DEU NO UOL/FOLHA

Internado desde o último dia 27 de maio com neoplasia gastrointestinal com quadro de dificuldade alimentar, no Hospital Sírio-Libanês em São Paulo, o governador de Sergipe, Marcelo Déda (PT), foi transferido na noite de sexta-feira (31), para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva), do centro médico.

Segundo boletim médico divulgado no final da noite de ontem (1), o paciente apresentou quadro febril, e foi transferido para a unidade onde realizará um tratamento específico, com estabilização do quadro clínico. Déda se encontra consciente, orientado e respira sem ajuda de aparelhos.

De acordo com nota divulgada pelo governo sergipano, o governador tirou 15 dias de descanso para os cuidados terapêuticos. Quem está a frente do Estado desde segunda-feira (27) é o vice-governador, Jackson Barreto (PMDB).

Na quarta-feira (29), Déda falou sobre o tratamento através de sua conta no Twitter. “Estou bem, não fiz quimioterapia. Vim a São Paulo por dificuldades de alimentação e náuseas. O Dr.Paulo Hoff viaja amanhã os EUA e pediu que eu viesse logo. Fiz endoscopia que revelou um bom resultado com redução do tumor no estômago”, publicou o político.

Não há previsão de alta para o governador do Sergipe.

=================================================

O canto de Manzanero , bonito e bom de ouvir em qualquer lugar do mundo.

Bom domingo com ele .

(Vitor Hugo Soares, desde Santa Rosa, na area dos vinhedos e dos melhores vinhos da California. Tim Tim!

jun
02
Posted on 02-06-2013
Filed Under (Artigos) by vitor on 02-06-2013


Um porta-vela Swarovski:mira na classe media

=======================================================
Depois de lançar sua primeira franquia no fim do ano passado, a marca Swarovski negocia parcerias para vender seus cristais no Brasil em grandes redes de varejo de moda, como C&A, Lojas Renner e Riachuelo.

A empresa já vende seus produtos no exterior em lojas de departamento, como a mexicana Liverpool e a espanhola El Corte Inglés, e pretende replicar esse modelo no Brasil. A executiva Carla Assumpção, diretora-geral da divisão de produtos para o consumidor da Swarovski Brasil, confirma que a empresa negocia com grandes varejistas no País, mas não especificou quais redes foram procuradas pela empresa.

A meta é lançar o produto em uma rede de varejo no Brasil ainda este ano. “As grandes redes já usam moda assinada por estilistas famosos. Elas já perceberam que o consumidor é pautado por tendências”, disse Carla, que classificou a Swarovski como uma marca “aspiracional” para o consumidor de classe média.

A empresa vem reformulando o seu portfólio para oferecer produtos mais acessíveis, sem deixar de atender os clientes que procuram joias de alto padrão. Segundo ela, há produtos de R$ 200 a R$ 6 mil nas lojas. As linhas para colecionadores ocupam outra faixa de preços e uma peça pode custar em torno de R$ 65 mil. “Temos produtos para o varejo de massa. O consumidor pode comprar um brinco, um anel, e pagar parcelado”, explica Carla.

A austríaca Swarovski chegou ao Brasil há dez anos e tem 17 lojas próprias. A meta da empresa é ter entre 50 e 60 lojas no Brasil até 2016. Para isso, venderá em franquias, além de lojas próprias. A previsão é abrir quatro lojas próprias e outras oito franquias neste ano, em cidades como Santos, Sorocaba, Jundiaí, Recife, Natal e Niterói. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
(Deu no IG)

  • Arquivos

  • junho 2013
    S T Q Q S S D
    « maio   jul »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930