=================================================

OPINIÃO POLÍTICA

Um núcleo consistente

Ivan de Carvalho

O deputado estadual socialista Pastor Sargento Isidório Santana, ante o ingresso do presidente do Grupo Gay da Bahia, Marcelo Cerqueira, no PSB, anunciou que está criando um grupo no partido, o NHPSB, a sigla já escolhida para o Núcleo de Héteros do PSB.

Isidório, que ontem recebeu a visita do presidente do GGB na obra de recuperação de viciados em droga que mantém, a Fundação Dr. Jesus, já proclamou e não se nega a repetir que é um ex-gay e contesta com firmeza um entendimento bastante difundido entre a população, de que não existem ex-gays.

Esse entendimento de parte da população se baseia na idéia de que “uma vez gay, sempre gay”, idéia que Marcelo Cerqueira – como fez ontem durante a visita à Fundação Dr. Jesus – e muitos outros gays fazem questão de reforçar. O deputado Pastor Sargento Isidório, no entanto, sustenta que ele é um exemplo vivo e disponível de que existem ex-gays e de que “Jesus vence todo pecado”, do que ele, no caso do abandono da prática homossexual e da passagem para a heterossexualidade, é prova.

Isidório, durante o encontro na fundação dirigida pelo deputado, numa cena mostrada pela TV Itapoan, chegou a oferecer sua filha, presente, em casamento ao presidente do GGB, por estar certo de que este, se quiser, se tornará hétero e, portanto, um ex-gay, mas Marcelo Cerqueira recusou a oferta com um “não degusto” e completou com a alegação de que já é “casado” com o professor Luiz Mott, ex-presidente do GGB, dizendo que os dois se amam, embora se hajam “separado na carne”, o que, segundo ele, não desfaz o casamento, que persiste.

Bem, o deputado pastor, ao anunciar a criação do Núcleo de Héteros do PSB, disse que o sentido desse núcleo é similar ao de organizações ou movimentos de preservação das baleias, das tartarugas marinhas e outros bichos. Ao contrário, segundo ele, as “bichas” estão aumentando muito de número e, do jeito que vai, breve se terá de organizar “passeatas hétero”.

Enquanto não chega este momento, parece haver muito a fazer pelo que ele qualificou, certamente com alguma ironia, mas talvez não muita, de “preservação da espécie” humana. Explicando melhor: se todo mundo acabar resolvendo ser lésbica ou gay, juntamente com os sexualmente héteros se extinguirá a espécie humana, que não mais se reproduzirá pela maneira natural. A preservação da espécie humana ficará pendurada nos bebês de proveta e na clonagem, nenhuma garantia havendo de que, seguindo por esse caminho, as coisas não venham a degringolar, pois não há como saber como o código genético reagiria a esse tipo de coisa, sendo ela continuada “para sempre”.

Junto a pessoas ligadas ao deputado Isidório Santana colhe-se a informação de que o Núcleo de Héteros do PSB não é uma idéia a ser verbalizada, um discurso destinado ao marketing. Isso vale agora, no lançamento, claro, mas a disposição é criar algo realmente consistente, um Núcleo de Héteros com regulamento (que, naturalmente, não infringiria estatuto e diretrizes do PSB), propósitos bem definidos e formais, direção constituída, uma sede, por mais modesta que seja, telefone fixo, e-mail. “Não faria qualquer sentido criar esse Núcleo de Héteros se as pessoas que tentarem interagir com o NH não o encontrarem”, disse uma dessas pessoas.

Hostilidade aos contrários, nem pensar. Isso já foi deixado bem claro pelo deputado em suas entrevistas, discursos e declarações. O NH do PSB passa a existir por haver surgido dentro do partido um grupo inverso, mas o objetivo do NH não é combater esse grupo, brigar com ele. O NH do PSB, insistem aquelas pessoas ligadas ao mandato do deputado, quer fazer o seu trabalho sem meter o bedelho na vida alheia.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos