Jorge Ben’s song Apareceu Aparecida from the album Força Bruta. Released 1970 on Dusty Groove

Vai para a jornalista , escritora e amiga Maria Aparecida Torneros, a Cida, colaboradora do Bahia em Pauta, a inspiradora desta composição de Jorge Ben nos anos 70.

No seu querido bairro de Vila Isabel, templo do samba no Rio de Janeiro, Cida Torneros festeja seu aniversário neste 2 de setembro.

A celebração rola desde ontem, domingo, e, apesar da distância,o Bahia em Pauta não poderia faltar, mesmo que só para dar um abraço e saborear (virtualmente) uma das deliciosas panquecas servidas na casa em festa da Vila famosa.

Toda a felicidade, todos os caminhos abertos e toda a glória para Cida. Hoje e sempre.

(Vitor Hugo Soares, em nome dos que pensam e fazem o BP))

DEU NO JORNAL ZERO HORA

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu nesta segunda-feira, 02, decisão da Câmara que preservou o mandato do deputado federal Natan Donadon (ex-PMDB-RO), preso em Brasília. Barroso atendeu a um pedido de liminar feito pelo deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP).

Pela decisão de Barroso, a recente deliberação da Câmara sobre o mandato de Donadon ficará suspensa até que o plenário do STF julgue o mérito da ação movida por Sampaio. Apesar de ser apenas uma decisão liminar, nela Barroso adianta pontos de vista sobre o mérito. Ele disse que a Constituição prevê como regra geral que cabe a cada uma das Casas do Congresso a decisão sobre a perda do mandato do deputado ou do senador que sofrer condenação criminal.

set
02
Posted on 02-09-2013
Filed Under (Artigos) by vitor on 02-09-2013

DEU NO IG

Um voo da TAM realizou nesta madrugada um pouso de emergência no Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza (CE), e 15 passageiros ficaram feridos. As informações são da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Segundo a assessoria do órgão, a aeronave cumpria o trajeto Madri-Guarulhos e fez a operação de emergência à 1h43.

Ao menos 15 passageiros do voo 8065 receberam os primeiros atendimentos no terminal e foram encaminhados para os hospitais da região pelo Samu. A TAM informou por meio de nota à imprensa que a aeronave pousou no aeroporto após passar por uma turbulência que provocou ferimentos em alguns passageiros e tripulantes.

“A aeronave aterrissou em segurança, e os feridos foram encaminhados para atendimento médico”. Ainda de acordo com a nota da companhia, dois passageiros permanecem em observação no hospital para exames complementares. “Uma tripulação reserva está sendo enviada a Fortaleza para trazer os passageiros até o aeroporto de São Paulo/Guarulhos, no voo JJ9362, com decolagem prevista para as 13h30”.


==============================================================
Andrea Carballo interpreta Mara Teresa no curta ‘Nem uma só palavra de amor’, do diretor argentino Niño Rodriguez .Show de atuação
=======================================================

DEU NA FOLHA DE S. PAULO/ILUSTRADA/ E NO CANAL BRASIL (TV)

“Enrique, é María Teresa, atende. Até quando tenho que esperar? Não faça isso. Não me sinto bem.” Tu-tu-tu.

“Enrique, sei que você está aí. Por que não para de mentir? Senão é melhor se internar.” Barulho de fita rodando.

“Lamentavelmente sempre falo com uma máquina […] É sempre essa ausência. Amor, jamais. Nem uma só palavra de amor.” Tu-tu-tu.

Esses e outros 11 recados deixados em uma secretária eletrônica podem ser ouvidos ao longo dos oito minutos do curta-metragem argentino “Ni Una sola Palabra de Amor” (nem uma só palavra de amor), do diretor El Niño Rodríguez.

No filme, a atriz Andrea Carballo interpreta María Teresa em sua tentativa solitária de conseguir falar com Enrique pelo telefone.
Divulgação
A atriz Andrea Carballo interpreta Mara Teresa no curta ‘Nem uma só palavra de amor’, do diretor argentino Niño Rodriguez
A atriz Andrea Carballo interpreta Mara Teresa no curta ‘Nem uma só palavra de amor’, do diretor argentino Niño Rodriguez

Em tempos nos quais diálogos importantes acontecem cada vez mais por e-mails e torpedos, o roteiro focado na audição de uma DR (discussão de relacionamento) desperta curiosidade e nostalgia.

Ainda mais quando o espectador descobre que nenhuma das frases ditas pela protagonista é ficção. E que María Teresa e Enrique existem e tiveram uma briga feia em 1998, que terminou com ela jogando as coisas dele pela janela. E ele indo morar no apartamento de um amigo, onde a secretária eletrônica registrou todos os apelos posteriores da mulher.

“Um dia, recebi um e-mail com o áudio dessa fita, que estava circulando pela internet. Quando ouvi, pensei: essa história dá um filme. Mas desconfiei que fosse uma montagem”, conta Rodríguez à Folha.

Não era. A fita cassete estava dentro de uma secretária eletrônica de segunda mão comprada pelo editor de som Mariano Germán Lorca em um mercado de pulgas de Buenos Aires.

El Niño Rodríguez (seu nome verdadeiro é Javier), desenhista e chargista do jornal “Clarín”, conversou com Lorca e explicou que queria dirigir seu primeiro filme em cima daquele áudio. O dono da fita topou e, em dois dias, filmaram.

“A primeira coisa que decidi é que a câmera seria o telefone ou Enrique. E que a atriz falaria o tempo todo com a câmera”, conta Rodríguez.

Quando o curta ficou pronto, começou uma trajetória por festivais internacionais. No Brasil, foi exibido em Porto Alegre e Florianópolis.

Em agosto passado, o diretor decidiu disponibilizar o filme na internet. Em três semanas no YouTube, o vídeo chegou a quase 1 milhão de visualizações.

ELOGIOS

O curta recebeu elogios de quem entende do assunto, como Juan José Campanella, diretor de “O Segredo dos Seus Olhos”, ganhador do Oscar de filme estrangeiro de 2010.
“Que prazer poder ajudar a divulgar uma joia. Que boa ideia, que bem dirigido, que boa atriz”, escreveu o cineasta no Twitter.

Com o sucesso do filme, a pergunta “Afinal, María Teresa e Enrique ficaram juntos?” foi respondida.

A aposentada de 70 anos, que vive em Mar del Plata, procurou o jornal “Clarín” para contar que ela era a mulher da gravação. E que, sim, ela e Enrique, hoje com 75 anos, reataram –e completaram 30 anos juntos.

Em sua página do Facebook, María Teresa escreveu: “Não achamos que essa pequena história pudesse interessar tanto. Sou a María Teresa desse Enrique. Continuamos iguais, juntos e…ausentes! (hahaha)”

===================================================

set
02


Mandela e Bush(pai):gafe do ex-presidente americano

======================================================

DEU NO PORTAL EUROPEU TSF

George W. Bush (pai) deu nas últimas horas as condolências aos sul-africanos pela morte de Nelson Mandela. Trata-se de uma gafe do ex-presidente norte-americano, porque o líder africano recebeu alta médica do hospital de Pretória e se recupera em casa de problemas de saúde. O assessor de Bush já assumiu o erro e pediu desculpas.

George H. W. Bush apresentou no domingo (1), em comunicado, as suas condolências aos sul-africanos pela morte de Nelson Mandela, alguns minutos antes do seu assessor pedir desculpas pelo engano através do Twitter.

O comunicado foi divulgado pouco depois da presidência sul-africana ter revelado que Nelson Mandela saiu do hospital onde esteve internado quase 3 meses e regressou a casa em Pretória.

A saúde de Mandela ainda é fragil, mas a equipe médica considerou que ele pode continuar os tratamentos em casa.

«A minha mulher Barbara e eu lamentamos a morte de uma das pessoas que mais acreditava na liberdade e a qual tivemos o privilégio de conhecer», escreveu o antigo presidente norte-americano no comunicado.

«Era um homem com uma coragem impressionante que mudou o curso da história do seu país», adiantou Bush, expressando as suas condolências «à sua família e conterrâneos».

set
02
Posted on 02-09-2013
Filed Under (Artigos) by vitor on 02-09-2013


================================================
Benett, hoje, na Gazeta do Povo (PR)


Jose Eduardo Cardoso:”é inadmissível”

==========================================================

DEU NO G1

Documentos classificados como ultrassecretos, que fazem parte de uma apresentação interna da Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, obtidos com exclusividade pelo Fantástico, mostram a presidente Dilma Roussef, e o que seriam seus principais assessores, como alvo direto de espionagem da NSA. Um código indica isso.

O jornalista Glenn Greenwald, coautor desta reportagem, foi quem recebeu os papéis das mãos de Edward Snowden – o ex-analista da NSA que deixou os EUA com documentos da agência com a intenção de divulgar o sistema de espionagem americano no mundo.

Glenn afirmou que recebeu o documento na primeira semana de junho, quando esteve com Snowden em Hong Kong. “Ele me deu esses documentos com todos os outros documentos no pacote original.”

O pacote tinha milhares de documento secretos. Glenn analisou esses papéis com Snowden durante uma semana em Hong Kong. Pouco depois, Snowden fugiu para a Rússia, onde passou 38 dias na área de trânsito do aeroporto de Moscou, até ter seu pedido de asilo aceito no país.

Durante a produção, a reportagem conversou com Snowden por um programa de bate-papo protegido contra espionagem. Escondido em algum ponto do território russo, ele disse que por exigência do governo local não pode comentar o conteúdo dos papéis, mas disse que acompanha a repercussão que os documentos estão tendo pelo mundo, inclusive no Brasil.

Fantástico: como é que a gente pode avaliar o documento e saber se foram operações que foram consumadas, e não apenas projetos?

“Ficou muito claro, com esses documentos, que a espionagem já foi feita, porque eles não estão discutindo isso só como alguma coisa que eles estão planejando. Eles estão festejando o sucesso da espionagem”, afirmou Glenn.

Os documentos mostram que foi feita espionagem de comunicações da presidente Dilma com seus principais assessores. Também é espionada a comunicação dos assessores entre eles e com terceiros.

A apresentação secreta se chama “filtragem inteligente de dados: estudo de caso México e Brasil.” Segundo a apresentação, o programa possibilita encontrar, sempre que quiser, uma “agulha no palheiro.”

O palheiro, no caso, é o volume imenso de dados a que a espionagem americana tem acesso todos os dias, espionando as redes de telefonia, internet, servidores de e-mail e redes sociais. A agulha é quem eles escolherem.

No documento, de junho de 2012, são dois alvos: o presidente do México, Enrique Peña Nieto, então candidato líder nas pesquisas para a presidência, e a presidente do Brasil, Dilma Rousseff.

Como funciona

Selecionado o alvo, são monitorados os números de telefone, os e-mails e o IP (a identificação do computador). É feito o mesmo para os interlocutores escolhidos – no caso, assessores.

O que eles chamam de um “pulo” é toda a comunicação entre o alvo e os assessores. Um “pulo e meio” é quando os assessores conversam entre eles. “Dois pulos” é quando eles conversam com outras pessoas.

Investigação de Peña Nieto
Para espionar o então candidato mexicano Peña Nieto, o serviço de segurança internacional da NSA para América Latina – fez uma ação intensiva. Para isso, usou dois programas – um deles é chamado “Mainway” e serve para coletar o grande volume de informações que passa pelas redes de comunicação.

As mensagens de texto por telefone do candidato também foram interceptadas, usando o programa “Association”, que pega as informações que circulam nas redes sociais. Daí, as mensagens vão para outro filtro – o “Dishfire” – que busca por determinadas palavras-chave.

Sob o título “mensagens interessantes”, está a prova de que o conteúdo das mensagens foi acessado. Dois trechos são citados. Num deles, Peña Nieto conta quem seriam alguns de seus ministros – que só tomariam posse seis meses depois da eleição.

Investigação da presidente Dilma

Na sequência, vem a explicação de como foi feita a espionagem da presidente Dilma. “Goal” é o objetivo da operação: “melhorar a compreensão dos métodos de comunicação e dos interlocutores da presidente do Brasil, Dilma Rousseff, e seus principais assessores”.

O que eles chamam de “sementes” são os endereços eletrônicos e números de telefones monitorados.

Um dos programa usados pela NSA é chamado de “DNI selectors” – que segundo outro documento vazado por Snowden, captura tudo o que o usuário faz na internet, incluindo o conteúdo de e-mails e sites visitados.

Um gráfico mostra toda a rede de comunicações da presidente com seus assessores. No gráfico, cada bolinha representa uma pessoa.

A imagem ampliada mostra que legendas ou nomes de quem teve a comunicação interceptada foram apagados para a apresentação.

No documento, não há exemplos de mensagens ou ligações entre a presidente e seus ministros, como aconteceu quando o agora presidente do México foi mencionado.

Mas na última página o documento diz que o método de espionagem usado é “uma filtragem simples e eficiente que permite obter dados que não são disponíveis de outra forma. E que pode ser repetido.” Se pode ser repetido, tudo indica que foi levado a cabo.

Conclui, ainda, dizendo que a união de dois setores da NSA teve sucesso contra alvos de alto escalão: Brasil e México. Alvos importantes, que sabem do perigo de espionagem e protegem sua comunicação. Novamente, se houve sucesso é porque foram exemplos reais.

Comunicações de brasileiros
No mês passado, uma reportagem do jornal “O Globo”, mostrada também no Fantástico, revelou, com documentos vazados por Snowden, que os EUA interceptam milhões de comunicações de brasileiros.

Na ocasião, o embaixador dos EUA no Brasil, Thomas Shannon, negou que e-mails e telefonemas de cidadãos brasileiros estivessem sendo espionados. Admitiu apenas que eram acessados os chamados metadados (o total de conexões, que passavam pelo Brasil).

Falta de clareza

Não está claro se a interceptação das ligações da presidente Dilma foi feita apenas com acesso às redes de comunicação, ou se houve participação de espiões em território brasileiro.

James Bramford, especialista que escreveu três livros sobre a NSA, falou com o Fantástico, em Washington. Ele diz que a NSA tem espiões nas embaixadas e consulados americanos pelo mundo.

“Temos uma grande embaixada em Brasília e um consulado no Rio de Janeiro. A NSA opera nesses prédios”, afirmou. Antenas nas embaixadas podem interceptar sinais de microondas e telefones celulares, disse Bramford.

Ainda em Hong Kong, quando se encontrou com Glenn Greenwald, Edward Snowden comentou os documentos que envolvem a espionagem à presidente Dilma.

Ele disse o seguinte: “a tática do governo americano desde o 11 de setembro é dizer que tudo é justificado pelo terrorismo, assustando o povo para que aceite essas medidas como necessárias. Mas a maior parte da espionagem que eles fazem não tem nada a ver com segurança nacional, é para obter vantagens injustas sobre outras nações em suas indústrias e comércio em acordos econômicos”.

No mês passado a revista “Época” publicou com exclusividade um documento comprovando que a espionagem americana é também comercial.

Trata-se de uma carta escrita pelo atual embaixador americano no Brasil, Thomas Shannon, em 2009, quando ainda era subsecretário de estado.

Ele agradece à NSA pelas informações repassadas à diplomacia americana antes da 5ª Cúpula das Américas – um encontro entre os chefes de estado do continente para discutir assuntos comerciais e diplomáticos da região.

Na carta, Thomas Shannon escreveu: “mais de 100 relatórios que recebemos da agência nos deram uma compreensão profunda dos planos e intenções dos outros participantes da cúpula e permitiram que nossos diplomatas estivessem bem preparados para aconselhar o presidente Obama em como lidar com questões controversas”.

“Em questões comerciais, saber o que os outros estão pensando antes das reuniões multilaterais é como jogar pôquer sabendo quais as cartas de todos na mesa”, disse Bramford.

Outro documento obtido com exclusividade pelo Fantástico diz que uma divisão inteira da NSA é dedicada à política internacional e atividades comerciais, com um setor encarregado de países da Europa Ocidental, Japão, México e Brasil.

Um terceiro documento ultrassecreto enumera os desafios geopolíticos dos Estados Unidos para os anos de 2014 a 2019. O surgimento do Brasil e da Turquia no cenário global é classificado como risco para a estabilidade regional.

E o Brasil aparece de novo, junto com outros países, como uma dúvida no cenário diplomático americano: nosso país seria amigo, inimigo ou problema? Também são citados Egito, Índia, Irã, Turquia, México.

“Quando o país fica mais independente, mais forte, como o Brasil está (…), competindo com os Estados Unidos, empresas americanas. E por causa disso, o governo americano está pensando diferente sobre o Brasil”, afirmou Glenn.

Fantástico: por que Edward Snowden torna públicos esses documentos?

“Ele me disse: olha, eu acho que a privacidade do norte-americano é muito importante, mas também eu acho que o privacidade dos estrangeiros, das pessoas na América Latina, dos brasileiros, é muito importante também. A importância é igual. E eu não quero proteger somente a privacidade do norte-americano. Eu quero proteger a de todas as pessoas.”

Nesta semana, o jornal americano “Washington Post” publicou o orçamento secreto dos serviços de espionagem americanos, o equivalente a R$ 126 bilhões.

Reação do governo brasileiro

Neste domingo (1º), o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, se reuniu com a presidente Dilma Rousseff para discutir a reação as novas revelações de espionagem do governo americano. O governo brasileiro decidiu tomar três medidas: o Ministério das Relações Exteriores vai chamar o embaixador americano no Brasil, Thomas Shannon, para que ele dê novos esclarecimentos, vai cobrar explicações formais do governo dos Estados Unidos e vai ainda recorrer aos órgãos internacionais, como a ONU, para discutir a violação de direitos de autoridades e cidadãos brasileiros.

“Se forem comprovados esses fatos, nós estamos diante de uma situação que é inadmissível, inaceitável, por que eles qualificam uma clara violência à soberania do nosso país. O Brasil cumpre fielmente com suas obrigações e gostaria que todos os seus parceiros também as cumprissem e respeitassem aquilo que é muito caro para um país que é a sua soberania”, disse Cardozo.

O ministro esteve na semana passada nos Estados Unidos, onde se reuniu com o vice-presidente, Joe Biden. Ele levou a proposta de que as comunicações só sejam acessadas com autorização da Justiça e no caso de investigações criminais. A proposta não foi aceita.

Procuradas, as embaixadas dos Estados Unidos e do México não se manifestaram.

Aqui Armando Manzanero interpretando uma de suas sempre belas canções. Bolero, evidentemente. Confira
Album: Lo esencial de Armando Manzanero (2009)

BOM DIA!

(Vitor Hugo Soares)

  • Arquivos

  • setembro 2013
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30