dez
28
Postado em 28-12-2013
Arquivado em (Artigos) por vitor em 28-12-2013 00:33


============================================================

Dilma em Governador Valadares(MG), um dia
depois de iniciar férias em Aratu(BA)

=========================================

ARTIGO DA SEMANA

Dilma no Paraíso: Aratu, descanso, “perus” e “pepinos”

Vitor Hugo Soares

No melhor sotaque soteropolitano, a bem informada coluna política Raio Laser, da Tribuna da Bahia, edição de quinta-feira 26, comunica (a quem interessar possa, horas antes da presidente desembarcar na Bahia, para férias de fim de ano, na Base Naval de Aratu): “Dilma não quer “peru”, na área”.

Leio o aviso incomum, ao tempo em que sigo a movimentação da chegada de Dilma, acompanhada de familiares, para mais uma temporada no “paraíso baiano dos presidentes” – como é chamada Aratu com a sua cinematográfica praia privativa e de Inema, que hospeda a visitante.

É tempo de pré-campanha – eleições das grandes e das boas à vista – , no ano que está chegando. O grande terreiro da Bahia e do Nordeste anda em polvorosa, à beira de um ataque de nervos. Afinal, falamos do território onde se crê, a disputa presidencial travará uma de suas batalhas decisivas em 2014.

Tudo é motivo de desconfianças e arrelias. Principalmente, para muita gente que gosta ou se dedica e entender ou interpretar signos da política e do poder.

A nota sugere, com bom humor e ardência de pimenta malagueta, que o aviso dá motivos a várias “leituras” e pode alcançar inúmeros destinatários. Mas tem um endereço especial e direto: os ouvidos de petistas que se escalavam, afoita e precipitadamente, para visitar a presidente e companheira de partido em sua temporada de descanso.

Temporada iniciada nesta última semana de 2013 e que, pelo previsto, deverá prolongar-se até 5 ou 6 de janeiro de 2014, já sob o domínio do imprevisível ano da Copa do Mundo, e das eleições presidenciais no País. Também de agitadas campanhas de sucessão, nos governos estaduais, e renovação de um terço das vagas do Senado.

Mas isso é futuro ainda a ser desvendado pelo tempo, senhor da razão.

Por enquanto, quando Dilma sonha com descanso no éden da Baia de Aratu – de mar sereno, areias cristalinas da praia com seus flamboyants em flor, lindos pedaços da Mata Atlântica salvos da devastação geral – 2013 segue vivíssimo. E ainda aprontando das suas, ou fazendo estragos.

Exemplos?

Às vésperas da presidente aportar na Bahia, um navio de bandeira internacional pegou fogo no terminal de petroquímicos do Porto de Aratu, bem perto da área de segurança máxima que hospeda Dilma.

O óleo vazou e resíduos contaminaram áreas das baias de Aratu e de Todos os Santos, causando prejuízos e protestos da população do subúrbio de Salvador. Principalmente dos pescadores e marisqueiros que trabalham e ganham seu sustento no mar.

Equipes técnicas, entre protestos de líderes e associações das categorias mais atingidas, atuam ativamente, desde então, na tentativa de conter a expansão da sujeira resultante do desastre. O navio foi retirado às pressas do porto e levado para um estaleiro, horas antes de Dilma baixar a bagagem na área da Base Naval. O óleo derramado, porém, teima em furar as barreiras de contenção e se espalha preocupantemente por lindos recantos de pesca e lazer de localidades do Recôncavo.

Além disso, mal a presidente iniciou suas “férias de fim de ano”, na quinta-feira, já precisou voltar às pressas ao aeroporto de Salvador. Viajou ontem (27), logo cedo, para sobrevoar áreas do desastre causado pelas chuvas em Minas Gerais, e se reunir, emergencialmente, com prefeitos e autoridades públicas, em Governador Valadares, uma das áreas devastadas. Em Minas e Espírito Santos, os levantamentos, quando escrevo estas linhas, registram quase 50 mortos e cerca de 60 mil pessoas ao desabrigo. E faltam ainda cinco dias para 2013 acabar.

Como se não bastasse, tem ainda os “pepinos” políticos para a presidente petista, candidata à reeleição, descascar. Um deles caiu nas mãos de Dilma, quando ela ainda estava em pleno vôo de Brasília para o descanso em Aratu. Incomodado com as críticas e gozações de petistas que, às escondidas, duvidavam da intenção do líder principal do PMDB baiano, de largar o governo Dilma, Geddel aplicou golpe surpreendente de mestre em termos de holofotes. Via Twitter, com repercussão nacional, o ex-ministro de Lula cobrou “por amor de Deus”, o despacho presidencial ao seu pedido de exoneração, do cargo de direção que detinha na Caixa, entregue desde setembro.

Apanhada de “surpresa”, a presidente prometeu, ontem mesmo, que o pedido de exoneração de Geddel, um dos nomes oposicionistas mais cotados, entre os prováveis candidatos à sucessão do petista Wagner, será publicado na edição deste sábado, 28, do Diário Oficial da União.

Mais baiano (e desconcertante), impossível!

Para terminar, estamos de volta aos “perus” do comentário na coluna da TB, que assinala: “Como para bom entendedor meia palavra basta, todos sabem que só o governador Jaques Wagner (PT), terá trânsito livre à Base Naval de Aratu, no período em que Dilma tentará descansar na Bahia, como já fez outras vezes, seguindo o exemplo dos ex-presidentes Lula e Fernando Henrique Cardoso, que escolheram o mesmo local para passar o Reveillon. Só que com Dilma o piano toca menos desafinado, em relação a convidados, do que nos governos anteriores”. A conferir.

Ontem, entrevistado por Mário Kertész, em programa na Rádio Metrópole, o secretário estadual Rui Costa, chefe da Casa Civil ungido por Wagner, e empurrado pela garganta de petistas e aliados de outros partidos, como candidato oficial à sua sucessão, foi perguntado se pretende dar um aperto de mão na presidente, companheira de partido, durante sua estada em Aratu. “Não sei, Wagner é quem sabe”, respondeu o candidato, que se arrasta na lanterna das pesquisas para o governo da Bahia.

Boas festas e feliz Ano Novo para todos!

Vitor Hugo Soares é jornalista, editor do site blog Bahia em Pauta.

E-mail: vitor_soares1@terra.com.br


Be Sociable, Share!

Comentários

Janio on 28 dezembro, 2013 at 11:48 #

Querido e afiadíssimo Vitor, a diferença principal é que Dilma, ao contrário do mestre Lula, não carrega isopor nas costas. Quanto aos perus, imagino-os em fila para o beija-mão, com algum gaiato assoviando, como a gente fazia lá em Glória quando queria matá-los de tanto grugulhar. Boas festas pra todos nós do Bahia em Pauta e que 2014 seja tão feliz quanto a coluna de July.


vitor on 28 dezembro, 2013 at 12:25 #

JANIO ( COM MAIÚSCULAS)

He he he Ho ho ho
É como se dizia na redação do jornal de dona Julu, no tempo em que eu trafegava por lá: “A gente ganha pouco, mas se diverte!”

Boas Festas para você, familia, e toda gente boa de Glória e Paulo Afonso, como dizia o saudoso Raimundo Reis na Rádio Sociedade, no programa Tribuna do Interior

.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • dezembro 2013
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031