—————————————————————-

DEU NO PORTAL A TARDE
Morreu nesta segunda-feira, 12, em Salvador, o maestro italiano radicado na Bahia, Piero Bastianelli. Pró-Reitor de Extensão da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Bastianelli tinha 78 anos e lutava há três contra um câncer na bexiga.

Natural de Pisa, na Itália, Piero Bastianelli foi diretor da Escola de Música por várias gestões e maestro da Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba) e da Orquestra Sinfônica da Ufba. O corpo do maestro será enterrado na quarta-feira, 13, no cemitério do Campo Santo, em Salvador.


“Hayan”:Cerca de 4,5 milhões de pessoas afetadas na zona central das Filipinas
Foto REUTERS/Edgar Su/DN

DEU NO DIÁRIO DE NOTÍCIAS, DE LISBOA

A ONU estimou nesta segunda-feira, 11, que cerca de 10 mil pessoas morreram só na cidade filipina de Tacloban, segunda uma responsável das Nações Unidas. Horas antes, a ONU havia adiantado que haveriam 10 mil mortos no país na sequência da passagem do violento tufão “Haiyan”, advertindo que o mundo deve “esperar pelo pior” em relação ao número final de vítimas.

“As autoridades locais estimam que perto de 10 mil pessoas morreram em apenas uma cidade”, disse a chefe das operações humanitárias da ONU, Valerie Amos, referindo-se a Tacloban.

John Ging, diretor de operações do gabinete de coordenação dos assuntos humanitários da ONU, precisou ainda que 660 mil pessoas foram obrigadas a sair das respetivas casas por causa das violentas condições meteorológicas.

O responsável indicou que a ONU vai lançar um apelo para angariar uma ajuda internacional significativa para as vítimas.

O tufão “Haiyan” devastou a zona central do arquipélago das Filipinas na sexta-feira, com ventos de mais de 250 quilómetros por hora e ondas de mais de cinco metros de altura.

Cerca de 4,5 milhões de pessoas terão sido afetadas na zona central das Filipinas, de acordo com os responsáveis governamentais.

nov
11
Posted on 11-11-2013
Filed Under (Artigos) by vitor on 11-11-2013

====================================================
BOA TARDE!!!

nov
11


NYT:é comum ver crianças com roupas esfarrapadas
usando droga no Pelourinho

=====================================================

DEU NO PORTAL TERRA

O jornal norte-americano The New York Times publicou uma reportagem na edição deste domingo, 10, falando do abandono, trânsito caótico e crescimento da violência em Salvador. Na matéria, o veículo chama a cidade de “capital brasileira dos homicídios”. “Salvador agora tem mais homicídios por ano do que qualquer outra metrópole brasileira, incluindo a megalópole São Paulo, que é quatro vezes maior”, diz o jornal

Para justifica o título, o New York Times cita alguns crimes que ganharam destaque na mídia soteropolitana, como o corpo de um traficante encontrado decapitado, uma turista adolescente que morreu vítima de bala perdida, um italiano que foi espancado em um hotel na Barra em 2010, além da morte dos irmãos Emanuel e Emanuelle Gomes Dias após uma briga de trânsito na Ondina.

O jornal faz ligação da morte dos irmãos com o estresse no trânsito de Salvador. O New York Times fala do aumento da frota de veículos na capital baiana e problemas de mobilidade urbana. O veículo norte-americano fala da demora na construção do metrô. O jornal fala que mesmo após 16 anos, o metrô ainda não está pronto e não deve ser finalizado para a Copa do Mundo.

O New York Times ouviu o prefeito ACM Neto (DEM), que atribuiu os problemas da cidade a gestão de João Henrique (PSL). Já o secretário de comunicação Robinson Almeida disse, ao jornal, que o aumento da prosperidade em Salvador piorou a violência na cidade, já que mais pessoas são capazes de pagar por drogas ilegais.

nov
11
Posted on 11-11-2013
Filed Under (Artigos) by vitor on 11-11-2013

DEU NO JORNAL PÚBLICO, DE LISBOA

A Petrobras, parceira da Galp na prospecção de petróleo em sete blocos de águas profundas em Peniche e no Alentejo, vai encerrar as atividades em Portugal, disse ao PÚBLICO fonte oficial da empresa.

“Após a avaliação dos resultados dos estudos de geologia e geofísica efetuados nas áreas das concessões que detém em Portugal, [a Petrobras] considera que o risco exploratório não justifica a continuidade de sua participação no projecto”, revelou fonte oficial da petrolífera brasileira em Portugal.

A mesma fonte adiantou que, “face à não existência de outros projectos que se enquadrem estrategicamente no Plano de Negócios e Gestão” definido pela empresa para o período 2013-2017, esta “tomou a decisão de encerrar as suas actividades no país, respeitando e cumprindo as suas obrigações formais com os seus colaboradores, bem como com o Estado português, sócios, fornecedores e demais partes interessadas”.

A Petrobras estava em Portugal desde 2007 e detinha, em parceria com a Galp, a concessão da exploração de sete blocos em águas profundas: quatro na bacia de Peniche (Camarão, Amêijoa, Mexilhão e Ostra) e três na bacia do Alentejo (Gamba, Santola e Lavagante), com uma participação de 50% em cada um deles.

A decisão de abandonar Portugal enquadra-se na estratégia assumida pela presidente da companhia, Graça Foster, de concentrar os investimentos no pré-sal brasileiro e desinvestir de operações não estratégicas no estrangeiro. Segundo o jornal O Estado de São Paulo, esta política poderá levar ao encerramento de 38 operações da Petrobras até 2015.

A exemplo de Portugal, Austrália, Irão, Nova Zelândia, Turquia e Líbia são operações que estarão também em processo de encerramento..

nov
11
Posted on 11-11-2013
Filed Under (Artigos) by vitor on 11-11-2013


—————————————————–
Bruno Aziz, hoje, no jornal A Tarde

=========================================
BOM DIA!!!

  • Arquivos

  • novembro 2013
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    252627282930