nov
26

=============================================================

O laudo da junta de médicos da UnB (Universidade de Brasília) e do Hospital Universitário de Brasília sobre o deputado licenciado José Genoino, condenado no mensalão, aponta que ele não tem doença “cardiovascular grave”. “O portador de cardiopatia que não se caracteriza como grave, com base nas diretrizes pertinentes da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Assim sendo, o conceito de doença cardiovascular grave não se aplica ao presente caso em seu contexto clínico-cirúrgico de momento atual, que se apresenta sob impressão de expectativa favorável”, diz o documento.

O laudo assinado por cinco médicos embasará a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, sobre o pedido de prisão domiciliar do deputado, que deixou o hospital no fim de semana e está provisoriamente na casa de uma filha em Brasília. Os médicos dizem ainda que Genoino é portador “Hipertensão Arterial Sistêmica leve a moderada, controlada por meio de uso continuado de medicamento anti-hipertensivo, o qual deve ser mantido indefinidamente”.

Genoino foi condenado ao regime semiaberto, mas devido a problemas cardíacos passou mal e chegou a ser internado na semana passada após alguns dias na Penitenciária da Papuda. Desde que foi preso no mensalão na última sexta-feira (15), o petista, que se recupera de uma cirurgia cardíaca, teria passado mal em duas ocasiões, de acordo com relatos da defesa.

Há quatro meses, o petista passou por uma cirurgia cardíaca para correção de uma descamação da aorta. Ele ainda se submete a tratamento e toma medicação para se recuperar da intervenção cirúrgica.

Avaliação médica da Câmara

Além da avaliação de saúde feita a pedido da Justiça, Genoino também foi examinado por uma junta médica da Câmara dos Deputados sobre o pedido de aposentadoria por invalidez. A ida do grupo de profissionais à casa onde está hospedado Genoino ontem foi autorizada pelo próprio presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), apesar de não ter aval do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF).

Se parecer for favorável, Genoino terá direito a uma aposentadoria de R$ 26 mil por mês. Alves negou que a decisão causaria atrito com o Judiciário. “O Supremo mandou fazer a sua (avaliação) e esta Casa quer fazer a sua análise como Poder Legislativo”, justificou. “São coisas diferentes”.

Condenado a seis anos e 11 meses de prisão em regime semiaberto, Genoino foi o primeiro a se entregar à Polícia Federal, em São Paulo, na última sexta (15), depois que o Supremo Tribunal Federal (STF) expediu mandado de prisão contra ele e outros 11 condenados.


Colégio Helyos (privado), em Feira de Santana,
aposta vioriosa na qualidade

====================================================

Do UOL/FOLHA, em São Paulo

O Estado de Minas Gerais lidera o ranking nacional com seis instituições entre as 20 com as maiores médias do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2012 por escola. Para obter esse ordenamento, o UOL calculou a média das quatro provas objetivas do exame (linguagem, matemática, ciências humanas e da natureza). Dos seis estabelecimentos, cinco são particulares e um é federal.

Veja os 20 colégios do país com as melhores notas no Enem 2012
Escola Rede UF Total de alunos Alunos participantes Média geral*
COLEGIO BERNOULLI – UNIDADE LOURDES PRIVADA MG 252 234 722,15
COLEGIO ELITE VALE DO ACO PRIVADA MG 32 32 720,89
COL DE SAO BENTO PRIVADA RJ 76 76 712,79
COL DE APLICACAO DA UFV – COLUNI FEDERAL MG 158 155 706,22
VERTICE COLEGIO UNIDADE II PRIVADA SP 65 61 705,56
COLEGIO SANTO AGOSTINHO UNIDADE NOVA LIMA PRIVADA MG 45 45 695,88
COLEGIO HELYOS PRIVADA BA 32 31 695,55
COLEGIO MAGNUM AGOSTINIANO – NOVA FLORESTA PRIVADA MG 206 205 694,67
COLEGIO DE APLICACAO DO CE DA UFPE FEDERAL PE 50 50 692,42
COLEGIO ANGLO LEONARDO DA VINCI PRIVADA SP 15 15 692,07
COLEGIO SANTO AGOSTINHO – NL PRIVADA RJ 190 182 691,24
COLEGIO SANTO AGOSTINHO PRIVADA RJ 185 184 690,05
COLEGIO CRUZEIRO-CENTRO PRIVADA RJ 85 85 689,80
COLEGIO WR PRIVADA GO 299 290 689,43
COLEGIO IPIRANGA PRIVADA RJ 35 33 686,87
MOBILE COLEGIO PRIVADA SP 145 120 685,50
COLEGIO SANTA MARCELINA PRIVADA MG 55 52 684,76
ANGLO – LEONARDO DA VINCI COLEGIO PRIVADA SP 23 21 682,99
CEV COLEGIO UNIDADE JOCKEY PRIVADA PI 35 33 681,94
SANTA CRUZ COLEGIO PRIVADA SP 231 129 681,47

