Helder Porto: no comando da SBU-BA

=================================================

A representação médica da Bahia, uma das mais destacadas e atuantes no XXXIV Congresso da Sociedade Brasileira de Urologia, acontecido em Natal, capital do Rio Grande do Norte, tem muito a festejar no retorno do evento nacional, ocorrido entre 15 e 21/11.

Na capital potiguar foram empossados em cerimônia simbólica os presidentes das seccionais da SBU, para o biênio 2014/2015.

Entre eles, o Dr. Helder Coelho Porto, eleito recentemente novo presidente da seccional baiana da importante entidade de representação dos especialistas em urologia. Em Natal e no retorno a Salvador, ele fez questão de assinalar os pontos prioritário da gestão que pretende tocar, ao lado dos demais integrantes da sua diretoria, a partir de 1 de janeiro do próximo ano, quando toma posse efetivamente.

Em Natal, foram eleitos o presidente nacional da SBU, Archimedes Nardozza Jr e o vice, Wagner Porto para o biênio 2016 /2017 à frente da entidade representativa nacionalmentr dos urologistas .

Wagner e Helder Porto, além de irmãos, são dois dos mais conceituados médicos especialistas no campo cirúrgico da urologia na Bahia. Ambos anunciam metas de trabalho convergentes. A primeira delas, “trabalhar para facilitar o acesso da população (em especial a mais carente de recursos) aos serviços urológicos – exames e cirurgias – para homens e mulheres, utilizando de parcerias com serviços públicos, as clinicas e os hospitais que estão com espaços ociosos.

Ao mesmo tempo, “lutar em defesa de uma melhor e digna remuneração para os urologistas da Bahia e do País”. Bons ventos voltam a soprar na SBU.

EXPULSÃO

Vale registrar, também, entre os fatos do evento nacional dos urologistas, em Natal, que,por indicação unânime da comissão de ética da SBU, foi proposta a expulsão do ex-presidente da SBU, médico Modesto Jacobina, acatada pela assembléia geral com cerca de 90% dos votantes.

(Postada por Vitor Hugo Soares)

DEU NO UOL/FOLHA

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta sexta-feira (22) que o leilão de concessão dos aeroportos internacionais do Rio e Minas Gerais teve ágio “extraordinário” e que os pessimistas “terão mais um dia de amargura” com o sucesso do desfecho do leilão.

O leilão ocorreu na sede da Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo), nesta manhã, quando o governo federal arrecadou R$ 20,82 bilhões com o aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, e de Confins, em Minas Gerais.

A soma representa um ágio de 251% sobre os R$ 5,9 bilhões que totalizavam os lances mínimos exigidos no edital.

“Esse leilão mostra duas coisas: um enorme interesse de investidores internacionais em investir no país, e que o Brasil continua sendo uma das grandes oportunidades. Por isso, todos os pessimistas, os incrédulos, terão um dia de amargura, porque não deu errado. Vou repetir: não deu errado mais uma vez”, declarou Dilma durante cerimônia para anunciar recursos para obras de mobilidade urbana no Ceará.

Dilma ainda seguiu criticando e disse que “muitos torcem contra” o país. “Em Libras [campo do pré-sal] torceram, agora torceram, mas tenho certeza que as novas licitações não vão dar errado. Elas são importantes para o país, para dar estrutura para que todos nós, que transitamos pelo Brasil afora, teremos mais qualidade no transporte aeroportuário”, afirmou.

Ampliar

Veja os aeroportos que o governo federal já concedeu à iniciativa privada6 fotos
5 / 6
O Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro, leiloado em novembro de 2013, foi arrematado pelo consórcio Aeroportos do Futuro, formado pela Odebrecht e pela Changi, de Cingapura. O grupo, que assumirá o aeroporto em março de 2014, apresentou um lance de R$ 19 bilhões. A Changi administra o aeroporto de Cingapura, considerado o melhor do mundo. O prazo de concessão do Galeão é de 25 anos, com possibilidade de uma prorrogação de até cinco anos. O governo estima investimentos de R$ 5,7 bilhões no aeroporto Leia mais Daniel Marenco/Folhapress

A presidente também disse que uma das fórmulas do sucesso foi contar com empresas sólidas não só do país, mas também internacionais e disse que o resultado do leilão foi “extraordinário”.

“Procuramos construir uma combinação que é fundamental entre as grandes operadoras de aeroportos do mundo e as grandes empresas capazes de construir. Foi um ganho extraordinário de ágio. De um lado o Galeão, onde venceu um consórcio entre a Odebrecht e uma grande empresa chinesa. Do outro, Confins, que será administrado pela empresa CCR e os operadores do aeroporto e Munique e Zurich”, disse.
Os valores

O consórcio Aeroportos do Futuro, formado pela Odebrecht e pela Changi, de Cingapura, ganhou o leilão de concessão do Aeroporto Internacional do Galeão.

nov
22
Posted on 22-11-2013
Filed Under (Artigos) by vitor on 22-11-2013


======================================================
Paixão, hoje, para o diário Gazeta do Povo (PR)

=========================================================

DEU NA TRIBUNA DA BAHIA

Fernando Duarte

Em clima quente com a proximidade do prazo para definição do candidato petista ao governo em 2014, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva desembarca na Bahia para participar da inauguração da fábrica da cervejaria Itaipava, em Alagoinhas, logo mais às 15h.

O convite, feito pelo governador Jaques Wagner, atende ainda a um pedido de um dos pré-candidatos do PT, o secretário de Planejamento, José Sérgio Gabrielli, para que o padrinho ajude a convencer Wagner de que ele é o melhor candidato para sucedê-lo.

No contexto em que Gabrielli e seus correligionários/concorrentes Rui Costa e Walter Pinheiro buscam viabilizar os próprios nomes, a presença de Lula pode ser decisiva às vésperas da reunião do diretório estadual que pode sacramentar o nome do PT na disputa pelo Palácio de Ondina no próximo ano.

As conversas, entretanto, devem seguir em reservado, na busca por manter a coalizão de argumentos das lideranças petistas da Bahia.

Mesmo não havendo incêndio ou grandes tensões, conforme sinalizam dirigentes estaduais, o papel de arrefecer os ânimos e levar a uma decisão equânime caberá não apenas a Wagner, timoneiro no processo, mas também ao ex-presidente.

O retorno de Lula à Bahia acontece sem a presença da presidente Dilma Rousseff, que chegou a dar sinais de uma nova visita, porém foi descartada pelo Palácio do Planalto ainda na semana passada – circulam informações, no entanto, que Dilma pode vir ao estado antes do final de novembro.

Sem a participação da sucessora, os holofotes políticos serão compartilhados entre Lula e Wagner, provavelmente com poucas alusões aos pré-candidatos do PT.

A inauguração em Alagoinhas serve ainda como argumento para consolidação de um polo de bebidas na cidade, uma das bandeiras levantadas pelos aliados de Wagner.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva retorna à cidade após 13 anos, quando participou da campanha do então candidato a prefeito, hoje deputado Joseildo Ramos (PT), eleito ao final do pleito e derrotado ano passado por Paulo Cézar Simões (PDT), que participa da solenidade.

O primeiro brinde com cerveja Itaipava baiana, todavia, não deve agradar a todos.

Caso se confirme a desenvoltura de Lula como articulador político também na Bahia – sua condição foi testada no plano federal e na cidade de São Paulo – ou mesmo que ele não convença Wagner sobre a preferência por Gabrielli, os outros pré-candidatos podem ser vítimas da ressaca antes de chegar às urnas.

==============================================================

OPINIÃO POLÍTICA

Curas malditas

Ivan de Carvalho

Hoje não vou escrever sobre política. A palhaçada que está sendo feita para transformar em presos políticos os políticos presos no contexto do escândalo do Mensalão e, ainda mais, o absurdo de tentar na Câmara dos Deputados, contra a determinação STF, os condenados presos, sem direitos políticos, fazem a gente ficar quase sem ter o que dizer. A Câmara dos Deputados – sob influências corporativas e governistas em geral – intenta um golpe institucional com o STF como alvo direto e imediato e como alvo amplo e mediato a nação. É o que se pode dizer e já que o fizemos, vamos mudar de assunto, escrever de coisas sérias.

Conheço uma velhinha, pobre, humilde, sofrida, quase santa. Dona Lúcia. Quando ainda não era velhinha, teve Doença de Chagas. Exatamente. Ela teve – não tem mais – a incurável Doença de Chagas, provocada por um protozoário, o trypanosama cruzi, levado às pessoas pelo inseto conhecido como barbeiro, chamado nos antigos livros de escola primária do sertão nordestino de “barbeiro ou chupão”.

Uma doença tipicamente tropical identificada pelo cientista brasileiro Carlos Chagas. O inseto transmissor costuma ocultar-se em pequenos lugares escuros, a exemplo dos buracos de uma casa com paredes de taipa, sem reboco. A contribuição do programa Minha Casa, Minha Vida para nos libertar dessa doença ainda nada representa, na minha avaliação. E como é uma doença que não afeta o primeiro mundo, os laboratórios farmacêuticos não investiram em pesquisa (os governos do Brasil, como outros países afetados, fingiram que não era com eles), de modo que “não existe cura”.

No entanto, a agora velhinha, já com o efeito básico da doença em curso (ela faz inchar progressivamente o coração) ouviu ruídos da sabedoria popular, foi a Feira de Santana, visitou um cidadão que fazia uma “garrafada” para curar Doença de Chagas. Tomou a garrafada conforme as prescrições e até hoje, de quando em vez, faz um exame que mostra que ainda carrega a doença no sangue. Mas, conforme constatado, ela não causa mais dano algum a dona Lúcia nem ao seu coração. O homem que fazia a garrafada já morreu, mas não de doença de Chagas. E seu filho tem uma farmácia em Feira de Santana. Dona Lúcia não soube me dizer se ele faz a garrafada que o pai fazia – dona Lúcia não precisa mais dela.

Para não sair desses assuntos de doenças e curas, volto a um assunto de que já tratei antes neste espaço. A auto-hemoterapia. Consiste em retirar sangue – geralmente 10 ml – de uma veia e aplicá-lo imediatamente em um músculo adequado. Para a quantidade de sangue citada, seria o músculo glúteo. Sangue no músculo é reconhecido como “corpo estranho” e ouriça o sistema imunitário.

Esse tratamento é antigo e quando não existiam os antibióticos era um santo remédio contra infecções. Hoje pode servir na profilaxia das infecções hospitalares, reduzindo sua incidência a níveis talvez insignificantes (a bactéria de pega, seu sistema imunitário pega ela sem dar-lhe tempo a multiplicar-se) e para atuar em combinação com os antibióticos no combate a infecções instaladas. Um médico clínico do Rio de Janeiro, Luiz Moura, praticante da auto-hemoterapia, inclusive nele mesmo, cuidou de divulgá-la na Internet. A Secretaria de Saúde de Olinda, vendo o depoimento do médico em um DVD no Youtube, pegou o pião na unha: informou-se mais e criou um centro de auto-hemoterapia, que teve intensa demanda e êxito. Mas o mundo estava caindo sobre a antiga descoberta da medicina, hoje muito usada…na veterinária. Sorte dos bichos. A Anvisa (ah, como é desconfiável a Anvisa), emitiu uma “nota técnica” em 2007, dando conta de que não há “comprovação científica” da eficácia da auto-hemoterapia. Mas o governo do qual faz parte esqueceu-se de promover pesquisas que demonstrassem ou descartassem tal eficácia, empiricamente já provada.

O Conselho Federal de Medicina e o Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro abriram processos contra o Dr. Luís Moura. O Cremerj absolveu o médico (ele tinha provas materiais e testemunhais de muitas curas), mas o proibiu de fazer proselitismo, sob pena de ter cassado o direito de exercer a profissão. O CFM não julgou o caso, alegando-o prejudicado ante a absolvição fluminense (acho que o julgamento federal ia fazer muito barulho, tornar a auto-hemoterapia mais conhecida e debatida).

Finalmente, atendendo a interesses corporativos e à pressão de poderosos e óbvios lobbies, os conselhos federais de Medicina, Farmácia e Enfermagem proibiram, em 2011, seus integrantes de prescrever ou aplicar a auto-hemoterapia. Joaquim Barbosa, presidente do STF, que, afirma-se, se beneficiou dela na Alemanha, onde é um tratamento normal, talvez, se trocar o STF pela política, possa levantar essa bandeira

=================================================

BOM DIA!!!

DEU NO ESTADÃO

O deputado federal licenciado José Genoino (PT-SP) passará a noite no Instituto de Cardiologia do Distrito Federal. A permanência dele no hospital foi confirmada na noite desta quinta, 21, por meio de nota divulgada pela instituição. “O paciente vai permanecer em observação durante esta noite e será reavaliado amanhã pela manhã”, cita texto do Instituto de Cardiologia.

Um pouco mais cedo, boletim divulgado pelo hospital informava que Genoino deu entrada às 14 horas no serviço de emergência do Instituto de Cardiologia, acompanhado do juiz da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, Ademar Silva de Vasconcelos, e do médico do sistema prisional José Ricardo Fonseca.

De acordo com a nota do hospital, Genoino foi submetido a uma bateria de exames laboratoriais e de imagem, entre eles ecocardiograma e tomografia. Segundo informações extraoficiais, o deputado licenciado se deslocou para os exames, dentro do hospital, por meio de cadeira de rodas. Ele também se alimentou. Conforme determinação judicial, os resultados dos exames serão encaminhados ao presidente do STF, Joaquim Barbosa. Em julho, o parlamentar licenciado passou por uma cirurgia de dissecção da aorta e, desde então, sua condição de saúde está delicada.

Logo depois de Genoino dar entrada no hospital, a mulher dele e a filha chegaram ao local. Também fizeram visitas a ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci, e o deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP). O juiz Ademar de Vasconcelos passou parte da tarde também no Instituto de Cardiologia. De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, familiares do condenado conversaram com psicológo da instituição.

À tarde, Genoino permaneceu escoltado por quatro policiais, esquema de deve ser mantido durante a noite. Condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no processo do mensalão, Genoino estava preso no Complexo Penitenciário da Papuda desde o último final de semana, mas passou mal nesta quinta, com suspeita de ter sofrido um infarto, e foi transferido para o Instituto de Cardiologia. O trecho da Papuda ao hospital tem aproximadamente 30 quilômetros. A nota divulgada pelo Instituto de Cardiologia, entretanto, não faz referência ao problema que gerou mal-estar em Genoino.

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, deferiu parcialmente na tarde desta quinta, o pedido formulado pela defesa de José Genoino, garantindo, provisoriamente, tratamento médico domiciliar ou hospitalar ao ex-presidente do PT. “Defiro parcialmente o pedido formulado pela defesa do condenado José Genoíno Neto, para, provisoriamente, permitir-lhe o tratamento médico domiciliar ou hospitalar, até o pronunciamento conclusivo da Junta Médica indicada na decisão que proferi na data de hoje, 21 de novembro de 2013”, citou Barbosa em sua decisão.

  • Arquivos

  • novembro 2013
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    252627282930