jul
08
Postado em 08-07-2013
Arquivado em (Artigos) por vitor em 08-07-2013 12:27

http://youtu.be/NaeUJuFH1qI

=====================================

Mário Sousa Marques Filho (Pirapetinga, 10 de abril de 1928 — Atibaia, 28 de julho de 20031 ), mais conhecido como Noite Ilustrada, foi um cantor, compositor e violonista brasileiro.

O pseudônimo foi dado por Zé Trindade, que comandava a revista musical Noite Ilustrada em Além Paraíba (Minas Gerais), onde o jovem Mário começou a carreira de violonista.

Mudou-se para o Rio de Janeiro, onde ingressou na GRES Portela. Em 1955 foi com a escola se apresentar em São Paulo e lá se estabeleceu.

Em 1958, contratado pela Rádio Nacional e pela TV Paulista, gravou o primeiro disco, com a música Cara de Boboca. Depois vieram:

O Ilustre’ (1962)
Noite Ilustrada (1963), com “Volta por Cima”, música de Paulo Vanzolini que se tornaria seu maior sucesso
Noite no Rio (1964), com outro sucesso, “A Flor e o Espinho”, de Nélson Cavaquinho, Guilherme de Brito e Alcides Caminha
Caminhando (1965)
Depois do Carnaval (1966)
Noite Ilustrada (1969)
Samba sem Problemas (1970)
Noite Ilustrada (1971), com “Balada Número 7”, outro grande sucesso que depois seria gravado por Moacyr Franco
Noite Interpreta Marques Filho
O Irmão do Samba (1973)
Samba sem Hora Marcada (1974)
Não Me Deixe Só (1978)
O Fino do Samba (1981)
Eu Sou o Samba (1997) – CD

Em 1984 foi morar Recife; em 1994, mudou-se para Atibaia (São Paulo), onde viveria até a morte, em 2003, por câncer no pulmão.

O cantor deixou dois álbuns tributos inéditos, um em homenagem a Ataulfo Alves e outro a Lupicínio ues2 .

(Informações do Wilkipédia)

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos