Festa marca chegada de médicos cubanos em Recife
Foto: O Globo
=============================================

DEU EM O GLOBO

BRASÍLIA e RECIFE – Duzentos e seis médicos chegaram ao Brasil neste sábado para participar do Programa Mais Médicos do Ministério da Saúde. Eles vieram em voo fretado da Cubana de Aviación e desembarcaram no Aeroporto dos Guararapes, em Recife, de jalecos e, em clima de festa, com bandeiras do seu país e do Brasil. De Recife, a maioria segue para Brasília. Até domingo, chegam ao país 644 profissionais formados no exterior, entre eles 400 cubanos. Eles começam na segunda-feira treinamento de três semanas para atuar na saúde básica no interior do país e na periferia das grandes cidades.

Diante de contestações judiciais de corporações médicas, o ministro Alexandre Padilha (Saúde) afirmou, na manhã deste sábado, que o governo federal tem segurança jurídica em relação ao programa Mais Médicos e acusou seus críticos de ameaçarem a saúde da população. Na sexta-feira, a Associação Médica Brasileira (AMB) protocolou Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) no Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo a suspensão do Mais Médicos.

Os cubanos foram recepcionados no aeroporto com faixas por um grupo de 20 pessoas ligadas à União da Juventude Socialista (UJS). Elas levantaram cartazes com frases como “O Brasil precisa de médicos, não importa a nacionalidade”, ou “bem-vindos, médicos, mais saúde para o Brasil”. Segundo a estudante Thiara Milhome, os médicos podem “ajudar o Brasil a construir uma saúde melhor”. Também foi distribuída uma carta aberta cujo texto afirma que os cubanos “são exemplo vivo da solidariedade internacional”, e lembra que eles se somam a 30 mil médicos cubanos que “atuam junto às populações pobres de mais de 50 países”.

Os médicos estrangeiros ficarão em alojamentos militares, onde receberão treinamento para atuar no país. Além de aulas de legislação e ética, eles farão curso de aperfeiçoamento da Língua Portuguesa. Os profissiionais também passarão por avaliação para verificar se podem começar a trabalhar no país. Após esta etapa, a partir de 16 de setembro, eles serão encaminhados para atender a população nas unidades básicas de saúde. Os cubanos vão trabalhar em um dos 701 municípios que não foram selecionados por nenhum médico brasileiro nem estrangeiro inscritos na primeira etapa do programa.

No domingo, outro grupo de 194 médicos cubanos chega em voo que fará escalas em Fortaleza e Recife antes de chegar a Salvador. Até o fim deste ano, outros 3.600 médicos cubanos devem chegar ao Brasil para atuar no Mais Médicos. Um dos argumentos do governo brasileiro para rebater as críticas à presença desses profissionais é a de que eles já participaram de outras missões internacionais, sendo que 42% deles já estiveram em pelo menos dois países dos mais de 50 com que Cuba já estabeleceu acordos desse tipo. Além disso, todos têm especialização em Medicina da Família.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • agosto 2013
    S T Q Q S S D
    « jul   set »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031