=============================================

Do G1 BA

Por 32 votos a 10, os vereadores de Salvador aprovaram, na tarde desta segunda-feira (30), o parecer do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) rejeitando as contas do exercício de 2011 do ex-prefeito João Henrique Barradas Carneiro. Esta foi a primeira votação aberta da casa, após alteração no regimento interno.

Com os 43 vereadores em plenário, votaram contra o parecer do TCM os vereadores Toinho Carolino, Alberto Braga, Kiki Bispo, Tiago Correia, Carlos Muniz e Geraldo Júnior, todos do PTN; José Trindade e Leandro Guerrilha, do PSL; Léo Prates, do DEM; e Euvaldo Jorge, do PP. O presidente da mesa não vota. A sessão teve votação aberta.

Vetos do prefeito

Na sessão desta segunda-feira, os vereadores aprovaram, em votação secreta, por 30 votos a 12, o veto do prefeito ACM Neto ao Projeto de Lei nº 305/10, de autoria de Henrique Carballal (PT), que dispõe sobre a proibição de pessoas físicas e jurídicas que respondam processos a participarem de concurso público municipal. O autor do projeto esteve ausente, segundo informou a assessoria da Câmara.

DEU NO ESTADÃO (ONLINE)

GUSTAVO PORTO

Da Agência Eatado

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, considerou encerrado o episódio que culminou com a detenção da jornalista Claudia Trevisan, correspondente do jornal O Estado de S. Paulo, na Universidade de Yale, na semana passada, antes de uma palestra do ministro no local. “Não tenho muito o que falar, pois estava participando de evento quando ocorreu. Não presenciei, não vi a jornalista e não a conheço e não saberia avaliar”, disse.

Indagado se o momento delicado entre os dois países poderia ter influenciado na prisão da jornalista, Barbosa resumiu: “a leitura que faço é que episódio está encerrado”, disse.

Lula

O ministro evitou comentar ainda a avaliação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de que seria mais criterioso na nomeação de juízes do STF se ainda ocupasse o cargo. “Não tenho nada a dizer, ele foi presidente da República e eu não sou presidente. Não tenho papel na nomeação de juízes do Supremo e nunca procurei exercer influência sobre esse papel”, afirmou.

Barbosa voltou a criticar ainda a influencia política sobre juízes. “Juiz tem de ter tranquilidade, não deve sofrer qualquer tipo de influência. Desconfiem de juiz que fica travando relações políticas aqui e ali”, afirmou o presidente do Supremo, que evitou ainda comentar os próximos passos do mensalão, após a admissão dos recursos chamados embargos infringentes. “Não posso falar sobre assunto que está em curso”, concluiu.


Barbosa: críticas duras à “monstruosidade” do
sistema judicial brasileiro.

===================================================

DEU NA UOL

Em palestra realizada nesta segunda-feira (30) em São Paulo, o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Joaquim Barbosa, qualificou o sistema legal brasileiro como uma “monstruosidade” e disse que não há no mundo Justiça tão confusa quanto a brasileira.

O presidente da Corte ainda fez críticas ao “bacharelismo pomposo”, à “multiplicidade de recursos” cabíveis na Justiça e ao que considera inchaço da máquina judiciária. O magistrado apontou que estes elementos provocam morosidade na Justiça e são entraves ao desenvolvimento econômico do país. “A morosidade da Justiça causa graves entraves à economia. Os processos que se atrasam e a multiplicidade de recursos para aqueles que desejam procrastinar o processo (…) não trazem benefícios para a população”, afirmou Barbosa.

Ele disse que esses entraves são “expressões vivas de um bacharelismo decadente, palavroso, mas vazio, e, sobretudo, descompromissado com a eficiência”.

“O bacharelismo serve para criar soluções para problemas inexistentes ou para cantar glórias de batalhas não travadas”, afirmou Barbosa, que criticou também o que chamou de “apego ao academicismo histérico e pomposo”. “Em alguns meios, um título acadêmico serve de mera plataforma para soberba ou funciona como marca de ostentação nobiliárquica.”

Indicação política

Ao responder uma pergunta da plateia, Barbosa afirmou que a indicação política faz com que juízes não tenham independência na hora de tomar decisões. O presidente da Corte disse que “é preciso deixar o juiz em paz.”

“Um dos fenômenos -que eu chamo de mais pernicioso- é a indicação política. Não há mecanismos que criem automatismo, que, passado um determinado tempo, um juiz seja promovido sem que tenha que sair com o pires na mão. É isso que eu digo, deixe o juiz em paz, permita que ele evolua na sua carreira, na carreira que abraçou, de maneira natural, sem que políticos tenham que se intrometer, sem que tenha que pedir apoios. Esta é uma das razões do porquê os juízes não decidem”, afirmou.

O magistrado afirmou que só não aplica a lei o juiz que é “medroso, comprometido ou é politicamente engajado em alguma coisa e isso o distrai, o impede moralmente de cumprir sua missão.”

Para Barbosa, historicamente o Brasil adotou o aumento da máquina judiciária para tentar resolver a lentidão dos processos no judiciário. “A solução fácil de aumento da máquina judiciária é apenas momentaneamente paliativa e não resolve a origem do problema, que está na vetustez barroca da nossa organização de todo sistema judiciário.”
Recado para o próximo presidente

Questionado pelo jornalista Ricardo Boechat, mediador do debate, sobre qual recado gostaria de dar ao próximo presidente da República, Barbosa disse que o orientaria a se reunir com os presidentes da Câmara e do Senado e do próprio STF e que pedisse três coisas: “simplicidade, objetividade e eficiência.”

Outra solução apontada por Barbosa é valorizar e dar prioridade à primeira instância da Justiça e “reduzir o número excessivo de recursos que atualmente permite que se passe uma década sem que haja solução definitiva do litígio.


DEU NO CORREIO DA BAHIA

Fernanda Varela
(fernanda.varela@redebahia.com.br)

A delegada Márcia Marcondes, que está à frente da investigação do caso de uma mulher de 44 anos que acusa quatro jogadores do Vitória de estupro, falou sobre o episódio na manhã desta segunda-feira (30), em coletiva. Segundo ela, a mulher, que estava alcoolizada, não conseguiu identificar os suspeitos que teriam praticado a violência em um quarto de hotel, em Curitiba.

Em entrevista ao Correio24Horas, Márcia contou que a mulher estava muito confusa e procurou a Delegacia da Mulher para prestar queixa contra atletas do time baiano. “Fizemos atendimento da vítima e ela informou que estava em uma balada e de lá seguiu para o hotel onde se hospedou, ocorrendo um estupro posteriormente. Estamos fazendo algumas verificações do caso, porque existem informações desencontradas inclusive por parte das testemunhas, que desmentem a versão da vítima”

“Estamos em uma fase muito preliminar das investigações para termos um ponto de vista mais concreto do que aconteceu, mas ainda vamos analisar as imagens do hotel”, explicou.

Jogadores ainda não serão ouvidos

A delegada explicou ainda que, por enquanto, nenhum jogador do Vitória será ouvido pela polícia. “Como não temos condições de identificar nenhum dos acusados, já que a vítima não reconhece quem a teria estuprado, só vamos poder ouvir essas pessoas posteriormente, depois de avaliar imagens. Dependendo do decorrer das investigações, os jogadores podem ser ouvidos aqui (em Curitiba) ou aí em Salvador. Eles não estão presos, podem voltar a Salvador e voltar às atividades normalmente. Não podemos inverter a ordem dos fatos, já que não temos peças acusatórias. É muito cedo afirmar se houve ou não um ato criminoso”, analisou.

Vítima não sabe o que aconteceu

Ainda segundo informações da delegada, a vítima estava alcoolizada durante o suposto estupro e não consegue lembrar o que aconteceu. “Ela não consegue se lembrar do ato sexual. O que a leva a crer que foi estuprada é o fato de ela ter acordado nua. Ela não sabe precisar o que aconteceu, só acredita que viu pessoas entrando no quarto dela. O problema é que as informações que temos é de que estas pessoas já estavam no quarto”, avaliou.

Márcia informou ainda que a vítima será ouvida novamente na próxima sexta-feira (4). “Ela estava muito confusa e não estava em condições de um questionamento muito extenso. Ela estava cansada e sem dormir e nós primamos por respeitar a nossa vítima. Ela vai passar por exames e depois vai conversar conosco novamente. Por enquanto, ela fala em violência, mas não especifica os atos”, disse.

Amiga nega crime de estupro

Uma das amigas da mulher acusada nega a versão de estupro. Segundo ela, a suposta vítima estava alcoolizada e não se recorda direito do que aconteceu. A delegada vai ouvir a amiga da mulher de 44 anos, mas relembra que outras peças precisam ser escutadas. “Esta amiga é uma peça, mas não é a única. Lidamos com seres humanos e precisamos lembrar que eles nos relatam os fatos com suas próprias impressões”, alertou.

Punições e novos depoimentos

Caso seja comprovado que houve estupro, os jogadores identificados poderão ser presos. Segundo Márcia Marcondes, “caso o estupro seja comprovado e se houver necessidade, haverá um pedido de prisão preventiva”. No entanto, se for comprovado que nenhum crime foi cometido, a suposta vítima “responderá criminalmente e poderá ser processada pelos acusados”. A Delegacia da Mulher ouvirá funcionários do Hotel Bourbon na tarde desta quarta-feira (2). A próxima a depor será novamente a suposta vítima, que voltará a conversar sobre o caso na sexta-feira (4).

set
30

=======================================

Rua Ramalhete, Tavito — 1979
Áudio e imagens do LP original.
Autoria: Tavito e Ney Azambuja
Músicos: Eduardo Souto Neto, Jamil Joanes, Paulinho Braga, Sérgio Dias (Guitarrista dos Mutantes).
Percussão: Ariovaldo Contesini
Trompetes: Márcio Montarroyos, Maurílio Santos.
Coro. Regininha, Jane Duboc, Márcio Lott e Flavinho
——————————————————–

Isto é pura maravilha em forma de música.Confira!!!

BOA TARDE!

(Vitor Hugo Soares)

DEU NO PORTAL A TARDE

Antônio Nascimento | Banda B

Quatro jogadores do Vitória foram acusados de estupro por uma mulher de 44 anos, no início da manhã desta segunda-feira, 30, um dia após o triunfo do rubro-negro baiano sobre o Atlético-PR por 5 a 3 pelo Campeonato Brasileiro.

Segundo os primeiros relatos da imprensa paranaense, a mulher, de nome ainda não divulgado, jogou-se na frente de um carro por volta das 6h30 da manhã, ao sair do hotel Bourbon, onde teria sido violentada pelos jogadores do Vitória.

Conforme a versão da suposta vítima, ela estava em uma boate com uma amiga, que seria namorada de um dos jogadores do time baiano. De lá, foram de táxi para o hotel, onde sua amiga teria subido para o quarto com um dos jogadores. A mulher declarou que teria ficado no bar do hotel com os pais da namorada do atleta. Depois, ela subiu para um quarto do hotel com quatro jogadores.

No quarto é que, de acordo com a suposta vítima, os quatro jogadores teriam se revezado para estuprá-la. Após fugir do quarto, a mulher se jogou na frente de um carro, de propriedade do motorista Hamilton Carvalho.

“Ela se jogou no meu carro. Perguntei se estava louca e ela falou que tinha sido estuprada pelos jogadores do Vitória. Daí vi que era sério. Ela chorava muito e mostrou um hematoma no peito. Quando vi o cartão de hotel na mão dela fui até o Bourbon ver o que estava acontecendo”, disse Hamilton em entrevista ao site Banda B.

Ainda segundo Hamilton, a direção do hotel Bourbon chamou um representante da delegação do Vitória, que teria dito que “era normal, prostitutas entravam nos quartos e não havia nada a fazer”.

A assessoria do Vitória confirmou que houve a acusação e que os jogadores estão indo para a delegacia. Por enquanto, o Vitória não vai se pronunciar oficialmente sobre o assunto nem divulgar quais jogadores foram acusados. Até o início da tarde desta segunda-feira, uma coletiva deve ser feita para dar maiores informações sobre o caso.

