Nelson Barros Neto: jovem craque da reportagem
assume comando da comunicação do Bahia

===============================================

DEU NO PORTAL A TARDE

Depois de anunciar três novos diretores na equipe de gestão, a nova presidência do Bahia definiu nesta segunda-feira, 16, o novo gerente de comunicação: trata-se do jornalista baiano e torcedor apaixonado pelo tricolor, Nelson Barros Neto, de 28 anos.

Os dois jornalistas que fazem parte da assessoria de comunicação atual – Jayme Brandão e Vítor Tamar – vão permanecer no clube e a chegada do novo gerente visa fortalecer a parte institucional e administrativa do tricolor, assim como o marketing e a ligação direta entre a torcida e a diretoria.

De acordo com o novo membro da equipe, que vai gerir o Esquadrão até o final de 2014, seu projeto para a nova empreitada é de total transparência e interação com a torcida.

“Nosso projeto é a transparência total com a torcida do Bahia. Tudo que será feito será baseado na transparência. O clube passa por um momento de dificuldade financeira, mas aos poucos vamos fazer o que é possível e estamos traçando outros projetos maiores”, declarou o novo gerente.

Segundo Barros, a relação com a imprensa será a mesma e fez questão de destacar que haverá também respeito à torcida. E já antecipou que, como nova posição do clube, será vetado o financiamento de passagens para radialistas e torcedores.

“Teremos uma relação de total respeito com a imprensa, com a torcida e com todo mundo. O diretor financeiro (Reuber Celestino) disse que a prática antiga de financiar passagens de torcedores e equipes de rádio, desde já informo que não vai mais haver”.

Nelson Barros Neto é formado em jornalismo pela Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia. Antes de ser nomeado como gerente de comunicação do tricolor, ele havia trabalhado no Jornal A TARDE (entre 2007 e 2010), na Rede Record e atualmente atuava no Jornal Folha de S. Paulo.


Socorro aos feridos no ataque em Washington
Ultimo segundo-IG

=============================================

DEU NO IG

Um ataque a tiros em um prédio da Marinha dos EUA em Washington deixou ao menos 12 mortos, informou a chefe de polícia local Cathy Lanier. Segundo Cathy, um dos atiradores morreu e outros dois “potenciais” suspeitos vestidos com roupas em estilo militar ainda não foram localizados. Outras quatro pessoas ficaram feridas, três delas em estado grave, incluindo um policial.

“Nossa maior preocupação agora é que temos outros potenciais atiradores ainda não localizados”, disse Cathy. Não ficou imediatamente claro se o número de mortos inclui o atirador.

O presidente dos EUA, Barack Obama, está sendo informado constantemente sobre os desdobramentos do caso por seus assessores, segundo a Casa Branca. Em pronunciamento, ele afirmou que os autores desse “ato covarde” seriam responsabilizados por tirar as vidas de “americanos patriotas”.

Dezenas de veículos da polícia e de equipes de socorro cercam o complexo do Comando de Sistemas Navais ao sul de Washington, localizado a menos de dois quilômetros do Capitólio e a cinco quilômetros da Casa Branca. A polícia pede que ninguém se aproxime do local enquanto as buscas pelos suspeitos continuam.

Autoridades ouvidas pela AP identificaram o atirador morto como um empregado da Marinha cujo status dentro da corporação mudou no início do ano. Enquanto essa evidência possa sugerir que o ataque foi motivado por questões de trabalho, autoridades não descartam outras possíveis causas, incluindo terrorismo.

Testemunhas descreveram um atirador disparando em uma cafeteria em um andar superior do prédio e um atirador disparando contra as pessoas em um corredor de outro andar. Não estava claro se as testemunhas descreviam o mesmo atirador.

Todd Brundidge, uma testemunha do incidente, disse à CNN que ficou cara a cara com um dos atiradores enquanto tentava fugir do prédio. “Ele apontou uma arma para nós e disparou pelo menos dois ou três tiros. Nós corremos pelas escadas para fugir do prédio e depois que a gente saiu ainda ouvimos tiros no prédio.”

Segundo Brundidge, o atirador estava vestido de azul. Terrie Durham, outra testemunha, acrescentou: “Ele mirou no alto e errou. Ele não falava nada. Assim que eu percebi que ele estava atirando, apenas dissemos: ‘Saia do prédio’.”

Rick Mason disse que um atirador disparou em um corredor do quarto andar, do lado de fora do sua sala. Ele disse que o atirador estava mirando para baixo, para as pessoas que estavam na cafeteria do prédio. Mason disse que ele podia ouvir os tiros, mas não conseguiu ver o atirador. Mason disse que há muitas medidas de segurança até chegar ao andar de seu escritório. “(Isso) me faz pensar que deve ter sido alguém que trabalha aqui”, disse.

Patricia Ward disse que ela estava na cafeteria. “Foram três tiros diretos – pop, pop, pop. Três segundos depois, foi pop, pop, pop, pop, pop, então foi um total de sete tiros, e nós começamos a correr.”

Nesta segunda-feira, a Marinha dos EUA informou que tiros foram disparados por volta das 8h20 do horário local (9h20 em Brasília) e que cerca de 3 mil funcionários trabalhavam no prédio do Comando de Sistemas Navais no momento do incidente.

Helicópteros sobrevoaram a sede e alguns chegaram a aterrissar no teto do prédio. O Gabinete Federal de Aviação disse que chegou a suspender por um breve momento as partidas do Aeroporto Nacional Reagar. Seis escolas públicas foram fechadas por precaução e o Senado suspendeu a sessão desta segunda em razão do incidente.

Um comunicado do Pentágono informou que a segurança foi reforçada e acrescentou: “Secretário ( Chuck ) Hagel está seguindo de perto a situação e garantiu que a Marinha fornecerá quaisquer capacidades ou fontes necessárias para ajudar a comunidade da Marinha de Washington superar esse evento.”

O Comando de Sistemas Navais é o maior dos cinco sistemas e recebe 25% de todo o orçamento da Marinha dos EUA. O comando contrói, compra e mantém os navios e submarinos da Marinha, além de seus sistemas de combate.

A primeira de 15 audiências de mediação que o Ministério Público do Trabalho (MPT) na Bahia fará para buscar uma solução para o impasse entre trabalhadores de empresas que prestam serviços à Secretaria da Educação do Estado (SEC) resultou em acordo que vai permitir o pagamento dos salários atrasados.

O encontro aconteceu na manhã desta segunda-feira (16) na sede do órgão, no bairro da Vitória, com representantes do governo, da empresa e dos trabalhadores. Com 752 funcionários atendendo os contratos com a SEC, a Líder Recursos Humanos vai abrir uma conta corrente vinculada para receber do governo baiano R$1,099 milhão, que serão integralmente usados para o pagamento das folhas de julho e agosto e para alguns outros pagamentos de colaboradores que estavam em atraso.

A lista de funcionários e os valores que caberão a cada um será enviada ainda na tarde desta segunda-feira para o Sindicato dos Trabalhadores de Limpeza do Estado da Bahia (Sindilimp). A entidade vai conferir cada valor e, se tudo estiver correto, dará o aval para que seja feito o pagamento, em até 48 horas. A empresa também se comprometeu a comprovar, junto ao governo, a abertura de uma conta vinculada no Banco do Brasil que receberá o valor correspondente às verbas trabalhistas e só poderá ser usada para esses pagamentos. Essa é a garantia de que o dinheiro, que está retido, segundo o estado, por não comprovação de obrigações previstas em contrato, será usado exclusivamente para pagamento de funcionários. O acordo desta segunda-feira foi mediado pela procurador Carlene Guimarães.

A segunda das 15 empresas que estão com problemas de recebimento de faturas junto ao estado e que, por isso, atrasaram as folhas salariais terá audiência de mediação na sede do MPT nessa terça-feira (17), às 14h. Para o procurador-chefe do MPT na Bahia, Pacífico Rocha, cabe agora ao Sindilimp encaminhar ao MPT os pedidos de mediação para os impasses com as outras 13 empresas. “Estamos prontos para buscar o mais rapidamente possível, uma solução para esse problema, que está afentando não só os cerca de 15 mil funcionários dessas terceirizadas, mas também milhares de alunos da rede estadual, muitos deles sem aulas por causa da paralisação dos terceirizados em algumas unidades”, declarou.

Segundo informações do governo do estado, há 81 contratos com 15 empresas, envolvendo cerca de 15 mil empregados terceirizados. As faturas mensais desses contratos totalizam R$21 milhões, mas há empresas com mais de uma fatura em atraso. O estado alega que os contratos preveem condições para que os pagamentos sejam feitos e, sem a comprovação do atendimento desses condicionantes, não é possível pagar as faturas. O MPT aproveita este momento para propor ao governo baiano que adote normas semelhantes às adotadas pela União e pelo Judiciário Federal no sentido de prevê em editais e contratos a retenção de partes das dos valores para a garantia de direitos trabalhistas, o que evitaria muitos dos problemas ocorridos diariamente entre terceirizadas e seus empregados ao fim de cada contrato.

(Com informações do MPT_BA)


Kaká:De Madri a Milão, o drama continua

===================================================

DEU EM O GLOBO

RIO – O Milan confirmou nesta segunda-feira que o meia Kaká sofreu uma lesão no músculo adutor da perna esquerda. Um novo exame será feito daqui a dez dias para analisar a evolução do tratamento, mas a expectativa é que o apoiador fique pelo menos um mês afastado dos gramados. Com isso, o brasileiro tomou a iniciativa de suspender o seu salário até que esteja recuperado para voltar aos campos.

– Peço apoio e carinho. Eu renuncio ao salário até voltar a ficar bem e curado – disse Kaká.

Kaká se machucou em sua reestreia oficial pelo clube no empate em 2 a 2 com o Torino, neste domingo, pelo Campeonato Italiano. Com a lesão, o meia perderá a estreia do clube na Liga dos Campeões da Europa na quarta-feira, contra o Celtic.

Seu sonho de retornar à seleção também fica prejudicado. Se tinha alguma esperança de ser convocado pelo técnico Luiz Felipe Scolari, agora o apoiador vai ficar de fora da convocação para os jogos contra a Coreia do Sul e Zâmbia nos dias 12 e 15 de outubro.

“O Milan comunica que os exames médicos de Kaká evidenciaram uma lesão no adutor esquerdo. Daqui a dez dias o jogador efetuará outros exames para um melhor diagnóstico”, informou o clube, em nota.

Kaká já começou o tratamento e espera voltar ao time o mais rápido possível. Além de Kaká, o Milan também perdeu Montolivo e Poli por causa de lesão para a estreia na Liga dos Campeões.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/esportes/

Joaci Goes: o baiano relator e guerreiro da luta
no Congresso pelo Código de Defesa do Consumidor

=========================================================

DEU NO TERRA MAGAZINE

ARTIGO

O direito de sonhar

Rizzatto Nunes

Na quinta-feira passada, dia 11, o Código de Defesa do Consumidor fez 23 anos de existência, editado que foi em 11-9-1990. Foi uma luta aprová-lo, mas ele acabou surgindo, tardiamente, mas veio. Nasceu no século XX, muitos anos atrasado. Para ser ter um ideia do tempo, nos Estados Unidos — o país que lidera o capitalismo contemporâneo – a proteção ao consumidor havia começado em 1890 com a Lei Shermann, que é a lei antitruste americana. Isto é, exatamente um século antes do nosso CDC, numa sociedade que se construía como sociedade capitalista de massa, surgia uma lei de proteção ao consumidor.

É verdade que, mesmo lá, a consciência social e cultural da defesa do consumidor ganhou fôlego maior a partir dos anos 1960, especialmente com o surgimento das associações dos consumidores com Ralf Nader. Ou seja, o verdadeiro movimento consumerista (como se costuma chamar) começou para valer na segunda metade do século XX. Mas é importante atentarmos para essa preocupação existente já no século XIX com a questão do mercado de consumo, no país mais poderoso do mundo.

