do Bonfim, as autoridades se reuniram e cantaram o Hino em Louvor ao Senhor do Bonfim.

================================================

De Glauvânia Jansen, a pernambucana mais baiana de Salvador, amiga especial do BP, na área de comentários deste site blog, sobre a caminhada que ela comanda esta quinta-feira,16, em Itapuã:

“CAMINHADA DA LUA CHEIA
Meditação andando
16 de janeiro 2014 – Gratuita
Das 18:45 às 22 horas
Praoa do Catussaba – Itapuan – SSA/BA”

————————————————–

ABRAÇOS, GLAU. SOM NA CAIXA, MAESTRO!

(Vitor Hugo Soares)

==================================================

ITAPUÃ

Caetano Veloso

Caetano Veloso Caetano Veloso

Nosso amor resplandecia sobre as águas que se movem
Ela foi a minha guia quando eu era alegre e jovem

Nosso ritmo, nosso brilho, nosso fruto do futuro
Tudo estava de manhã

Nosso sexo, nosso estilo, nosso reflexo do mundo
Tudo esteve em Itapuã

Itapuã, tuas luas cheias, tuas casas feias
Viram tudo, tudo, o inteiro de nós

Itapuã, tuas lamas, algas, almas que amalgamas
Guardam todo, todo, o cheiro de nós

Abaeté, essa areia branca ninguém nos arranca
É o que em Deus nos fiz

Nada estanca em Itapuã
Ainda sou feliz

Itapuã, quando tu me faltas, tuas palmas altas
Mandam um vento a mim, assim: Caymmi

Itapuã, o teu sol me queima e o meu verso teima
Em cantar teu nome, teu nome sem fim

Abaeté, tudo meu e dela
A lagoa bela sabe, cala e diz

Eu cantar-te nos constela em ti
Eu sou feliz

Ela foi a minha guia quando eu era alegre e jovem


========================================================

DEU NO PÚBLICO, DE LISBOA

A seleção portuguesa de futebol mantêm-se na quinta posição na classificação da FIFA, publicada nesta quinta-feira,16, no síte oficial do organismo na Internet e que continua a ser liderada pela Espanha, campeã mundial e bicampeã europeia.

Sem qualquer alteração entre os 25 primeiros, a Alemanha, adversária de Portugal no grupo G da fase final do Mundial2014, figura no segundo lugar, à frente da Argentina, que conserva a terceira posição relativamente à classificação anterior, publicada a 19 de Dezembro.

Os outros dois adversários da selecção lusa no Campeonato do Mundo que se vai realizar no Brasil, 10.º do ranking, entre 12 de Junho a 13 de Julho, também se mantêm nos lugares que ocupavam anteriormente: os Estados Unidos em 14.º e o Gana em 24.º.

A selecção portuguesa está a dois lugares de distância da sua melhor classificação de sempre no ranking FIFA, o terceiro lugar que ocupou entre Abril e Maio de 2010 e em Outubro de 2012.

Cabo Verde subiu quatro postos, de 39.º para 35.º, ao contrário de Angola, que caiu de 88.º para 89.º, Moçambique (desceu de 118.º para 120.º) e São Tomé e Príncipe (passou de 158.º para 160.º), enquanto Guiné-Bissau (184.º) e Timor-Leste (190.º) conservaram as respectivas posições.

O Irã, treinado pelo português Carlos Queiroz e que também está qualificado para o Mundial2014, desceu um lugar, de 33.º para 34.º, ao passo que a Grécia, orientada por Fernando Santos e que também marcará presença na fase final do Campeonato do Mundo, manteve-se no 12.º lugar.

Os dez primeiros no ranking FIFA

1. Espanha (1507 pontos)
2. Alemanha (1318)
3. Argentina (1251)
4. Colômbia (1200)
5. Portugal (1172)
6. Uruguai (1132)
7. Itália (1120)
8. Suíça (1113)
9. Holanda (1106)
10. Brasil (1102)

jan
16
Posted on 16-01-2014
Filed Under (Artigos) by vitor on 16-01-2014


===================================================
Thomate, hoje, no jornal A Cidade (Ribeirão Preto-SP)

======================================================
LAVAGEM DO BONFIM

Gilberto Gil (letra)

Gal Costa (voz)

Lavagem do Bonfim, quinta-feira
Sai da conceição da praia a primeira
Talagada de batida na praça Cairo
Levanta a pista ao alto Lacerda
Mais parece um corredor que envereda
Uma pista de corrida, correr pro céu azul
Olha a vertigem virgem Maria
Te segura criatura que o dia
Inda tá menino moço, o almoço inda tá cru
Segura bem na mão da menina
Poupa teu coração que é só na colina
Que o santo serve o Caruru
Timbau, pandeiro, som de guitarra
Tanta roupa branca, tanta algazarra
Zona franca de folia, de fé, de devoção
Foto de lambe-lambe alegria
Vai passar pelo moinho da Bahia
Mais de trinta graus de calor, amor e emoção
Lembra bem dos degraus da igreja
Guarda um pouco de suor pra que seja
Misturadas às águas e às magoas de lavar o chão
Faz tempo que passou da calçada
Segura os joelhos nessa chegada
Que o peito arde de paixão
———————————————————–
TODOS À COLINA SAGRADA, QUE HOJE É DIA DE CAMINHADA E DE SUOR PARA PEDIR, AGRADECER, FESTEJAR E AJUDAR A LAVAR AS MÁGOAS NAS ESCADARIAS DO BONFIM.

BOM DIA!!!

