ago
03
Postado em 03-08-2013
Arquivado em (Artigos) por vitor em 03-08-2013 12:04

================================

http://youtu.be/xz9C9uUfegE

CRÔNICA
Francisco, Gretchen e Dominguinhos

Janio Ferreira Soares

Rio de Janeiro, Palácio Apostólico, meia-noite. Vestindo uma camisa do San Lorenzo e com uma caixa de alfajor nas mãos, Francisco resolve dar uma zapeada nos sites cariocas para saber as novidades da Guanabara e adjacências. Mal sabe ele que este gesto lhe deixará profundas chagas na alma.

Logo na primeira estação de sua Via Crúcis digital ele se depara com a notícia de que o pagodeiro Belo trocou seu cabelo oxigenado por um penteado rastafári, finalmente se assumindo como um legítimo representante da Ilha de Alcatraz. Intrigado, Sua Santidade procura no Google mais detalhes sobre personalidade tão importante e quase desmaia ao ver uma foto de sua esposa, Gracyanne, de biquíni. Depois de uma Ave Maria e dois copos de água benta, ele respira fundo e parte para a próxima estação.

Ajeitando os óculos, ele soletra baixinho com um sotaque mezzo Maradona, mezzo Pepino Di Capri: “quién es Thammy Gretchen?”. No Google se atrapalha com os nomes e vai parar num vídeo de “su madre, la rainha del bumbum!” dançando Conga La Conga num circo de anões no interior de Pernambuco. Trêmulo, seus dedos procuram desesperadamente deletar a bizarrice, mas na confusão ele aperta uma tecla que abre vários links onde aparecem Kleber Bambam ao lado de Waleska Popozuda; mais Luana Piovanni “sensualizando”; mais Nicole Bahls fazendo um coraçãozinho com as mãos antes de dar um selinho em Anitta; mais Adriano com uma arma na mão… Naquela madrugada, um febril Francisco teve a certeza de que Deus pode até ser brasileiro, mas se mudou faz tempo.

Além de um dos nossos maiores músicos, Dominguinhos era um pacato cidadão nordestino, cuja cara de gente boa fazia jus à nobreza de seu caráter. Não creio que, mesmo na ativa, ele fosse convidado a tocar para o papa. Pior para o nosso simpático Francisco, que se tivesse a sorte de vê-lo dedilhando Lamento Sertanejo, por certo voltaria ao Vaticano com a certeza de que Deus, na sua eterna onipotência, naquele instante escolhera ser apenas uma humilde canção chorando na sanfona.

Janio Ferreira Soares, cronista, é secretário de Cultura de Paulo Afonso, na margem baiana do Rio Sâo Francisco.

Be Sociable, Share!

Comentários

[…] Francisco, Gretchen e Dominguinhos  […]


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • agosto 2013
    S T Q Q S S D
    « jul   set »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031