=====================================================
Merkel:vitória eleitoral esmagadora

======================================================

DEU NO PORTAL EUROPEU STF

Angela Merkel considerou que obteve um super resultado depois de o seu partido, o CDU ter garantido 42 por cento nas eleições legislativas deste domingo, 22, na Alemanha. SPD e FDP já admitiram os seus maus resultados.

O resultado de hoje foi a maior votação do partido de Merkel desde a reunificação do país.

Em declarações à agência Bloomberg, Angela Merkel que não quis falar em eventuais coligações, prometeu ainda fazer tudo para dar quatro bons anos à Alemanha.

Antes, o SPD, o maior partido da oposição, tinha admitido a derrota nestas eleições, ao considerado que seria Merkel a escolher que partido iria escolher para a coligação governamental.

Já os liberais do FPD tinham considerado que o seu resultado era o pior de todos os tempos e que, apesar de ainda não existirem resultados finais, o fracasso era evidente, uma vez que o partido não deverá chegar aos cinco por cento e por isso não entrará no parlamento.

http://youtu.be/KK0jeeqnpZA

==========================================================
Pois é, grande Vítor, Os Cariocas, para saudar a chegada da Primavera !

BOA TARDE DE DOMINGO!!!

(Gilson Nogueira)

DEU NO PORTAL EUROPEU TSF

As forças especiais israelitas entraram hoje no centro comercial de Nairobi que foi assaltado por um comando islâmico para resgatar os reféns e os feridos.

«Os israelitas entraram para resgatar os reféns e os feridos», disse uma fonte citada pela France Presse que preferiu manter o anonimato.

Já o porta-voz do ministro dos Negócios Estrangeiros, Paul Hirschson, recusou-se a confirmar ou negar esta informação.

«Nós não fazemos qualquer comentário de qualquer tipo sobre a cooperação com forças de segurança», disse o responsável à France Presse.

A confirmar-se, a intervenção acontece 26 horas depois de um ataque ao centro comercial Westgate, situado em Nairobi, capital do Quénia, que foi reivindicado pelo grupo radical islâmico da Somália Al-Shabab.

Segundo um novo balanço realizado hoje pelo ministro do Interior do Quénia, até ao momento contam-se 59 mortos e 200 feridos, existindo entre 10 e 15 atacantes no interior do centro comercial, que é frequentado habitualmente por estrangeiros e quenianos ricos.

==========================================================

DEU NO PORTAL EUROPEU TSF

O governo queniano disse hoje desconhecer o número exato de reféns retidos no centro comercial em Nairobi, atacado pelo grupo radical islâmico da Somália. O número de mortos subiu para 59.

«O número de reféns é ainda desconhecido, mas eles estão espalhados em vários locais. Nenhuma comunicação com o centro comercial foi efetuada até agora», refere um post do Centro de Operações de Desastres Nacionais do governo, na sua conta do Twitter.

O secretário de Estado das Comunidades desconhece se há portugueses entre as vítimas do ataque que este sábado fez 59 mortos e 175 feridos.

Entretanto, dois militares ficaram hoje feridos no tiroteio violento junto ao centro comercial de Nairobi, que foi tomado de assalto pela milícia fundamentalista islâmica Al Shabab, que provocou, pelo menos, 59 mortos e 200 feridos.

Os assaltantes terão feito reféns e o espaço está cercado por militares quenianos, com vários tanques, refere a agência AFP.

Desde outubro de 2011, quando o exército do Quénia entrou na Somália como resposta a uma onda de sequestros alegadamente perpetrados pela Al Shabab no seu território, os radicais islâmicos ameaçaram o Quénia de represálias.

Desde então registam-se dezenas de ataques nas zonas de fronteira com a Somália, na cidade portuária de Mombasa, e mesmo em Nairobi que já provocaram mais de uma centena de vítimas.

Cerca de meia dezena de veículos militares foram estacionados junto ao centro comercial de Nairobi assaltado sábado pela milícia fundamentalista islâmica da Somália.

O Centro de Operações de Desastres Nacionais (NDOCK na sigla inglesa) revelou, através da sua conta no Twitter, que um «número indeterminado de reféns» continua no interior do edifício que está cercado pelas Forças de Segurança do Quénia desde o início do ataque.

«O número de reféns continua a ser desconhecido (…) estão em várias zonas do prédio», assegurou o NDOCK, acrescentando que «os rebeldes estão confinados apenas a uma zona, mas há reféns nas imediações que não conseguem chegar às saídas».

Às 04:00 (hora de Lisboa), acrescenta o centro, o exército e as forças especiais controlavam o primeiro e segundo andares do centro, mas parte do rés-do-chão e o último piso não estavam seguros.
Artigo Parcial

set
22
Posted on 22-09-2013
Filed Under (Artigos) by vitor on 22-09-2013


================================================================
Paixão, hoje, na Gazeta do Povo (PR)

Esta linda e singela canção de amor pelo Rio de Janeiro e pelo Brasil, composta e interpretada pelo grande Trenet, vai para Maria do Socorro Melo da Fonseca.

Aniversariante deste 22 de setembro que marca o início de uma nova Primavera no hemisfério sul, ela é a “Help” querida de todos nós que pensamos e fazemos o BP. Para dizer a verdade, Socorro é parte inseparável “da turma do Bahia em Pauta”. Com muito prazer e orgulho para todos nós.

Que as flores, os sorrisos e as bençãos da nova estação que começa recaiam sobre ela nesta dada. E sempre.

(Vitor Hugo e Margarida)

set
22
Posted on 22-09-2013
Filed Under (Artigos) by vitor on 22-09-2013

http://youtu.be/IKDfU_dOVls

===============================================

=====================================================

CRÔNICA/PARTIDAS

SEGUIR É PRECISO!

Maria Aparecida Torneros

Muitas vezes, em manhãs de sextas-feiras, comumente, costumo pensar que as mulheres, ao mesmo tempo, sentem-se cansadas da lida semanal, mas, reinventam-se para os finais de semana. De todas as idades, cores, feições, estaturas, crenças, ideologias, lugares, confins, cidades e campos, profissões, na paz e nas guerras, sozinhas ou acompanhadas, vorazes ou tímidas, acomodadas ou audazes, com dores nas almas ou nos corpos, um exército delas segue em frente, decididas marcham, e as que continuam, representam tantas que tombaram, ao longo do caminho, pois, as renovadas forças nos empurram, num vento forte, dizendo que seguir é preciso!

Perdi, nos últimos tempos, mulheres de fibra, companheiras de vida e de luta, pessoas que me serviram e servem de referencia importante. Delas, vou vivendo de saudades e exemplos, enquanto me reorganizo, fisica e emocionalmente, para honrar-lhes a memória.

Uma lufada de partidas, e elas foram deixando a vida sem que eu pudesse me despedir como gostaria, mas, no fundo, sei que eu não gostaria nada de vivenciar tais despedidas. Reconheço que deixar-se abandonar por suas presenças nada representa já que suas lembranças são, na realidade, um fato dentro de mim, em escala constante.

Aprendi a rezar por elas, com gratidão, experimentando o mérito de te-las tido em meu convívio, por muitas e inesquecíveis ocasiões. Tia Maria, a meiga. Zelinda Lorosa, a que compartilhava comigo sua filha Lilia. Thereza Cristina, aquela que me fez votar na monarquia no plebiscito, cujas historias de exilio chileno e europeu povoaram conversas e campanhas politicas. Dalva Oliveira Sarmento, a quem fui visitar no Hospital das Clínicas para dizer um sofrido adeus, depois de trocas políticas, humanas, emocionais, que incluíram sua vinda ao Rio para assistirmos juntas ao desfile das campeãs do carnaval 2006. Tia Vera Augusta, a dona do armarinho em Xerem, que ligou para mamãe dias antes da partida. Há quase um mês, lá se foi a amiga irmã, Antonieta Santos, a quem rendo graças pelo extremo carinho, e lamento as vezes em que combinei visitá-la mais vezes e não consegui. Mas, viajamos muito, juntas, nos divertimos, dividimos nossas alegrias em Buenos Aires e Salvador, estivemos próximas em muitos trabalhos, escrevendo, produzindo e sonhando.

Néa, a jovem diarista, mãe de duas meninas, esta partiu e eu só soube meses depois, com o aperto no peito, rememorando sua graça de buscar alegria na vida dificil. Por email, veio a notícia de que a amiga dos tempos de ginasio, a Edleuza, também se foi.
D.Nea, mãe das amigas Denise e Lucia, partiu em 2012, deixando a marca da guerreira que amava a vida.

Sabemos que as perdas são parte das nossas vidas, mas dessas mulheres , tenho muito mais que saudades, sinto que há em todas, um ponto em comum.
Um detalhe que as une durante a passagem na vida na Terra.

Sua força, a força com que viveram para legar exemplo e brio aos descendentes, amigos, admiradores do seu talento de viver e coragem de partir.

Onde as mulheres buscam forças, eu me pergunto sempre. Mil respostas me sobem à cabeça. Desde a fé até ao destino. Entretanto, um consolo me responde, internamente, sei que há em cada uma que se foi, assim como haverá sempre em cada ser feminino que vive ou ainda nascerá, um ingrediente basico e definitivo.
Amor. Sim. Amor, maior que qualquer dificuldade, vi cada uma delas, sem exceção, enfrentar com amor, todos os momentos de suas vidas, e, por amor, viveram todas. Feliz sou eu, que mesmo sofrendo com suas idas, posso sentir que sua capacidade de amar, está viva. É sua força, aliás, é a razão de viver de todas nós. Mulher e amor, palavras tão sinônimas quanto definitivas!

Cida Torneros é jornalista e escritora, mora no Rio de Janeiro, edita o Blog da Mulher Necessária, onde o texto foi publicado originalmente.

  • Arquivos

  • setembro 2013
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30