Ricardo Bittencourt, o Creonte da releitura
de Aninha Franco, de helicópterono Pelô

==================================================


Elogiado por intelectuais e pelo público que lotou o Anexo do XVIII, na quarta-feira, 25, a leitura dramática de Antígona, de Aninha Franco, continua repercutindo. E muito, pela cidade da Bahia inteira.

Em sua releitura do clássico de Sófocles, a dramaturga baiana faz críticas contundentes contra a tirania e o poder contextualizadas em fatos da história, como fascismo, nazismo e ditaduras latino-americanas, até os dias atuais no Brasil e na Bahia.

Enquanto o governador Jaques Wagner participava, não se sabe exatamente para quê, da Assembleia Geral da ONU, nos Estados Unidos, o helicóptero de Creonte, interpretado pelo ator Ricardo Bittencourt, pousava no palco do Anexo do Theatro XVIII, através de bem encaixados efeitos sonoros.

O público entendeu a mensagem da dramaturga e aplaudiu demoradamente o espetáculo.

Nesta sexta-feira tem mais. Vale a pena conferir.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2013
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30