(Vitor Hugo Soares)

=================================================================


OPINIÃO POLÍTICA

Onde estão os nervosinhos

Ivan de Carvalho

Por decisão unânime do Comitê de Política Monetária (Copom), a taxa básica de juro, a Selic, teve ontem o seu sétimo aumento consecutivo, numa progressão de alta que agora atingiu 10,5 por cento. Segundo anúncio do Banco Central, a decisão de acrescer 0,50 ponto percentual à taxa, que estava em 10 por cento ao ano não contém viés. Como se sabe, isso significa que a autoridade monetária não dá indicação de tendência para novo aumento, para redução e, como é óbvio, também não garante permanência no percentual alcançado.

Os especialistas explicam – mas nem seria preciso, na atual conjuntura, que dessem tal explicação – que o Copom vem, com os sete aumentos consecutivos da taxa, tentando conter a inflação, que vem apresentando resistência a um arrefecimento.

A elevação da Selic foi avantajada, 0,5 por cento. Isto sugere certo nervosismo da autoridade monetária. Parece que os “nervosinhos” a que se referiu o ministro da Fazenda, Guido Mantega, ao gabar-se de que o governo alcançou o superavit primário que fixara e o ultrapassou em R$ 2 bilhões, não estavam no “mercado” nem entre os adversários políticos do governo, mas dentro do próprio Banco Central.
A gabolice do ministro Mantega se revela um tanto ridícula, não só porque os “nervosinhos” de que falou pejorativamente, apareceram afinal dentro da própria estrutura do governo – embora em área relativamente autônoma, e bota relatividade nisso, o Banco Central – como porque, como todos se recordam, o superavit previsto foi alcançado graças à “contabilidade criativa”, ou mais do que isto, graças a manobras como as feitas com as plataformas de petróleo “exportadas” que não saíram do país e a emissão de ordens de pagamento tão no final de 2013 que o desembolso só poderia ocorrer no início de 2014. Assim, o dinheiro “virou o ano” no caixa do governo, embora já não fosse dele. Mais do que criativa, contabilidade enganosa para fazer propaganda idem.

Voltando à razão do aumento de ontem, de 0,5 ponto percentual na Selic, tenta-se com tal elevação conter o consumo, provocando uma elevação dos juros ao consumidor e assim reduzindo a demanda de produtos e também de certos serviços, o que faria cair o preço deles, ou melhor, reduzindo a intensidade do aumento de preços. O futuro dirá de essa redução da escalada dos preços acontecerá e será efetiva. Isto porque o Executivo federal dificilmente conterá seus gastos em ano de eleições presidenciais, para o Congresso e para os governos e Assembléias Legislativas estaduais. E, quando o governo gasta mais do que tem, fabrica inflação.

De qualquer modo, é certo que a economia já está com um crescimento miudinho e que o aumento da Selic, reduzindo o consumo e elevando os juros para as atividades econômicas, tende a desacelerar ainda mais esse crescimento que assumiu a velocidade dos quelônios terrestres, ou, no popular, dos jabutis.

Quanto à Selic, os especialistas se dividem. Uns acreditam que o percentual se manterá em 10,5 por cento até o fim de 2014 e outros preveem que são prováveis novas altas – concentradas no primeiro semestre –, podendo chegar a 11,25 por cento. Ninguém está fazendo previsão de qualquer redução da Selic este ano.

DE VERDADE – Bem perto do final do seu pontificado, que terminou pela renúncia, o papa Bento XVI resolveu higienizar o Instituto de Obras da Religião, IOR, também conhecido como o Banco Vaticano e do qual havia suspeitas de ocorrência de graves irregularidades altamente patrocinadas. Então, em 16 de fevereiro de 2013, mudou a direção do IOR e nomeou uma comissão de cinco cardeais para supervisionar o instituto e propor reformas que julguem adequadas. Ontem, o Vaticano informou que o papa Francisco substituiu quatro dos cardeais da comissão, entre eles o cardeal arcebispo de São Paulo, dom Odilo Scherer, o italiano Tarcisio Bertone, ex-secretário de Estado do Vaticano, maior autoridade no Vaticano depois do papa e muito criticado por sua gestão na Cúria romana, o indiano Telesphore Toppo e o italiano Domenico Calcagno. Dos cinco só ficou o francês Jean-Louis Tauran. Quatro cardeais foram nomeados para as vagas: o atual secretário de Estado do Vaticano, o italiano Pietro Parolin e um austríaco, um espanhol e um canadense.

========================================================

DEU NA COLUNA DE FELIPE PATURY – REVISTA ÉPOCA

Leonel Rocha

Com uma fissura em um dos ossos do pé que o deixou de bota ortopédica por alguns dias, o governador da Bahia, Jaques Wagner, vai limitar a alguns metros sua participação na caminhada em homenagem ao Nosso Senhor do Bonfim, nesta quinta-feira, em Salvador. Ele vai andar o tempo necessário para mostrar seu candidato ao governo, o deputado petista e secretário Rui Costa, e tomar o tradicional banho de água de cheio oferecido pelas baianas do candomblé. A festa foi tombada nesta quarta-feira pela ministra da Cultura, Marta Suplicy, como patrimônio imaterial brasileiro. Ela estará na festa de amanhã. A caminhada do Bonfim é a manifestação religiosa com maior participação de políticos em uma espécie de desfile “pagão” de candidatos. A festa, que é um cortejo de 8 km entre duas igrejas católicas, vai reunir os petistas e aliados no governo Wagner – PP, PDT, PSD e PR, entre outros – e da oposição – PMDB, DEM, PSB e tucanos e seus pré-candidatos Geddel Vieira Lima (PMDB), Paulo Souto e José Carlos Aleluia, pelo DEM, o tucano Antônio Imbassahy e a socialista Lídice da Mata.

  • Arquivos