jun
03
Postado em 03-06-2013
Arquivado em (Newsletter) por vitor em 03-06-2013 04:11


————————————————————————————————–


A cantora baiana Daniela Mercury fez o público dançar e cantar durante a Parada Gay de São Paulo, ocorrida neste domingo (2). A artista discursou contra a homofobia e se declarou para sua namorada, a jornalista Malu Verçosa.

O show da cantora começou na Rua da Consolação, com as músicas “O Canto da Cidade” e “Ilê Pérola Negra”. Por quase duas horas ela agitou o público, inclusive cantando marchinhas de carnaval. Apesar da chuva, o público não se intimidou e seguiu seu trio.

No meio da apresentação, Daniela beijou a namorada, sendo ovacionada pelo público. A cantora recentemente se assumiu homossexual e, desde então, tornou-se crítica contumaz da homofobia. “A Constituição aceita todo mundo do jeito que é”, disse.

Antes de cantar “Qualquer maneira de amor vale a pena”, Daniela contou ao público que gravou a música, de autoria de Milton Nascimento, coincidentemente quando conheceu sua namorada. “Feliciano, qualquer maneira de amor vale a pena”, cantou, em referência ao deputado Marco Feliciano (PSC). Ligado à ala evangélica da Câmara, o polêmico presidente da Comissão de Direitos Humanos é considerado homofóbico e racista por entidades ligadas aos gays.

O show da cantora terminou pouco antes das 17h, na Rua da Consolação, no cruzamento com a Rua Maria Antônia.

( Com informações do G1)

Be Sociable, Share!

Comentários

rosane santana on 3 junho, 2013 at 9:08 #

Tenho ouvido e presenciado discursos indignados contra Daniela, desde que cheguei a Salvador na última semana. Interessante e urgente é que o Brasil e suas famílias se levantem e se indignem contra o crescente aumento e banalização, o que é pior, da violência contra a mulher. Segundo estatísticas públicas, estupros e assassinatos de mulheres estão em alta. O Fantástico do último domingo denunciou um caso absurdo em hospital da burguesia carioca, onde uma paciente foi abusada várias vezes por um técnico de enfermagem. Temos que indagar: por que isso? Quais as razões? Quanto às manifestações públicas de Daniela em relação à sua orientação sexual são inversamente proporcionais ao absurdo de termos um parlamentar como Marcos Feliciano na Comissão de Direitos Humanos, pregando contra minorias e, portanto, ignorando o art. 5 da Constituição, o que é quebra de decoro passível de cassação de mandato, além de manifestações recentes como a da cantora Joelma, pregando a rejeição dos pais aos filhos homossexuais, o que incita assassinatos contra gays indiretamente. Falam tanto em expansão da democracia no mundo (sociólogos, historiadores e cientistas políticos, por exemplo),e como neste universo supostamente democrático vê-se tanto fundamentalismo religioso e sexista, tanta violência?


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • junho 2013
    S T Q Q S S D
    « maio   jul »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930