*O cálculo da média foi feito somando as notas das quatro provas objetivas e dividindo por quatro. A nota da redação não entra na soma, pois a correção não é feita com a TRI
Fonte: MEC/Inep

nov
26
Posted on 26-11-2013
Filed Under (Artigos) by vitor on 26-11-2013

==========================================

=========================================================

CRÔNICA

ESPANHA NO CORAÇÃO

Cida Torneros

Uma das conversas mais interessantes que travei em Espanha aconteceu em Barcelona, no almoço, no dia 7 de outubro de 2012. Tinha chegado àquela cidade catalã, pela segunda vez na vida. Ia ficar somente um dia e uma noite. Despedira-me , bem cedo, dos meus amigos Denise e Terry, na casa de quem passara 18 maravilhosos dias, em Sao Miguel de Salinas, Alicante. Foi na estação ferroviária antiga, por sugestão de Denise, que peguei o trem costeiro em direção à Barcelona. Uma viagem linda, inesquecível, beirando o mar, passando por Valencia, e por Chipiona.

Na viagem, que durou umas 4 horas e meia, meus pensamentos voaram, rememorando laços pessoais com a cultura espanhola. Sua comida, habitos, música, a influencia da avó galega, o período profissional em que editei um jornal dirigido aos imigrantes que vivem em várias cidades brasileiras. Perdi a conta de quantas vezes ouvi tauromaniacos torcerem contra os touros negros. Minha pena pelos animais, entretanto, nunca foi um empecilho para compreender uma febre cultural que os novos tempos se encarregariam de encerrar.

Na passada por Chipiona, meu coração se encheu de lamento, imagens recentes, de 2006, em que chorei muitas vezes, assistindo, desde a sala carioca da minha casa em Vila Isabel, a agonia, doença e falecimento da grande Maria del Rocio Jurado, a cantora que estava casada como o toureiro Ortega Cano, adorada pelo público, homenageada pelo povo, pranteada por nós, amantes do amor ao desafio da vida!

Orei por ela, sabia que seus restos mortais se encontram ali, segui a viagem me deliciando com a paisagem, precisava aproveitar meu último dia e a noite em Barcelona, onde iria dormir num hotel próximo ao aeroporto, de onde embarcaria rumo ao Brasil, bem cedinho.

Peguei um táxi, devia ser meio dia, fui direto ao bar Espanya, um tradicional pequeno restaurante, ponto de saída das vans que saem em horários pré estabelecidos para o hotel distante do centro da cidade.

Sentei para almoçar, pedi ao garçon que me servisse o prato do dia, degustei a delicia, comi um “dulce” e um cafezito, enquanto conversava com o senhor que era gentil.
Ele me disse que a condução chegaria somente às seis da tarde, que eu podia deixar a bagagem guardada ali e passear um pouco. Contei-lhe que dois anos antes, com duas amigas, estivera na cidade por uma semana e apreciara quase tudo.
Então ele me perguntou se eu visitara a antiga “plaza de touros” onde agora funciona um shopping. Eu respondi negativamente e aceitei a sugestão de ir a pé até o lugar onde por tantos anos milhares de pessoas viveram o glamour das touradas.

Foi entao que perguntei se ele gostava delas, ouvi uma resposta sincera de um homem maduro, nascido naquela cultura, que enfim, me emocionou.

Ele se declarou dividido. Falou que sua emoção desde menino o fazia torcer pelos toureiros, mas que sua razão, de homem consciente, o induzia a aceitar a proibição da prática medieval.

Bem, disfarcei meu derretido estado de saudosa criatura que ama o clima taurino também, mas que, como ele, entende que não se pode ter prazer com tortura de animais tão bravos, valentes, sacrificados.

Fui ao shopping, na ex praça de touradas, passeei, subi ao topo, fotografei, fiz compras numa loja oficial do Barça, time de futebol, imaginei como teriam sido as tardes festivas de corridas de touros, dezenas de anos atrás, por ali, onde a vida seguia em novo curso.

