out
13
Postado em 13-10-2013
Arquivado em (Artigos) por vitor em 13-10-2013 00:57

Somente Eduardo Campos, governador de Pernambuco e aspirante a candidato à vaga de Dilma pelo PSB, tem de fato o que celebrar com a mais recente pesquisa de intenção de votos do Datafolha publicada neste domingo pelo jornal Folha de S. Paulo.

Qual a novidade de que Dilma se reelegeria, hoje, se enfrentasse Eduardo e Aécio? Ou de que a eleição iria para segundo turno se seus adversários fossem Marina Silva e José Serra?

Novidades:

1. Em todos os cenários, a intenção de voto em Eduardo triplicou depois do acordo firmado por ele com Marina;

2. Em um eventual segundo turno, quando informado de que Marina é a vice de Eduardo, o brasileiro elege Dilma por uma diferença de 7 a 9 pontos. Somente.

3. Eduardo transfere votos para Marina, que transfere votos para Eduardo.

4. Num segundo turno em que Marina fosse candidata a presidente, tendo Eduardo como vice, haveria empate técnico com a chapa Dilma-Michel Temer.

Foi o jornalista Fernando Rodrigues que publicou os dados acima em seu blog.

Eduardo é o menos conhecido dos candidatos. Logo, o que tem mais espaço para crescer.

Os anões darão mais trabalho para ser derrotados do que os apressados imaginam.

Anões é como foram chamados Marina, Eduardo e Aécio por João Santana, marqueteiro de Dilma e Lula.

===============================================
Em disputa com Aécio e Campos, Dilma seria reeleita no primeiro turno

Pesquisa Datafolha, realizada ontem, mostra ainda que a petista iria para o segundo turno com a escolha de Marina e Serra como cabeça de chapa

O Globo

Se disputasse a eleição presidencial de 2014 contra o senador Aécio Neves (PSDB) e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSDB), os mais prováveis candidatos de seus partidos, a presidente Dilma Rousseff (PT) seria reeleita já no primeiro turno, segundo pesquisa Datafolha realizada ontem e divulgada pelo jornal “Folha de S. Paulo”.

A petista teria 42% das intenções de voto; Aécio, 21%; Campos, 15%. Nesta mesma simulação, votos brancos, nulos ou nenhum totalizam 16%; já 7% dos entrevistados disseram que não sabem em quem votar. Em outros cenários simulados pelo Datafolha, quando são consideradas as candidaturas de Marina Silva pelo PSB, e José Serra (PSDB), a disputa iria para o segundo turno.

– O cenário que traz Dilma, Aécio e Campos é o único que permitiria terminar a eleição no primeiro turno. Os outros levam para o segundo turno. Mas temos de considerar que, antes da eleição, muita coisa vai acontecer. Este ano, diferente dos últimos, a eleição tem características de imprevisibilidade. Tivemos as manifestações ocorridas em junho, que mostraram que podem mudar o cenário caso voltem a acontecer. Tem a Copa do Mundo, que no ano que vem tem uma importância crucial. Se houver problemas mais sérios na organização, o governo federal deve sofrer consequências. Caso contrário, sai fortalecido – diz o sociólogo Mauro Paulino, diretor do Datafolha.

O instituto fez 2.517 entrevistas em 154 municípios. A margem de erro dos resultados é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. Como as simulações desta pesquisa são diferentes das apresentadas em levantamentos anteriores, não é possível comparar os resultados.

Be Sociable, Share!

Comentários

Rosane Santana on 13 outubro, 2013 at 7:53 #

Para quem na sexta-feira retrasada, chamou Marina nas entrelinhas de incompetente por não ter viabilizado a rede, messiânica, autoritária, conservadora e centralista, Noblat mudou muito.


Rosane Santana on 13 outubro, 2013 at 7:53 #

Para quem na sexta-feira retrasada, chamou Marina nas entrelinhas de incompetente por não ter viabilizado a rede, messiânica, autoritária, conservadora e centralista, Noblat mudou muito.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos