==================================================

DEU NO CORREIO DA BAHIA

Eudes Benício
eudes.benicio@redebahia.com.br

Dar o bote, cochilar e depois acordar para o golpe final. Assim foi o roteiro da goleada que o Vitória aplicou sobre o Atlético Paranaense na noite desse domingo (29), no estádio Durival de Britto. Depois de abrir três gols de vantagem no primeiro tempo, o Leão deixou os donos da casa empatarem na segunda etapa, mas na reta final da partida despertou e fez mais dois para fechar o 5 a 3 no placar. De quebra, o Rubro-negro baiano ainda tirou a invencibilidade que o Furacão mantinha dentro de casa.

Renato Cajá, Ayrton, com um em cada tempo, Dinei e William Henrique, que entrou na segunda etapa, marcaram os gols rubro-negros. Ederson, duas vezes e Roger fizeram para o Furacão na partida válida pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Os pontos valiosos fora de casa valeram mais um avanço rubro-negro na tabela de classificação. Agora com 34 pontos o Vitória subiu para a sétima colocação. O Atlético-PR perdeu a oportunidade de assumir a vice-liderança e acabou caindo para a quarta colocação com 41 pontos. O Campeonato segue com a 25ª rodada no meio da semana e na quarta-feira (2) o Leão recebe o Goiás no Barradão, a partir das 21h. O Atlético Paranaense também joga na quarta, só que mais cedo e às 19h30 visita o Grêmio, na Arena em Porto Alegre.

O jogo
Mal a bola rolou no gramado do Durival de Britto, o Leão não deu vida fácil para o Atlético Paranaense e começou apertando a marcação na saída de bola do Furacão. Dessa forma o Rubro-negro baiano acertou o caminho para neutralizar o rival e praticamente não deixava o time jogar. Com o Vitória mais concentrada na defesa o jogo passou por momentos sem muito ritmo e truncado, mas logo os visitante encontraram o espaço para sair no contra-ataque.

O Leão abriu o placar na marca dos 18 minutos. Depois que Juan cruzou da esquerda, Marquinhos pegou na área, chutou e Weverton deu rebote. Na sobra Renato Cajá pegou na pequena área e não perdoou. O Vitória manteve a postura depois do gol e, bem posicionado na defesa, não deixava o Furacão oferecer grande perigo para o goleiro Wilson. Mostrando personalidade e oportunismo, o Rubro-negro ampliou na primeira etapa com uma pintura assinada pelo lateral Ayrton, aos 29 minutos. Ele mandou o chute na cobrança de falta da intermediária e acertou em cheio, no ângulo.

Já com dois gols de desvantagem no placar, os donos da casa não conseguiam se encontrar na partida, e sem espaço para avançar não tinha por onde ensaiar uma reação. E antes do primeiro tempo acabar o Rubro-negro complicou ainda mais a situação do Atlético e fez o terceiro. Aos 43 minutos Dinei recebeu na esquerda da área, tirou da marcação, ajeitou e manda a bomba cruzada para fazer o dele.

O Vitória voltou mostrando que tinha planos de continuar dominando a partida na segunda etapa, e assustou logo no primeiro minuto. Marquinhos recebeu na entrada da área depois do lançamento de Dinei, invadiu, chutou forte e Weverton conseguiu segurar. O Atlético deu impressões que estava melhor acertado que no primeiro tempo e passou a encontrar algum espaço para oferecer algum perigo na área rubro-negra. Prova veio no lance de Roger, que lançou para a área e o baixinho Ederson conseguiu completar, certeiro, para o gol de Wilson e diminuiu a vantagem aos 12′.

O gol despertou a reação atleticana, os donos da casa apertaram a pressão e conseguiram encostar no placar com o segundo gol. Aos 17′, Ederson pegou sobra na ponta esquerda da área, chutou forte e rasteiro e marca o segundo dele na partida. O Vitória não se deu conta que o rival crescia cada vez mais da partida e não acordou do cochilo a tempo de evitar o empate, que chegou aos 24 minutos. Depois da cobrança de escanteio, Roger escapou da marcação, pegou de cabeça e empata a partida.

O Atlético não diminui a pressão depois de conseguir igualar a contagem e deu trabalho à defesa do Leão, que tentava segurar e evitar a virada. Quando conseguiu respirar o Leão encontrou forças para se colocar novamente na frente do placar. Aos 37′ William Henrique recebeu de Marquinhos, arrancou sozinho e manda o chute da entrada da área para fazer o quarto do Vitória. O arremate final da goleada ficou por conta de Ayrton, que pegou de primeira no lançamento de William Henrique e fuzilou, aos 41′.

Atlético-PR 3 x 5 Vitória – 24ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 29/9/2013, 18h30
Local: estádio Durival de Britto, Curitiba
Árbitro: Paulo H. Godoy Bezerra (SC)
Assistentes: Marcio Eustáquio S. Santiago (Fifa-MG) e Nadine Schramm (SC)

Atlético-PR: Weverton; Jonas (Roger), Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho (Zezinho); Deivid, João Paulo, Paulo Baier e Everton, Marcelo e Ederson. Técnico: Vágner Mancini.

Vitória: Wilson; Ayrton, Victor Ramos, Kadu e Juan; Elizeu, Escudero, Luiz Gustavo (William Henrique) e Renato Cajá (Alemão); Dinei e Marquinhos. Técnico: Ney Franco.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2013
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30