Eliana Calmon: convite de cinco partidos

======================================

DEU NA TRIBUNA DA BAHIA, EDIÇÃO IMPRESSA QUE ESTÁ NAS BANCAS

LILIAN MACHADO

Envolvida em decisões judiciais, sustentadas na Constituição Federal, a ministra do Superior Tribunal da Justiça (STJ), Eliana Calmon, pode estar envolvida em novas atividades no próximo ano ao ingressar no cenário político, fincada em suas raízes baianas.

Em conversa exclusiva com a reportagem da Tribuna ontem (1/10), a magistrada afirmou que, apesar de estar sendo convidada a trocar o domicílio eleitoral para Brasília, caso entre na disputa de 2014 se candidatará pela Bahia.

Eliana Calmon informou que foi convidada oficialmente por cinco partidos (PPS, PDT, PSB, PSDB e DEM) e pela ex-senadora Marina Silva, que tenta obter na Justiça a criação do partido Rede Sustentabilidade.

A ministra ainda não decidiu em qual ninho partidário deve se abrigar, mas, por ser magistrada, seu prazo de definição será até abril do ano que vem. Mais pressa há, porém, na determinação do domicílio em que poderá postular algum cargo político. “Todos acham que seria muito mais fácil sair pelo Distrito Federal, mas eu não tenho identidade com o Distrito Federal. Sou baiana. Se saísse por aqui (Brasília) iria ficar parecendo oportunismo. Mais difícil ou menos eu me candidataria pela Bahia. Sou baiana e não vou fazer essa bobagem (de ser postulante pela capital federal)”, enfatizou.

Embora demonstre simpatia com a possibilidade de se lançar numa chapa majoritária, ela lembrou que ainda não se decidiu se vai entrar na corrida. “Continuo sendo namorada por todos, mas ainda não me decidi”, frisou.

Questionada sobre os possíveis destinos partidários, a ministra destacou: “O PT nunca me convidou, nem o PMDB. Apenas o presidente Waldir Raupp (PMDB) esteve comigo duas vezes e citou, mas não foi feito nenhum convite formal. O PPS, PDT, PSB, PSDB e DEM que apresentaram convite”.

DEM e o PSDB querem nomes de peso

De olho na retomada do poder Executivo baiano e no raio de bancadas mais fortes em 2014, o DEM e o PSDB avançam na perspectiva de filiações de peso, entre elas, a da ministra Eliana Calmon. nessa terça-feira (1/10), o presidente estadual do DEM, deputado Paulo Azi, confirmou que o dirigente nacional da sigla, senador Agripino Maia, tem conversado com a ministra. “Eu gostaria que ela viesse para o partido. Seria uma honra”, disse o líder democrata.

Sobre a chance de espaço na chapa majoritária oposicionista, Azi disse que não há conversas, porém, “logicamente, se ela entrar, seu nome será considerado nessas articulações”.

O deputado federal Antonio Imbassahy (PSDB) também revelou que lideranças já dialogaram com a magistrada, mas frisou que ela ainda tem prazo para escolher. “É um quadro da vida pública de excepcional qualidade e que qualquer agremiação partidária se sentiria honrada em poder contar com sua presença”, exaltou o tucano.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos