set
27
Postado em 27-09-2013
Arquivado em (Artigos) por vitor em 27-09-2013 11:19

=========================================================Ela pregou
==================================================

ARTIGO

ELA X ELE NA ONU

Maria Aparecida Torneros

Ela pregou a paz e a discussão pela diplomacia para o mundo conturbado do século XXI. Ele ratificou o uso da intervenção militar quando houver impasses de violência por parte de terroristas ou governos que utilizam armas químicas, por exemplo.
Ela e ele apresentaram nos seus discursos de abertura, na sede da ONU, em Nova York, neste setembro de 2013, visões estabelecidas nas historias de seus povos, e nas suas próprias historias pessoais. Ambos são filhos de imigrantes, por parte de herança paterna, trazendo no sangue o sonho de homens que sairam de suas nações, Bulgária e Quênia, deixando Europa e Africa para empreender nas Américas onde seus filhos, com mulheres nativas, resgataram papéis de importância social e democrática alcançando a chefia do poder executivo. Ela, pioneira do genero feminino no comando do Brasil. Ele, primeiro presidente americano de origem negra.

Não bastassem suas semelhantes trajetórias de arrojados caminhos, suas personalidades indicam gênios fortes no que diz respeito à defesa de seus pares e convicções, como demonstraram nas suas falas diante dos delegados de mais de 180 paises que compoem a Organização das Nações Unidas. Ela, signatária da crença nos ideais propostos no pós segunda grande guerra, quando a entidade foi criada com a finalidade de mediar os conflitos entre povos e aparar arestas impedindo as explosões de intenso belicismo e massacres evitáveis.

Ele, legítimo representante de um pais economicamente dominador, belicamente equipado para atacar e defender, em permanente postura de guardião da guerra justificada ou arrogante disseminador da imagem de protetor do mundo, resguardadas as proporções do papel americano na defesa das liberdades.
Ela é a cara franca das nações emergentes, ciosas em reclamar da espionagem cibernética e da soberania dos seus cidadãos. Ele é o rosto expressivo do poder instalado que anuncia responsabilidade em proteger enquanto conclama aliados aos seus propósitos de equilibrar o poder entre o grupo dos 20 que já o detém e as novas economias que ascendem ao patamar que os credenciaria para opinar com peso nas mesas que negociam destinos da humanidade.

Ela foi enfática, quando declarou que a espionagem fere cidadania e direito internacional. Ele enfatizou que o papel dos EUA é banir as armas químicas na Siria.
Em comum, ambos defenderam ideais e economias, por ângulos e gêneros opostos, de quem se apresentou trajando saias ou calças, usando palavras de ordem ou postando jargões que pululam dentre uma humanidade desigual, socialmente envolvida nas lutas por dignidade e sobrevivência, um mundo de refugiados em campos ou em aglomerados urbanos, invadidos por uma tecnologia asfixiante, à mercê de comandantes que decidem suas sobrevidas, seu mercado de trabalho, o destino de suas famílias, etc, etc.

Ela e ele, Dilma e Obama, discursaram para mundos diversos, ainda que se pretenda interpolar suas falas, há que considerar que a palavra soa forte no peito do oprimido ou pode parecer fraca no entender do poderoso. Questão de semântica, ou melhor, de repertório vivencial. Por causa disso, a ONU existe, e as Nações, Unidas, são um sonho de paz e um esforço para conter a guerra.

Dilma e Obama, protagonistas do roteiro quase hollywoodiano, um espião que saiu do Havaí e uma dama de ferro que veio dos trópicos.

Cida Torneros, Jornalista e escritora, mora no Rio de Janeiro. Edita o Blog da Mulher Necessária, onde o texto foi publicado ori

Be Sociable, Share!

Comentários

Cida Torneros on 27 setembro, 2013 at 14:52 #

Um mundo sustentável e em paz, desejo a todos! Abraços da Cida Torneros


regina on 27 setembro, 2013 at 16:07 #

Muito bom seu artigo, Cida. As diferenças e as semelhanças ficam por cargo dos fatos atuais, espionágem cibernética indiscriminada x descrebilidade doméstica, ambos cargos levam à desconfiança!!!


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2013
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30