Ao voltar, parei para lanchar num bar de esquina, o ar catalão me impregnava de sonhos, pedi a alguém que me fotografasse, meu coraçãozinho inundou-se de saudade do canto de Rocio, ela tinha enfrentado o touro negro da morte, com galhardia, tendo ao lado o amor do seu toureiro.

Caminhei, refletindo que, agora, ela vive e canta o pasodoble encantando cada alma como a minha, apaixonada por histórias, dividida como a do velho garçon do Bar Espanya, ente a emoção intensa e a razão passageira, imprevisível e fascinante, como o amor, a dor e a vida.

Maria Aparecida Torneros, jornalista e escritora, mora no Rio de Janeiro, edita o Blog da Mulher Necessária, onde o texto foi originalmente publicado.

nov
26
Posted on 26-11-2013
Filed Under (Artigos) by vitor on 26-11-2013


===========================================================
Sid, hoje, da Bahia para o portal de humor A Charge Online


Fernanda Montrnegro no tapete vermelho do Emmy

====================================================

====================================================

DEU EM O GLOBO

RIO e NOVA YORK — A 41ª edição do Emmy Internacional, conhecido popularmente como o Oscar da TV, consagrou Fernanda Montenegro como melhor atriz por sua atuação na série “Doce de mãe”, exibida na TV Globo em dezembro de 2012. A emissora recebeu cinco indicações em quarto das nove categorias da premiação e ainda comemorou o troféu de “Lado a lado”, de João Ximenes Braga e Claudia Lage, que superou “Avenida Brasil”, de João Emanuel Carneiro, na categoria de melhor telenovela. A cerimônia começou às 23h (horário de Brasília), apresentada pelo comediante inglês John Oliver, que ganhou notoriedade nos Estados Unidos ao substituir Jon Stewart no programa de sátiras políticas “The Daily Show”, do Comedy Central.

— Esse é um momento muito especial na minha vida, na minha carreira —, disse Fernanda Montenegro, primeira brasileira a receber a láurea, com seu papel como Dona Picucha, uma viúva de 85 anos (um a mais que a atriz) que encara a vida com bom humor. — Estou muito emocionada e admito agora que fiquei nervosa. Não imaginava ganhar esse prêmio! Gostaria de agradecer à Globo, à Casa de Cinema de Porto Alegre, ao Jorge Furtado e a toda equipe. Nós trabalhamos com muito amor e muita entrega. Esse é um prêmio que pertence a todos que se entregaram a esse trabalho. Estou muito feliz!

Diretor de “Lado a Lado”, João Ximenes Braga falou ao GLOBO sobre a vitória.

— Quando começamos essa sinopse, tínhamos acabado de entrar na Globo. Fizemos uma novela cada como colaborador e queríamos mostrar serviço, não imaginamos que a novela ia ser produzida, ainda mais ter Patrícia Pillar, Lázaro Ramos… Estar aqui para a gente e um lucro tão grande que não sei nem definir.

Vale lembrar que desde que foi criada a categoria melhor telenovela pelo Emmy Internacional, em 2008, a TV Globo venceu quatro das seis edições com as produções “Caminho das Índias” (2009), “Laços de Sangue” (2011), “O Astro’ (2012) e agora “Lado a lado”.

Marcos Palmeira concorreu ainda ao prêmio de melhor ator por sua performance em “Mandrake” (HBO), mas perdeu a disputa para Sean Bean, de “Accused”, produção do Reino Unido. “O brado retumbante” (TV Globo), que concorreu a melhor série de drama, perdeu para a francesa “Les Revenants”.

Coube a Cauã Reymond o título de apresentador da categoria Programas Sem Roteiro Pré-Definido, ao lado da atriz americana manda Righetti, que participa da série de TV “The Mentalist”, da emissora americana CBS.

Para representar “Avenida Brasil” estiveram presentes na cerimônia João Emanuel Carneiro, Amora Mautner, Cauã Reymond e Ricardo Waddington, que também torce por “O Brado Retumbante” ao lado de Euclydes Marinho. Para prestigiar “Lado a Lado”, João Ximenes Braga, Claudia Lage, Vinicius Coimbra e Thiago Fragoso. Fernanda Montenegro que concorre por Melhor Atriz também compareceu ao evento. José Alvarenga e Fernanda Young foram até Nova York para celebrar a possível premiação de “Como aproveitar o fim do mundo”.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/

=============================================================

OPINIÃO POLÍTICA
Ouriço no PT da Bahia

Ivan de Carvalho

No sábado, o senador Walter Pinheiro, líder do PT no Senado, promoveu em Salvador um evento politicamente muito expressivo, com o objetivo evidente de demonstrar que ele e os adeptos petistas de sua candidatura a governador estão ativos e envolvidos na batalha que se trava dentro do partido pela escolha do nome que o representará nas eleições de 2014 na tentativa da legenda de conseguir para um filiado seu o terceiro mandato consecutivo de governador da Bahia.

No fim de semana anterior, outro aspirante petista ao governo, José Sérgio Gabrielli (ex-candidato a governador, ex-presidente da Petrobrás e atual secretário do Planejamento) teve seu próprio evento, com objetivo idêntico ao produzido no último sábado pelo senador Walter Pinheiro – afirmar a postulação, mostrar que está na batalha e dar a demonstração de força possível.

Gabrielli até foi um pouco mais longe que Pinheiro, ao tomar uma iniciativa que não dá para caracterizar como meramente burocrática, mas sim como ostensivamente política. Formalizou a pré-candidatura com uma carta entregue ao comando estadual do PT, comunicando que postula representar a legenda nas eleições para governador e pedindo que seu nome seja levado à avaliação do diretório estadual.

O outro aspirante petista confirmado ao governo é o secretário-chefe da Casa Civil do governo do Estado, deputado Rui Costa, mas ele – sob a sombra do governador, que neste caso tem parecido mais densa que a de Lula, estimulador político da candidatura de Gabrielli – vem preferindo atuar nos bastidores, aliás, com muito afinco.

O quarto aspirante era o duas vezes ex-prefeito de Camaçari, ex-coordenador geral da campanha eleitoral de Wagner para o governo e ex-presidente da UPB, Luiz Caetano, que fez todo o esforço possível para consolidar sua pretensão de disputar o governo baiano no ano que vem, mas profere, no momento, um discurso que dá todas as indicações de que foi convencido (imagino, não juro) pelo governador a mirar outro alvo.

Caetano está falando sem parar em consenso, em fórmula que leve à unidade e marcou, coincidentemente, para o dia 29 um evento em que anunciaria sua posição oficial e final. Está oficialmente previsto para o dia 30, pela direção do PT, o anúncio do nome que representará o partido (e o governo) nas eleições para a sucessão de Wagner. O que se diz e repete sem desmentidos até aqui é que, no dia 29, Caetano anuncia sua desistência (trocando a candidatura a governador pela candidatura a uma cadeira na Câmara federal) e seu apoio a Rui Costa. Isto, na véspera do evento do dia 30, supõe-se que para causar impacto. Uma suposição um pouco fajuta, não porque Caetano não seja uma liderança petista expressiva, que é, mas porque anunciar o que todo mundo já sabe não impacta coisa alguma.

Bem, voltando aos eventos e demais iniciativas de José Sérgio Gabrielli e Walter Pinheiro – das quais participaram petistas, mas também com direito à presença de lideranças governistas de outros partidos governistas – a firme impressão que fica é a de que, ainda que o partido reconheça no governador Jaques Wagner a condição de “condutor do processo” – que ele proclama abertamente e, na real, não se lhe pode negar, os petistas estão querendo mostrar que condutor é uma coisa e dono é outra.

Usando esta ou outra palavra equivalente, Wagner já disse isso mesmo, que é condutor, mas não é dono. Parece que este é o entendimento que alguns postulantes e tendências petistas querem transpor do mundo das ideias ao mundo real.

EM TEMPO 1 – Note-se a luta entre o PDT e o PP (outra forma de dizer é entre o presidente da Assembléia Legislativa, Marcelo Nilo e o presidente estadual do PP, Mário Negromonte) pela candidatura a vice-governador na chapa governista. Há cerca de mês e meio, o PDT e Marcelo Nilo (este é, oficialmente, candidato a governador, mas seu partido aceita outro lugar na chapa às eleições majoritárias) promoveram um importante evento numa churrascaria. Ontem, no Hotel Matiz, foi a vez do PP e Mário Negromonte fazerem a mesma coisa.

EM TEMPO II – A ministra baiana Eliana Calmon pediu sua aposentadoria no Superior Tribunal de Justiça a partir de 18 de dezembro. Compulsoriamente, só teria de sair no fim do ano que vem. A decisão consolida sua candidatura ao Senado pelo PSB da Bahia e, automaticamente, aumenta a distância entre este partido e o PT no Estado

======================================================

“Um clarin que rompe o vento
anunciando um touro negro, que dá medo ver

Viva o Pasodoble, que faz alegre a tragédia.Viva o Espanhol!”

BOM DIA!!!

(Vitor Hugo Soares)

  • Arquivos

  • novembro 2013
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    252627282930