=====================================================

DEU NO UOL/FOLHA:

FÁBIO ZAMBELI
EDITOR-ADJUNTO DE PODER
NATUZA NERY
RANIER BRAGON
DE BRASÍLIA

A ex-senadora Marina Silva decidiu se filiar ao PSB e sair como candidata a vice na chapa do governador Eduardo Campos (PE). A decisão foi tomada após conversas iniciadas na noite de ontem e concluídas na manhã deste sábado (5).

Até então, Marina era, assim como Campos, virtual candidata à Presidência da República nas eleições de 2014.

Segundo a Folha apurou, Marina está discutindo com aliados a melhor maneira de explicar publicamente as razões pelas quais seria vice na chapa. Em 2010, ela concorreu à Presidência e foi o “fator surpresa” ao conseguir 19,6 milhões de votos e ficar em terceiro lugar.

Para ampliar a força do grupo contra a polarização PT-PSDB, o PPS está sendo chamado a integrar a coalizão. O partido foi uma das legendas que ofereceu abrigo a Marina após o veto da Justiça Eleitoral ao partido que ela tentou organizar, a Rede Sustentabilidade.

A união tem o objetivo de formar uma consistente terceira via na corrida ao Planalto, em contraposição à candidatura à reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) e à postulação do oposicionista Aécio Neves (PSDB).

Be Sociable, Share!

Comentários

Rosane Santana on 5 outubro, 2013 at 17:19 #

Chapa apoiada pot Lula.


Danilo on 6 outubro, 2013 at 5:58 #

verdade, Rosane. o Nove Dedos avançou uma casa e engoliu de uma só tacada duas torres e a rainha da oposição. e preparem-se pois Rosemary Noronha vai ser Ministra do Bem Estar Social ou presidenta da Casa da Moeda. é só ela escolher qual dos dois cargos…


Rosane Santana on 6 outubro, 2013 at 7:21 #

Pois e Danilo, que bom que você voltou a este espaço. Desconfio que essa euforia toda com a união Marina-Eduardo vai se desvanecer em pouco tempo. Continuo achando que o PT continuará no comando e ainda mais fortalecido. Mas torço para estar errada.


Rosane Santana on 6 outubro, 2013 at 7:25 #

Não confio nesse Neto de Arraes. Tem cara de alourado. Lembram-se do Escândalo dos Precatórios no governo do avô? Ele era o protagonista e e claro que a máquina de escândalos vai começar a levantar tudo isso. fizeram assim com a filha de Sarney, Roseana. e ela teve que sair do mapa.


Rosane Santana on 6 outubro, 2013 at 7:25 #

Cara de aloprado.


Rosane Santana on 6 outubro, 2013 at 7:49 #

Ao contrário do que muita gente pensa o fato de Dilma não estar envolvida em escândalos de corrupção conta muito a favor dela. A corrupção e o aspecto que mais afeta a imagem de um político, devastando imagens em todo o mundo. Os dados não são meus, mas de sociólogos como Manuel CASTELLS e Anthony GIDDENS. Patinhas sabe disso e, de certa forma, e em cima disso que trabalha quando diz que a Dilma vai voltar ao patamar de aceitação nas pesquisas que tinha antes das caminhadas de junho, cujo foco principal foi a corrupção. Marina perde muito se associando ao filho de Arraes, que não e flor que se cheire.


Rosane Santana on 6 outubro, 2013 at 7:53 #

Ora, ora, que oposição e essa que liga pra Lula pra comunicar sua chapa com Marina?


Rosane Santana on 6 outubro, 2013 at 8:36 #

Presidente do PPS, Roberto Freire
O PPS reagiu mal à decisão da senadora Marina Silva de formar uma frente de apoio à candidatura de Eduardo Campos num cenário com ela ingressando no PSB. Os dirigentes do partido, que participaram de reunião com Marina, não aceitaram um acordo nesse sentido. A reportagem apurou que o presidente do PPS, deputado Roberto Freire (PE), disse à Marina que a escolha de ir para o PSB será um “desastre” para ela e a aconselhou a ingressar no PPS, onde teria liberdade de tocar o projeto de apoiar Campos, mas de forma independente e não “amarrada”. A ex-senadora teria ponderado, no encontro, que ao optar pelo PSB daria uma resposta ao Palácio do Planalto e aos seus críticos de que seu projeto é sair candidata a qualquer custo. No PSB, ela demonstraria que não sairá candidata à Presidência e que seu projeto é político. No encontro, Marina citou, várias vezes, Madre Teresa de Calcutá – por seu trabalho missionário. Conforme integrantes do PPS, “o projeto dela com a legenda está inviabilizado”. Freire afirmou a Marina que esse gesto dela será aplaudido apenas no primeiro mês, mas depois será considerado um suicídio político.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos