jun
17


Geraldo Azevedo:dono da festa no fim de
semana em Recife/IG

=====================================

DEU NO IG

Com um público estimado em quatro mil pessoas, o Parque Dona Lindu, um dos polos do São João do Recife, foi o palco no fim de semana para as bandas Coral Águas Passam, Gennaro e Geraldo Azevedo, que fechou a noite e foi ovacionado pela plateia. Quem chegou cedo, no sábado, pode conferir ainda a transmissão do jogo do Brasil num telão montado para o período junino e da Copa das Confederações.

Com músicas como ABC do Sertão, Dona da Minha Cabeça, Forrozar, Riacho do Navio, Princípio do Prazer e Bicho de Sete Cabeças, Geraldo Azevedo encantou seu público, que pediu bis quando ele anunciou o término no espetáculo. Para ficar com clima de fim de festa, o músico encerrou a apresentação com a Canção da Despedida.

“É sempre difícil dizer o tempo da minha carreira. Pra se ter uma ideia, faz 42 anos que eu e Alceu Valença lançamos nosso 1° trabalho fonográfico”, comentou Geraldo, com exclusividade ao Portal LeiaJá. “Neste São João já fiz show em todo o Nordeste e ainda vai ter muita apresentação: em Aracaju, Timbaúba e outros locais. Sempre fecho as festividades juninas lá no Arraial do Circo Voador (no Rio de Janeiro), que este ano vai acontecer no próximo dia 6 de julho”, revelou o artista.

Perguntado sobre qual o valor das festas juninas para a sua trajetória como músico, Geraldo foi enfático: “O São João é pra mim a melhor festa do Brasil. Voltar ao Recife é sempre muito importante porque foi nesse lugar que eu comecei a beber da cultura. Minha vida pra capital pernambucana determinou minha carreira artística. Então toco aqui sempre com muito orgulho”, disse o cantor.

Montagem da programação – Williams Santana, diretor do Parque Dona Lindu, comentou sobre o processo de escolha das bandas para participar deste polo. “Eu participei da montagem da programação do São João aqui porque este é um espaço diferenciad. Às 22h o show tem que acabar devido ao grande número de residências no entorno do parque. Desta forma, o local não tem capacidade para abrigar grandes eventos”, disse Williams.

“Outro critério é a diversidade cultural. Temos ótimos músicos e fazemos aqui uma pesquisa mais direcionada, pois o público aqui é mais exigente e gosta de ouvir boas músicas” concluiu o diretor do Parque.

Por Marcus Fernandes

Be Sociable, Share!

Comentários

vangelis on 18 junho, 2013 at 1:00 #

Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • junho 2013
    S T Q Q S S D
    « maio   jul »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930