Por outro lado, como se sabe, nossa lei consumerista, apesar de tardia – e em parte por causa disso – acabou incorporando várias normas modernas protecionistas e isso gerou resultados altamente positivos a favor dos consumidores e do próprio mercado produtor.

O CDC foi um sonho que se realizou e que dá frutos diariamente. Ele gerou mais igualdade, trouxe harmonia às relações jurídicas, fez com que o resultado das transações fosse mais honesto, enfim, é um marco da evolução jurídica no país.

Naturalmente, falta muito, até por que uma única lei não poderia resolver todas as mazelas sociais perpetradas pelo capitalismo da última geração globalizada e dominada por empresários com monstruoso poder de fogo. Mas, os consumeristas sonham ainda mais e lutam para implementar os objetivos de conseguir obter um sociedade mais humana e justa.

Pensando no tema, lembrei do texto do escritor uruguaio Eduardo Galeano sobre o direito de sonhar, que ele intitula mais poeticamente de direito ao delírio. Trata-se de um maravilhoso texto extraído de um de seus livros. Não fala só de capitalismo, mas como este, de algum modo, está no centro de quase tudo, eu o transcrevo abaixo para nosso deleite. Vale a pena lê-lo. Quem quiser assistir ao próprio escritor declamando a poesia, pode acessar: http://www.youtube.com/embed/rpgfaijyMgg (É muito bonito!)

set
16
Posted on 16-09-2013
Filed Under (Artigos) by vitor on 16-09-2013


========================================================
Mario, hoje, na Tribuna de Minas (MG)

Tania Alves e o Trio Irakitan, parceria mais que perfeita para um clássico do bolero que embalou gerações.No Brasil, na Bahia e no mundo.

BOM DIA E ÓTIMA SEMANA

(Vitor Hugo Soares)


Dinei: o nome do jogo no Barradão

===============================================

DEU NO UOL

A noite no Barradão foi de Dinei. Em duelo disputado neste domingo, pela 22ª rodada, o camisa 9 do Vitória marcou duas vezes – uma de cabeça e outra de letra – e comandou o triunfo (de virada) de 2 a 1 sobre o lanterna Náutico. Foi o fim de um jejum de seis jogos sem vitórias no Brasileiro e o primeiro resultado positivo de Ney Franco no time rubro-negro.

Com o resultado, o Vitória foi a 27 pontos, assumiu a 11ª colocação e abriu três pontos em relação à zona de rebaixamento, respirando na competição nacional. O Náutico, por sua vez, chega a sua 15ª derrota na Série A e segue caminhando a passos largos rumo à segunda divisão do futebol nacional.

Porém, o Vitória não teve apenas o que comemorar na noite deste domingo. O artilheiro Maxi Biancucchi e Neto Coruja deixaram o campo por conta de lesões e podem complicar a vida do técnico Ney Franco.

Bem na partida, foi o Náutico quem abriu o placar no Barradão. Depois de carimbar a trave com Jones Carioca, aos 9min, o gol saiu aos 13min. Hugo se movimentou bem e recebeu linda assistência de Tiago Real. Com tranquilidade, avançou dentro da área e esperou o melhor momento para finalizar por entre as pernas de Wilson. 1 a 0 no Barradão.

Mas quase não deu tempo de comemorar. Seis minutos depois, Dinei aproveitou cruzamento da direita de Ayrton e mandou de cabeça no cantinho, sem chances para o goleiro Ricardo Berna. O gol fez bem ao Vitória, que melhorou e por pouco não virou aos 26min, quando Marquinhos finalizou e Berna fez ótima defesa; a bola ainda bateu na trave.

“Sabia que o gol sairia na hora certa e estou feliz por voltar a marcar. Estamos bem e vamos voltar para buscar essa vitória”, disse Dinei na saída para o intervalo. E o time rubro-negro conseguiu mesmo busca-la, novamente com o camisa 9. Ele aproveitou cruzamento de rasteiro de Juan – após boa jogada do Vitória – e, de costas para o zagueiro, conseguiu desviar de letra.

  • Arquivos

  • setembro 2013
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30