=======================================================

DEU NO SITE BAHIA 247

Enquanto petistas entoam o coro para que o vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa seja demitido, o governo parece lhe dar prestígio; pelo menos é o que mostra nota da coluna Holofote, de Veja, na edição desta semana; revista diz que o vice-presidente Michel Temer procurou Geddel para tentar lhe fazer mudar de ideia e fechar com o PMDB para ‘alavancar’ a candidatura de reeleição da presidente Dilma; mas Geddel não só rejeitou a proposta como reiterou tendência de fazer palanque para Aécio Neves (PSDB) ou para Eduardo Campos (PSB); até quando Dilma e o PMDB vão bancar sua permanência na Caixa?

set
30
Posted on 30-09-2013
Filed Under (Artigos) by vitor on 30-09-2013


=============================================================
Pelicano, hoje, no Bom Dia (SP)

DEU NO ESTADÃO

BRASÍLIA – O presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, lamentou a prisão da correspondente do Estado em Washington, Claudia Trevisan, na universidade de Yale, nos EUA, quando ela tentava entrevistá-lo.

Veja também:
link Universidade Yale, nos EUA, recua de ação contra jornalista do ‘Estado’
link Correspondente do ‘Estado’ é presa e algemada

Barbosa afirmou, por meio da sua assessoria, que ficou sabendo do episódio apenas na manhã de sábado, informado pela organização do seminário “Constitucionalismo Global 2013”, do qual participava, e que lamentava o episódio, já que a jornalista estava lá “apenas fazendo seu trabalho”.

Claudia foi detida por cinco horas, primeiro em uma viatura policial e depois na delegacia da cidade de New Haven, onde fica a universidade, depois de tentar localizar o seminário do qual Barbosa participava. A jornalista havia sido incumbida pelo Estado de tentar entrevistar o presidente do STF. Ao procurar a assessoria da faculdade de direito, foi informada que o evento seria fechado. Claudia falou também com o próprio Barbosa, de quem ouviu que ele não daria entrevista, a quem disse, então, que o esperaria do lado de fora do evento.

A própria jornalista, ao chegar à universidade, procurou um dos seguranças da instituição para confirmar a localização do evento, quando então foi detida, algemada e teve seu passaporte retido.

Ficou uma hora presa dentro de uma viatura, sem poder telefonar, e outras quatro na delegacia, quando pode enfim fazer contato com a empresa. O Itamaraty foi então acionado e um representante do consulado em Hartford foi encontrá-la. Claudia foi autuada por “transgressão criminosa” e terá que se apresentar à Justiça americana no próximo dia quatro. O Estado contratou um advogado para defendê-la.

set
30

=========================================

SOY LO PROHIBIDO

Olga Guillot

Soy ese vicio de tu piel que ya no puedes desprender
Soy lo prohibido
Soy esa fiebre de tu ser que domina sin querer
Soy lo prohibido

Soy esa noche de placer la de la entrega sin papel
Soy tu castigo
Porque en tu falsa intimidad en cada abrazo que me das
Sueñas conmigo

Soy el pecado que te dio nueva ilusión en el amor
Soy lo prohibido
Soy la aventura que llegó para ayudarte a continuar
En tu camino

Soy ese beso que se da sin que se pueda comentar
Soy ese nombre que jamás fuera de aquí pronunciarás
Soy ese amor que negarás para salvar tu dignidad
Soy lo prohibido

Soy el pecado que te dio nueva ilusión en el amor
Soy lo prohibido
Soy la aventura que llegó para ayudarte a continuar
En tu camino

Soy ese beso que se da sin que se pueda comentar
Soy ese nombre que jamás fuera de aquí pronunciarás
Soy ese amor que negarás para salvar tu dignidad

Soy lo prohibido

=========================================

MARAVILHOSA!!! BOA SEMANA!!!

(VHS)

Pages: 1 2 3 4 5 6 7 ... 22 23

  • Arquivos

  • setembro 2013
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30